Algoritmo deteta sinais de depressão infantil através da fala

Uma equipa de cientistas desenvolveu um algoritmo, baseado em Inteligência Artificial, capaz de detetar sinais de ansiedade e depressão nos padrões de fala das crianças. Este mecanismo poderia ser uma solução rápida e fácil para diagnosticar estas condições tão difíceis de detetar e que muitas vezes são negligenciadas nos mais novos.

Aproximadamente uma em cada cinco crianças sofre de ansiedade e depressão. No entanto, crianças com menos de oito anos não são capazes de expressar a sua angústia emocional de forma confiável. Além disso, as longas listas de espera para consultas de psicologia ou a falta de reconhecimento dos sintomas por parte dos pais contribuem para que as crianças não recebam o devido tratamento que necessitam.

Ellen McGinnis, principal autora do estudo publicado no Journal of Biomedical and Health Informatics, defende, por esse motivo, a necessidade de testes rápidos e objetivos para tratar as crianças que sofrem destas condições.

O diagnóstico precoce é fundamental uma vez que as crianças respondem bem ao tratamento enquanto os seus cérebros se estão ainda a desenvolver. Contudo, se a depressão e a ansiedade não forem tratadas, estas crianças sofrem, no futuro, de um maior risco de abuso de substâncias e até suicídio.

McGinnis, em parceria com o engenheiro biomédico da Universidade de Vermont e principal autor do estudo, Ryan McGinnis, tem procurado formas de usar Inteligência Artificial para tornar o diagnóstico mais rápido e confiável.

Para isso, os cientistas usaram uma versão adaptada de uma tarefa de indução de humor chamada Trier-Social Stress Task, que visa causar sentimentos de stress e ansiedade. Um grupo de 71 crianças, com idades entres os 3 e os 8 anos, foram solicitadas a improvisar uma história de três minutos e foram avisadas de que seriam avaliadas segundo o interesse da história.

O cientista que avaliava as histórias das crianças permaneceu, durante o tempo todo, com uma atitude rígida, tendo dado apenas notas neutras ou negativas. O objetivo era causar algum desconforte e stress nos participantes.

Depois, a equipa usou um algoritmo para analisar as características estatísticas das gravações de áudio de cada criança, comparando-as a um questionário clínico previamente preenchido. Foi então que descobriram que o algoritmo foi altamente bem sucedido no diagnóstico das crianças.

“O algoritmo foi capaz de identificar crianças com um diagnóstico de um distúrbio de internalização com precisão de 80%“, disse Ryan McGinnis, citado pelo New Atlas.

Este mecanismo pode fornecer resultados muito mais rápidos, uma vez que o algoritmo requer apenas alguns segundos de processamento, a partir do momento em que a tarefa é concluída, para fornecer um diagnóstico.

O algoritmo identificou oito características de áudio da fala infantil, mas três em particular foram destacadas como altamente indicativas de distúrbios de internalização: vozes de baixa frequência, com inflexões e conteúdo repetíveis e uma resposta mais aguda à buzina usada nas experiências.

McGinnis realça que estas características são muito parecidas às que se podem esperar de alguém que sofre de depressão. “Uma voz profunda e elementos de voz repetíveis refletem o que pensamos quando falamos em depressão.”

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Faca feita de fezes entre os vencedores deste ano dos prémios Ig Nobel

Uma faca feita com fezes congeladas e um jacaré a arrotar são alguns dos vencedores dos prémis Ig Nobel, que distinguem as invenções mais incomuns. Os prémios Ig Nobel – uma paródia dos prémios atribuídos pelas …

O hemisfério norte teve o verão mais quente de que há registo (e isso é um sinal de alerta para a Terra)

O hemisfério teve em 2020 o verão mais quente de que há registo. No geral, o Planeta Terra teve três dos meses mais quentes, e o mês de agosto foi o segundo mais quente que …

Há uma nova explicação para o naufrágio do Titanic: Uma fantástica Aurora Boreal

Todos conhecemos a história do Titanic. Também todos sabemos que o seu naufrágio aconteceu após o grande navio ter embatido num iceberg. Contudo, um investigador americano põe novas hipóteses em cima da mesa. E se …

Famalicão 1-5 Benfica | "Águia" faminta com nota artística

Após a desilusão de Salónica, que ditou um adeus precoce dos milhões da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Benfica goleou na noite desta sexta-feira o Famalicão por 5-1, numa espécie de redenção. Neste …

O anonimato de Banksy teve um custo. Perdeu os direitos sobre uma das suas obras mais icónicas

O famoso artista de rua britânico Banksy perdeu uma longa batalha judicial pelos direitos autorais da obra "The Flower Thrower", contra a Full Colour Black, empresa que produz postais de felicitações. Banksy, o misterioso artista que, …

Reino Unido e Espanha aumentam restrições. Itália e Alemanha com quase dois mil casos

Madrid restringe movimentos de 850 mil pessoas, Itália regista um aumento dos casos de infeção nas últimas 24 horas, britânicos enfrentam novas restrições no país e Alemanha com dois mil novos casos de covid-19. A região …

Trump novamente acusado de assédio sexual. "Enfiou a língua na minha garganta", disse Amy Doris

O Presidente dos EUA, Donald Trump, foi acusado esta quinta-feira de agressão sexual por uma ex-modelo, num episódio que alegadamente terá ocorrido num torneio de ténis, em 1997. A ex-modelo Amy Dorris relatou ao jornal britânico …

Ventura pondera suspender mandato para se dedicar à campanha presidencial

O presidente do Chega afirmou hoje que o seu partido "está a analisar" no plano jurídico a questão da suspensão temporária do seu mandato de deputado para se dedicar às campanhas dos Açores e presidenciais. Em …

Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recupera, avisa neurologista

Um neurologista ouvido num documentário da RMC Sport diz que o ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recuperará. Já passaram quase sete anos desde que Michael Schumacher sofreu um acidente …

Processos com acórdãos a meias entre Rangel e Galante estão em risco

Durante dez anos, centenas de acórdãos do Tribunal da Relação de Lisboa foram feitos a meias entre Rui Rangel e Fátima Galante. Agora, esses processos estão em risco. A Procuradoria-Geral da República anunciou esta sexta-feira a …