O aglomerado de estrelas mais próximo da Terra está em plena “agonia”

NASA / ESA / STScI

O aglomerado de estrelas Hyades

O aglomerado de estrelas Hyades, conhecido por estar a “apenas” 150 anos-luz da terra, pode estar a chegar ao final da sua vida.

O aglomerado estelar Hyades está na sua reta final. Uma equipa de cientistas da Universidade de Cambridge, no Reino unido, fez várias observações com o satélite Gaia sobre a velocidade das estrelas deste aglomerado e fora dele, para descobrir que, de facto, está a “morrer”.

A astrónoma Semyeong Oh explicou, citada pelo Science News, que a equipa descobriu que restam apenas 30 milhões de anos para que o aglomerado perca completamente a sua massa. Se compararmos este período com a idade de Hyades, percebemos que o tempo que lhe resta é muito curto, já que o aglomerado se formou há 680 milhões de anos.

O artigo científico, que ainda carece de revisão por pares, está disponível no arXiv.

Em 2018, equipas de astrónomos da Alemanha e da Áustria observaram que se estava a passar algo de muito estranho no aglomerado Hyades: várias estrelas saíram da formação e geraram duas longas caudas em lados opostos. De acordo com os cientistas, este fenómeno vem a acontecer já há algum tempo.

Semyeong Oh chegou à conclusão que, aquando do seu nascimento, Hyades contava com quase 1.200 massas solares, mas, hoje, restam apenas 300. Quanto mais estrelas saem, menos gravidade sobra para manter unidas as estrelas que ficaram.

S. Röser, E. Schilbach and B. Goldman/Astronomy & Astrophysics 2019

A imagem, concedida pela equipa, ilustra bem este problema: a vermelho encontramos o aglomerado, enquanto que o amarelo mostra a representação das caudas das estrelas que estão a sair. Algumas estrelas que já saíram surgem representadas a verde, enquanto as azuis seguem o movimento do aglomerado.

Quando o aglomerado de estrelas Hyades se desintegrar, é muito provável que as estrelas que o formam continuem a vaguear pelo Espaço nas mesmas posições e velocidades.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. 150 anos luz é realmente muito pouco na escala cósmica, talvez quem sabe dentro do espaço que lhe resta não consigamos enviar uma sonda para analizar este aglomerado antes que o seu tempo termine. 30 milhões de anos dá nos muito tempo para evoluir e pensar em algo.

    Bom artigo, continuações.

RESPONDER

Bayern Munique vence Sevilha e conquista a Supertaça Europeia

O Bayern Munique conquistou, esta quinta-feira, a Supertaça Europeia, ao derrotar o Sevilha por 2-1, em Budapeste, na Hungria. Os alemães do Bayern Munique conquistaram a Supertaça Europeia pela segunda vez ao derrotarem os espanhóis do …

Sporting 1-0 Aberdeen | "Leão" eficaz segue para o play-off

O Sporting foi eficaz e assegurou uma vaga no “play-off” de acesso à fase de grupos da Liga Europa. Na noite desta quinta-feira, num embate relativo à 3ª pré-eliminatória da competição, os “leões” bateram o Aberdeen …

A NASA descobriu uma nova forma de aterrar em segurança na Lua

A NASA construiu um sistema totalmente novo que pode tornar a aterragem na Lua e em Marte muito menos arriscada - e já tem planos de testá-lo numa missão futura. De acordo com o TechCrunch, o …

Rio Ave elimina Besiktas e está no play-off da Liga Europa

O Rio Ave venceu os turcos do Besiktas, esta quinta-feira, no desempate por grandes penalidades (4-2), após o 1-1 no tempo regulamentar, em jogo da terceira pré-eliminatória da Liga Europa, seguindo em frente na competição. Em …

Dois dinossauros morreram como as vítimas de Pompeia. Foi há 125 milhões de anos, na China

Um grupo de arqueólogos na China acabou de descobrir dois fósseis de uma nova espécie de dinossauro, que estiveram presos no subsolo por 125 milhões de anos devido a uma erupção vulcânica pré-histórica. Os investigadores …

Batalhas de feiticeiros e círculos de demónios. Revelados textos cristãos que não foram incluídos na Bíblia

Os textos da Bíblia como a conhecemos hoje foram "canonizados" pela primeira vez pela Igreja no final do século IV. No entanto, antes disso, centenas de outros textos religiosos circularam por toda a Cristandade. Há mais …

Autoeuropa confirma que não irá renovar contrato a 120 trabalhadores

A administração da fábrica de automóveis Volkswagen Autoeuropa, em Palmela, confirmou, esta quinta-feira, que não vai renovar os contratos a termo de 120 trabalhadores ligados à produção dos veículos MPV (Multi-Purpose Vehicle). "A Autoeuropa reafirmou a …

Glaciar na Islândia "escondia" bombardeiro norte-americano da 2ª Guerra Mundial

Os destroços de um bombardeiro norte-americano B-17 Flying Fortress que colidiu com o glaciar Eyjafjallajökull durante a II Guerra Mundial estão gradualmente a aparecer à medida que a geleira recua devido às alterações climáticas. De acordo …

40 anos depois, assassino de John Lennon pede desculpa pelo crime "desprezível"

Mark David Chapman, o homem que assassinou John Lennon, diz que matou o ex-Beatle por "raiva e ciúmes" e pediu desculpa a Yoko Ono, 40 anos depois. Em 1980, Chapman atingiu John Lennon com quatro tiros …

Reportado o primeiro caso de parkinsonismo após infeção de covid-19

Um homem de 45 anos de Israel revelou sintomas da doença de Parkinson (parkinsonismo) logo depois de ter sido infetado com a covid-19. Tal como frisa o portal IFL Science, os vírus foram já muitas …