Vários animais marinhos nadam misteriosamente em círculos

Cientistas perceberam que, por razões que ainda não conseguiram entender muito bem, vários animais marinhos partilham um comportamento muito comum: nadar em círculos. 

“Descobrimos que uma grande variedade da megafauna marinha exibe um comportamento circular semelhante, no qual os animais circulam consecutivamente a uma velocidade relativamente constante mais do que duas vezes”, disse Tomoko Narazaki, biólogo marinho da Universidade de Tóquio e autor principal do estudo, citado pelo site Science Alert.

Os investigadores notaram este misterioso comportamento pela primeira vez em tartarugas-verdes. Mas depois perceberam que não estavam sozinhas: baleias, tubarões e pinguins também mostraram mais ou menos os mesmos movimentos circulares.

Para chegar a estas conclusões, a equipa controlou os movimentos de 19 animais, incluindo espécimes do tubarão-tigre, do pinguim-rei, do lobo-marinho-antártico, da baleia-bicuda-de-cuvier e do tubarão-baleia.

Mas porque é que estes animais fazem isto? Apesar de à primeira vista podermos pensar que nadar em linha reta seria o mais eficiente (e é, quando se trata de poupar energia), a verdade é que num imenso oceano isso pode significar perder a próxima refeição.

Segundo o mesmo site, alguns destes movimentos circulares foram registados em zonas onde os animais normalmente procuram por alimento. Por exemplo, quatro tubarões-tigre na costa do Havai nadaram em círculos até 30 vezes e desceram cerca de 130 metros até aos seus locais de alimentação.

No entanto, os lobos-marinhos-antárticos nadaram em círculos sobretudo durante o dia, embora se alimentassem mais à noite; enquanto um grupo de pinguins-rei o fazia principalmente na superfície, entre mergulhos profundos para recolher comida.

Ou seja, este comportamento pode ter mais do que um motivo, para além da comida. Os rituais de acasalamento podem ser outra explicação, tendo em conta que um tubarão-tigre macho foi visto a tentar cortejar uma fêmea ao nadar em círculos à sua volta.

Porém, para Narazaki, cujo estudo foi publicado a 18 de março na revista científica iScience, a descoberta mais surpreendente foi ver algumas tartarugas a nadar em círculos enquanto se aproximavam das praias onde iam desovar.

Uma das tartaruga rastreadas pelos investigadores, por exemplo, circulou 76 vezes num único dia e 37 vezes no seguinte, selecionando a direção correta para nadar depois de uma intensa deliberação.

Este comportamento fez a equipa pensar que também pode desempenhar algum tipo de papel na navegação destes animais. O seu palpite é que as tartarugas em migração podem nadar em círculos para detetar gradientes nos campos magnéticos da Terra, que usam para navegar pelos oceanos e encontrar o caminho até casa.

Conclusão: provavelmente não há apenas uma resposta para este mistério aquático. Nas próximas pesquisas, os cientistas querem examinar os movimentos dos animais em relação ao seu estado interno e às condições ambientais para tentar obter mais respostas.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Costa confessa a "enorme frustração pessoal" com a morte da geringonça e admite governar em duodécimos

O debate deixou tudo em águas de bacalhau e nem a esquerda nem o governo dão sinais de ceder. Costa admite que o fim da parceria com o PCP e o Bloco é uma derrota …

Koeman: "O que se passou comigo é um problema social"

Treinador do Barcelona teve dificuldades em sair do Camp Nou, depois de perder frente ao Real Madrid. A contestação à volta de Ronald Koeman em Barcelona já se verifica há algum tempo (começou em alguns momentos …

Mais de 100 mil doentes podem ter covid longa e sobrecarregar o SNS

Com o crescimento do número de pacientes que reportam sintomas de covid prolongada, os especialistas receiam que o Serviço Nacional de Saúde não tenha capacidade de resposta. Segundo avança o Expresso, os directores e coordenadores de …

O serial killer John Wayne Gacy

Vítima de serial killer identificada 40 anos depois através do ADN de um dente

Os restos mortais de Francis Wayne Alexander foram encontrados há mais de 40 anos na casa do infame serial killer John Wayne Gacy. Mas só agora se conseguiu verificar a sua identidade. Segundo conta a cadeia …

Nem Salah, nem Mané: "Vão escrever livros sobre o Firmino"

Elogios públicos de Jürgen Klopp, depois da goleada do Liverpool contra o Manchester United. O Liverpool silenciou Old Trafford ao vencer por 5-0 na casa do rival Manchester United, graças aos golos de Keïta, Diogo Jota …

Psicólogo holandês diz ter vendido "pó suicida" a mais de 100 pacientes

Wim van Dijk não está preocupado com uma possível pena de prisão. A intenção do psicólogo holandês é alimentar o debate sobre a morte assistida. O psicólogo holandês Wim van Dijk disse ter vendido um "pó …

O setor dos livros também se está a ressentir do aumento de preços e dos atrasos na distribuição de mercadorias

Empresas do setor apontam a subida do preço da energia (e das restantes matérias-primas), juntamente com os atrasos na distribuição como dois dos fatores disruptivos. O setor do livro é um dos que deverá ser atingido …

Técnicos insistem que INEM transporta muitos doentes não urgentes para urgências hospitalares

Os técnicos de emergência pré-hospitalar insistiram na necessidade de rever os fluxos de triagem dos doentes transportados pelo INEM para as urgências dos hospitais e reconhecem maior dificuldade na passagem do doente devido à elevada …

Ministro da Defesa não participou na organização das comemorações do Dia do Exército — onde foi vaiado

João Gomes Cravinho não participou no processo de organização do Dia do Exército, cerimónia onde foi vaiado e onde não foi tocado o hino daquela força militar. O governante foi, nas últimas 24 horas, defendido …

Recorde: Palmeiras de Abel rematou... 36 vezes num jogo

Um "massacre" da equipa de Abel Ferreira, que conseguiu uma vitória difícil contra o Sport. O Palmeiras prolongou a série positiva no Brasileirão. A equipa de Abel Ferreira chegou à terceira vitória consecutiva no campeonato, levando …