Algo está a matar galáxias no Universo (e não se sabe o que é)

Hubble / NASA / ESA

Nas regiões mais extremas do Universo, galáxias estão a ser assassinadas. As suas formações estelares estão a ser desligadas e os astrónomos não sabem porquê.

O primeiro grande projeto liderado pelo Canadá em um dos principais telescópios do mundo quer descobrir. O novo programa – VERTICO – está a investigar, em detalhes brilhantes, a forma como as galáxias são mortas pelo meio ambiente.

Toby Brown é o principal investigador da VERTICO e lidera a equipa de 30 especialistas que usam o Atacama Large Millimeter Array (ALMA) para mapear o gás molecular de hidrogénio, o combustível do qual novas estrelas são produzidas, em alta resolução em 51 galáxias no nosso aglomerado de galáxias mais próximo, chamado Virgo Cluster.

Comissionado em 2013 a um custo de 1,27 mil milhões de euros, o ALMA é uma variedade de antenas de rádio conectadas a uma altitude de cinco mil metros no deserto de Atacama, no norte do Chile. É uma parceria internacional entre Europa, Estados Unidos, Canadá, Japão, Coréia do Sul, Taiwan e Chile.

O maior projeto astronómico terrestre existente, o ALMA é o telescópio milimétrico de comprimento de onda mais avançado já construído e ideal para estudar as nuvens de denso gás frio das quais se formam novas estrelas, que não podem ser vistas usando luz visível. Grandes programas de pesquisa do ALMA, como o VERTICO, são projetados para abordar questões científicas estratégicas que levarão a um grande avanço ou avanço no campo.

Os sítio onde as galáxias vivem no universo e como interagem com o ambiente (o meio intergaláctico que as cerca) e entre si são importantes influências na capacidade de formar estrelas. Mas precisamente como esse chamado ambiente dita a vida e a morte das galáxias permanece um mistério.

Os aglomerados de galáxias são os ambientes mais massivos e extremos do universo, contendo muitas centenas ou até milhares de galáxias. De acordo com o The Conversation, onde há massa, há gravidade e as enormes forças gravitacionais presentes nos aglomerados aceleram as galáxias a grandes velocidades, geralmente milhares de quilómetros por segundo, e superaquecem o plasma entre as galáxias a temperaturas tão altas que brilham com raios-X luz

No interior denso e inóspito desses aglomerados, as galáxias interagem fortemente com o ambiente e entre si. São essas interações que as podem matar ou extinguir a sua formação estelar. Compreender que mecanismos de extinção impedem a formação de estrelas e como o fazem é o foco principal da pesquisa da colaboração da VERTICO.

À medida que as galáxias caem através de aglomerados, o plasma intergalático pode remover rapidamente os seus gases num processo violento chamado extração de pressão de carneiro. Quando se remove o combustível para a formação de estrelas, efetivamente mata-se a galáxia, transformando-a num objeto morto no qual não é formada nenhuma nova estrela.

Além disso, a alta temperatura dos aglomerados pode parar o arrefecimento de gás quente e a condensação nas galáxias. Nesse caso, o gás na galáxia não é removido ativamente pelo meio ambiente, mas é consumido à medida que forma estrelas. Este processo leva a um desligamento lento e inexorável da formação estelar, conhecida, de maneira mórbida, como fome ou estrangulamento.

Embora estes processos variem consideravelmente, cada um deles deixa uma impressão única e identificável no gás formador de estrelas da galáxia. Reunir estas impressões para formar uma imagem de como os aglomerados geram mudanças nas galáxias é um dos principais focos da colaboração da VERTICO. Com base em décadas de trabalho para fornecer informações sobre como o ambiente impulsiona a evolução das galáxias, pretendemos adicionar uma nova peça crítica do quebra-cabeça.

O Cluster de Virgem é o local ideal para um estudo detalhado do meio ambiente. É o aglomerado de galáxias massivo mais próximo e está em processo de formação, o que significa que podemos obter um instantâneo de galáxias em diferentes estágios dos seus ciclos de vida. Isto permite-nos construir uma imagem detalhada de como a formação de estrelas é interrompida nos aglomerados de galáxias.

As galáxias no aglomerado de Virgem foram observadas em quase todos os comprimentos de onda no espetro eletromagnético (por exemplo, rádio, luz óptica e ultravioleta), mas as observações do gás formador de estrela (feito em comprimentos de onda milimétricos) com a sensibilidade e resolução necessárias ainda não existe.

A VERTICO vai fornecer mapas de alta resolução de gás hidrogénio molecular – o combustível bruto para a formação de estrelas – para 51 galáxias. Com os dados do ALMA para essa grande amostra de galáxias, será possível revelar exatamente que mecanismos de extinção, redução da pressão do aríete ou inanição estão a matar galáxias em ambientes extremos.

Ao mapear o gás formador de estrelas nas galáxias, que são os exemplos de armas fumegantes de extinção por meio do ambiente, a VERTICO avançará a nossa compreensão atual sobre como as galáxias evoluem nas regiões mais densas do Universo.

ZAP //

PARTILHAR

28 COMENTÁRIOS

  1. Está aqui mais um exemplo da tragédia do aquecimento global. As gigantescas QUEIMADAS na Amazónia e o uso excessivo de preservativos de borracha, em toda a Península Ibérica especialmente nas praias portuguesas. Aconselha -se móderação! As galáxias vencerão!

