Alemanha poderá limitar a velocidade nas autobahn (em nome do ambiente)

O objetivo é reduzir as emissões de gases com efeitos nocivos para o ambiente. Para isso, a maioria dos alemães defende a fixação de limites máximos de velocidade para as autobahn.

Para ajudar a combater as alterações climáticas, a maioria dos alemães estão dispostos a fixar limites máximos de velocidade nas autobahn, as famosas autoestradas sem limite de velocidade da Alemanha. Este é o resultado de uma sondagem feita pelo instituto Emnid, publicados no jornal Bild.

Segundo o Público, entre os inquiridos, 52% aceitariam limites de velocidade entre os 120 quilómetros por hora e os 140 quilómetros por hora​, enquanto 46% se opuseram a esses limites.

Uma comissão nomeada pelo Governo alemão está a analisar a possibilidade de acabar com os troços “sem limites” nas vias rápidas, como parte de uma proposta mais ampla para ajudar o país a atingir as metas de emissão de gases com impacto no ambiente da União Europeia.

No entanto, nem todos estão felizes com estes planos. Andreas Scheuer, ministro dos Transportes, é contra os limites de velocidade na rede de autoestradas alemã. “O princípio da liberdade já está comprovado. Quem quiser conduzir a 120 quilómetros por hora pode fazê-lo, e quem quiser conduzir mais rápido pode fazê-lo também. Porquê essa constante micro-gestão?”, afirmou.

O governante sustentou a sua posição argumentando que as autoestradas alemãs são as mais seguras do mundo e que impor um limite de velocidade só reduziria as emissões de carbono em menos de 0,5%. Além disso, recordou que 7640 quilómetros de autoestradas alemãs (30% do total) já têm limites de velocidade.

Se não reduzir as emissões de gases de efeito de estuda e óxidos de nitrogénio nocivos, a Alemanha poderá sofrer pesadas multas da União Europeia.

O Governo está dividido entre a necessidade de proteger a indústria automóvel, crucial para a economia do país mas que nos últimos anos foi atingida por uma série de escândalos de fraude nas emissões, e a necessidade de reduzir os gases de efeito de estufa para atingir as metas da UE, adianta o diário.

Segundo a comissão, a imposição de um limite de velocidade de 130 quilómetros por hora, o aumento de impostos sobre combustíveis e as quotas para carros elétricos e híbridos, e o fim dos incentivos fiscais para veículos a diesel, podem gerar metade dos cortes necessários nas emissões de gases causadores do efeito estufa.

O dobro da espessura, sem limite de velocidade

A “Autobahn”, ou “via para carros” tem, tradicionalmente, pelo menos duas vias de circulação em cada sentido e é restrita a veículos a motor que circulem no mínimo a 60 km/h. Não há cruzamentos na via, e as saídas sempre são para a direita. Em geral, a pavimentação tem o dobro da espessura das rodovias encontradas em outros países.

A A555, a primeira autobahn, começou a ser construída em 1929, e liga Colónia a Bona, no oeste do país. Foi inaugurada em 1932, um ano antes da nomeação de Adolf Hitler como chanceler da Alemanha. A rede tem uma extensão de 13 mil km, que daria para ligar Hamburgo a Santiago do Chile. A autobahn mais longa é a A7, com 962 km.

A Alemanha é o único país da Europa sem limite de velocidade nas autoestradas, mas há uma velocidade recomendada de 130 km/h em cerca de 50% das autobahnen. Por questões de segurança, aplica-se esta velocidade como limite em função de determinadas condições do tempo ou trânsito.

Alguns trechos das autobahnen estão preparados para ser usados por aviões militares. Tal aconteceu já na 2ª Guerra Mundial, quando muitos aeroportos estavam destruídos, mas durante a Guerra Fria mais trechos foram preparados para eventuais operações da NATO.

Além das áreas de descanso e de serviço, com parques infantis, postos de gasolina e restaurantes, ao longo das rodovias alemãs há capelas e igrejas para reflexão dos viajantes.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientista revela por que os mosquitos só picam a algumas pessoas

O cientista Joop van Loon revelou o motivo pelo qual os mosquitos costumam picar mais algumas pessoas do que outras. De acordo com o especialista, são os compostos químicos presentes na pele dos humanos que …

ESA prepara-se para intercetar pela primeira vez um cometa puro

A Agência Espacial Europeia (ESA) desenvolveu um projeto que visa intercetar um cometa puro - um corpo celeste que nunca passou pelo Sistema Solar -, quando este se aproximar da órbita da Terra em meados …

Astrónomos encontraram uma nova (e surpreendente) cratera em Marte

Marte não se "magoa" facilmente mas, quando acontece, o resultado pode ser quase comparado a uma obra de arte. Uma cratera, descoberta em abril pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), é a prova disso. Notável não só …

Elon Musk alerta: Civilização pode colapsar daqui a 30 anos

De acordo com Elon Musk, uma "bomba populacional" vai surgir nas próximas décadas, quando uma população mundial cada vez mais idosa chocar com a queda das taxas de natalidade em todo o mundo. Esta não é …

O mundo árabe está menos religioso. Mas continua homofóbico

Há cada vez mais árabes que dizem não ter religião. Esta é a principal conclusão de uma grande sondagem feita a mais de 25 mil cidadãos de países árabes pelo centro de pesquisa Arab Network …

Tina morreu durante 27 minutos e foi ressuscitada 8 vezes. Quando acordou, escreveu "é real"

Uma mulher norte-americana entrou em paragem cardíaca em fevereiro de 2018 quando se preparava para fazer uma caminhada com o seu marido Brian. Depois de desmaiar, Brian ressuscitando-a duas vezes antes de os paramédicos chegarem para …

"Homem-árvore" pede que as suas mãos sejam amputadas

Abul Bajandar, um homem de 28 anos do Bangladesh conhecido como "Homem-árvore" devido às incomuns verrugas que nascem nos seus membros, pediu que as suas mãos fossem amputadas para aliviar as dores insuportáveis.  Bajandar sofre de …

EUA. Senadores republicanos do Oregon fogem para não aprovar lei ambiental

Senadores estaduais do Oregon, nos Estados Unidos (EUA), encontram-se a monte desde quinta-feira para não votarem uma lei ambiental. Procurados pela polícia, voltaram este domingo a faltar a uma sessão legislativa, impedindo que haja quórum …

O planeta enfrenta um "apartheid climático"

O planeta está confrontado com um “'apartheid' climático”. De um lado, os ricos que se podem adaptar melhor às alterações climáticas, e do outro, os pobres que vão sofrer mais, disse esta segunda-feira um especialista …

Governo repõe 40 horas semanais para trabalhadores do CNB. Greve mantém-se

A partir de 1 de julho, os trabalhadores da Companhia Nacional de Bailado (CNB) voltarão às 40 horas semanais, numa uniformização laboral com os trabalhadores do Teatro Nacional de São Carlos. A decisão foi comunicada, esta …