Análise ao sangue pode revelar que horas são no nosso corpo

O facto de ser um madrugador ou, pelo contrário, um verdadeiro notívago, está relacionado com pequenas variações no relógio interno do seu corpo. Se estiver indeciso, não se preocupe: no futuro, uma análise ao sangue poderá tirar as suas dúvidas.

Muitas pessoas desconhecem, mas um “desalinhamento” entre o nosso relógio biológico e o tempo real pode ser prejudicial para a nossa saúde. Assim, uma análise ao sangue que seja capaz de nos dizer que horas são no nosso corpo seria um avanço muito positivo.

A nova análise ao sangue, chamada TimeSignature, usa um algoritmo treinado para procurar padrões de expressão genética em diferentes momentos do dia, explica o artigo científico publicado esta segunda-feira na PNAS.

Os investigadores examinaram cerca de 20 mil genes e descobriram que cerca de 40 mostram sinais genéticos robustos conectados a diferentes tempos – isto é, estes 40 genes são mais propensos a “ligar” em determinados momentos do dia, tudo com base no relógio biológico do ser humano.

O Live Science dá um exemplo: se o corpo de uma pessoa pensa que são 6 da manhã, esse indivíduo expressará mais o gene A do que o gene B; mas se pensar que já são 8 da manhã, talvez expresse mais o gene C. No fundo, o TimeSignature aprende estes padrões e, com eles, desenha uma espécie de horário interno do nosso corpo.

Os processos realizados pelos nossos órgãos são orientados pelo chamado “ritmo circadiano”, o que designa o período de aproximadamente 24 horas sobre o qual se baseia o nosso “relógio biológico“. As pessoas que não estão em sincronia com o tempo real podem ter dificuldades no tratamento de algumas doenças.

Para que o teste seja preciso, o paciente precisa de realizar, pelo menos, duas análises ao sangue espaçadas no tempo. Este teste pode ser capaz e ajudar os médicos a administrar doses de medicamentos em momentos precisos, apesar de serem necessários mais estudos científicos antes de o teste poder ser usado clinicamente.

“Há muitos medicamentos que têm tempo ideal para a dosagem”, começou por explicar Phyllis Zee, coautora do estudo e neurologista da Northwestern Medicine. “A hora ideal para tomar um medicamento para a pressão arterial ou, até, quimioterapia, pode variar de pessoa para pessoa.”

Além disso, acrescenta a investigadora, quase todas as células do corpo ditam o tempo – e muitas delas ditam também os processos no corpo com base nas horas que são. Por exemplo, se for hora de dormir, as células libertam melatonina.

Interromper o ritmo circadiano pode ter várias implicações, tais como asma, diabetes, obesidade ou doenças cardíacas. Esta inovação pode, assim, ser capaz de melhorar o diagnóstico de tais distúrbios.

“Sabemos que se interromper o relógio interno, ele pode predispor a sua saúde a uma série de doenças”, disse Ravi Allada, professor de neurobiologia da Northwestern e autor do artigo. “No fundo, o tempo é tudo.”

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Novo "cocktail inteligente" combate cancro da mama mais agressivo

Investigadores norte-americanos desenvolveram um novo medicamento que revela eficácia no tratamento do cancro da mama triplo-negativo, considerado particularmente agressivo, e com uma redução dos efeitos tóxicos associados.  Este novo medicamento foi desenvolvido por cientistas do Hospital …

Santana Lopes desafia Rio e Cristas para coligação contra a "frente esquerda"

Pedro Santana Lopes considera que a única forma de derrotar a aliança de esquerda nas próximas eleições legislativas é formar uma "frente centro-direita" com PSD, CDS e Aliança juntos. Declarações efectuadas pelo presidente do Aliança em …

Igreja católica destruiu documentos sobre abusos sexuais a menores

A igreja católica destruiu os dossiês sobre abusos sexuais perpetrados no seu seio, admitiu este sábado o cardeal alemão Reinhard Marx, um assessor próximo do papa Francisco, falando na cimeira que decorre no Vaticano. Os processos …

Tomás Correia vai impugnar multa de 1,5 milhões do Banco de Portugal

O antigo presidente da Caixa Económica Montepio Geral e atual presidente da Associação Mutualista, Tomás Correia, vai impugnar a multa de 1,5 milhões de euros do Banco de Portugal. A notícia foi avançada pela TSF esta …

"O click foi a ADSE". Marcelo pressionou Costa a negociar, mas Centeno não abre a torneira

Marcelo Rebelo de Sousa puxou os cordelinhos para convencer o primeiro-ministro a negociar com professores e enfermeiros. António Costa só cedeu depois do "click" do "conflito na ADSE". Mas as negociações batem no obstáculo Mário …

Sporting pagou 1,7 milhões a empresa do sogro de Bruno de Carvalho (e 60 mil em brindes)

O presidente do Sporting revelou esta sexta-feira que o clube leonino gastou, em três anos, 1,7 milhões de euros em assuntos de advocacia, valor pago a uma empresa que tem ligações a um ex-sogro de …

Ajuda humanitária em risco. Governo da Venezuela encerra parcialmente fronteira com a Colômbia

O Governo da Venezuela vai encerrar parcialmente a fronteira com a Colômbia perante "as ameaças" contra a sua soberania, a poucas horas da esperada entrada de ajuda humanitária internacional através da cidade de Cúcuta. Numa publicação …

"Um funeral-sequestro". Filho de Arnaldo Matos acusa PCTP/MRPP de raptar corpo do pai

Um dos filhos de Arnaldo Matos, Pedro Matos, acusou este sábado o PCTP/MRPP de ter “montado” um velório e “funeral-sequestro” ao seu pai, recusando participar nas cerimónias fúnebres do político. Numa nota enviada à Lusa, Pedro …

Donativos "escondidos" em Pedrógão são "mentiras orquestradas"

O presidente da Câmara de Pedrogão Grande reagiu à reportagem da TVI, que dava conta de donativos "escondidos" em armazéns na câmara que seriam desviados para familiares ou amigos dos autarcas. Valdemar Alves repudia aquilo …

Adolescente acorda de um coma de quatro dias e descobre que deu à luz sem saber que estava grávida

Uma adolescente desmaiou em casa e foi levada para o hospital, em Oldham, no Reino Unido, depois de uma noite de convulsões. Já internada e num coma que durou quatro dias, os médicos descobriram que …