    • Lembrete, a terra e tudo que foi Criado no princípio, eventualmente terá fim. Mas como TUDO, tem o seu tempo, mas nós estamos a apressar o seu fim e o nosso . O que podemos fazer agora é tentar remediar e quem sabe levar o que aprendemos connosco para a eternidade e aplicá-lo quando necessário . A criação não é um acaso e quem reparar nas pequenas coisas subtis verá que teve alguma intervenção, basta olhar para o passado do homem, numa altura que pouco se sabe,mas os restos das civilizações deixam nos no ar que se passou aqui algo que envolveu tecnologia avançada e que depois do dilúvio mundial se fez um reset começando de novo e adquirindo conhecimento à medida que a nossa capacidade espiritual se desenvolve. Por isto deduzo depois de ver e ler escrituras e relatos escritos desta gente que viveu nesta altura(desde os sumérios, passando pela ÁSIA, Índia e China, eles deixaram relatos detalhados de há muitos milhares de anos.)que a terra era habitada por alguém que foi contra o que estava traçado ou seja deu nos conhecimentos que levaram à sua perdição porque começamos a pensar,devido a quem nos ajudou,que tínhamos todo conhecimento de Deus e que já não necessitavamos mais DELE. Mas como vimos enganaram se pois o Criador de tudo mandou uma catástrofe que os fez ver o quanto insignificante era o que sabiam,porque o verdadeiro saber está no conhecimento através do equilíbrio entre a parte espiritual e a científica, só assim podemos evoluir ,com as duas em equilíbrio. Deus quer que crescamos tanto intelectualmente como espiritualmente, quem fizer o que se fez no passado será condenado. Acredito agora que a terra é mais antiga,pois o tempo do SENHOR é diferente do dos homens e vemos cada vez mais descobertas arqueológicas de um tempo em que supostamente vivíamos mais como animais do que homens,olha se assim era,como se explica construções que ainda hoje nos intrigam devido ao conhecimento tecnológico avançado e ferramentas que nunca se encontraram mas que se sabe capazes de fazer coisas que ainda não temos ferramentas ou tecnologia que as consigam replicar.

  2. Ricardo
    O que é, exactamente, gasóleo?
    Estou cá no Brasil, embora saudoso, há muitos anos e por cá não se usa este vernáculo. Seria o mesmo que gasolina? Vocês aí estao6a consumir hidrolitol?

  3. Ei Skylander!
    Estais a se referir ao Jack? Jack the Ripper?
    Rá! Está foi muito boa! Rá! Estou a rir-me até agora! Rá! Rá! Opa! Mijei-me….

  4. Você está certo, quando a criatura se afasta do Criador, Ele pode desligar o botão da energia e mandar tudo para o beleléu

  5. Você está muito certo, quando a criatura se afasta do criador, logo Ele pode desligar o botão da energia e tudo vai pro beleléu

Responder a ;-; Cancelar resposta

Nicotina contribui para cancro do pulmão formar metástases no cérebro

A nicotina, uma substância não carcinogénica presente no tabaco, contribui para que o cancro no pulmão se dissemine no cérebro, formando metástases, concluiu um estudo publicado na revista Journal of Experimental Medicine. Uma equipa de investigadores …

Nas montanhas suíças, há quartos de hotel sem paredes nem teto

Dois artistas concetuais suíços criaram sete "quartos de hotel" ao ar livre, sem paredes nem teto, mas com vistas para as montanhas da Suíça e de Liechtenstein. A dupla suíça, os irmãos gémeos Frank e Patrik …

Risco de segunda vaga de covid-19 é alto em França

Um estudo publicado esta sexta-feira revela que a chamada "imunidade de grupo" está longe de ser alcançada em França. O risco de uma segunda vaga de covid-19 em França é "extremamente elevado", de acordo com um …

Desvendado mistério das cartas censuradas entre a rainha Maria Antonieta e o seu suposto amante

A natureza da relação entre a rainha Maria Antonieta e o conde sueco Axel de Fersen continua a intrigar os historiadores há mais de um século. Eram realmente amantes? Agora, graças a uma nova análise …

Ministra do Madagáscar afastada por querer gastar 1,8 milhões em rebuçados para disfarçar sabor de "Covid-Organics"

A ministra da Educação do Madagáscar foi destituída esta quinta-feira, depois de ter proposto gastar 1,8 milhões de euros em rebuçados, para distribuir em escolas e atenuar o sabor de uma infusão para a covid-19. A …

Santa Clara 3-2 SC Braga | Açorianos estreiam-se na nova casa com vitória sobre os minhotos

O Santa Clara venceu hoje o Sporting de Braga por 3-2, em jogo da 25.ª jornada da I Liga de futebol em que se assinalou também a estreia da Cidade do Futebol como palco de …

O maior e mais antigo monumento Maia já conhecido foi descoberto no México

O maior e mais antigo monumento já conhecido construído pela civilização Maia, batizado como Aguada Fénix, foi encontrado no sudeste do México. De acordo com o site New Scientist, o Aguada Fénix é uma enorme …

Twitter bloqueia vídeo de campanha de Donald Trump com tributo a George Floyd

O Twitter bloqueou um vídeo de tributo a George Floyd feito pela campanha de reeleição do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. A rede social colocou um rótulo no vídeo da página da conta @TeamTrump, dizendo …

Depois da covid-19, poder haver uma outra doença respiratória à nossa espera

Com o desconfinamento, vamos gradualmente regressando ao normal, mas agora possivelmente com um novo inimigo. A doença dos legionários pode estar escondida nos edifícios que deixamos para trás. Surtos globais de coronavírus forçaram o encerramento de …

Apple está a seguir iPhones roubados das lojas durante os protestos nos EUA

Os iPhones que têm sido roubados das lojas da Apple durante os protestos contra a violência policial, nos Estados Unidos, foram desativados e estão a ser seguidos pela empresa. De acordo com a revista Newsweek, as …