ADN que era considerado “lixo” permite mudar o sexo com que nascemos

Uma equipa de cientistas retirou em ratinhos macho uma parte do ADN que não comanda o fabrico de qualquer proteína e verificou que os animais desenvolveram ovários em vez de testículos.

Uma equipa de cientistas retirou uma pequena região de ADN não codificante a ratinhos macho e verificou que os animais desenvolveram ovários em vez de testículos. O artigo científico foi publicado, esta sexta-feira, na revista Science.

Os cientistas envolvidos no estudo concluíram que se os mamíferos tiverem a proteína SOX9, codificada pelo gene Sox9, em dose suficiente desenvolverão testículos. “A quantidade de SOX9 produzida inicialmente é controlada pela proteína SRY que é codificada pelo gene Sry, que se localiza no cromossoma Y”, lê-se num comunicado sobre o trabalho.

“Esta é a razão pela qual os machos, que têm um cromossoma X e outro Y, normalmente desenvolvem testículos, enquanto as fêmeas, que têm dois cromossomas X, não.”

Em experiências com embriões de ratinhos macho, os cientistas removeram geneticamente uma parte do ADN não codificante chamada “amplificador 13” que se situa a meio milhão de bases de distância do gene Sox9, explica o Público. Verificou-se assim que esses animais desenvolveram ovários, órgãos genitais femininos internos.

Nitzan Gonen, do Instituto Francis Crick, referiu que, “tipicamente, muitas das regiões dos amplificadores trabalham juntas para estimular a expressão dos genes, sem que nenhum amplificador tenha um efeito enorme”. Só neste estudo, a equipa conseguiu identificar um único amplificador que tem muito poder na hora do desenvolvimento sexual.

“O nosso estudo também evidencia o importante papel do ADN não codificante que alguns ainda referem como ADN ‘lixo’. Se um único amplificador consegue ter este impacto na determinação do sexo, outras regiões não codificantes poderão ter efeitos consideráveis semelhantes”, diz o investigador.

Cerca de 98% do ADN humano é composto por ADN não codificante, ADN esse que não codifica qualquer proteína. Por esse motivo, este tipo de ADN era considerado como ‘lixo’. No entanto, atualmente sabe-se que tem um papel preponderante no controlo de atividade dos genes.

Este estudo poderá ajudar a explicar por que motivo as pessoas com cromossomas XY, e que têm em falta um grande fragmento de ADN nesta região do genoma, desenvolvem órgãos sexuais femininos.

“Pensamos que o amplificador 13 é, provavelmente, relevante nos distúrbios do desenvolvimento sexual nos humanos e potencialmente poderá ser usado para ajudar a diagnosticar algumas dessas causas”, conclui Robin-Lovell Badge, do Instituto Francis Crick e um dos autores do artigo.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Depois de um conselho nacional tenso, líder do CDS reúne-se com a bancada parlamentar

O líder do CDS vai reunir-se, esta quinta-feira, com os cinco deputados centristas para dialogarem sobre a articulação entre a direção e a bancada parlamentar. Tal como recorda o jornal Público, esta reunião de trabalho acontece depois …

Enquanto Flamengo afasta regresso de Jorge Jesus, o "Galo" vem ao ataque

O treinador benfiquista afasta o cenário de uma saída precoce do Estádio da Luz. O Flamengo rejeita o regresso de Jorge Jesus, enquanto o Atlético Mineiro manifesta o seu interesse. Jorge Jesus foi categórico: "Não vou …

"Ihor gritava como um cão atropelado". Seguranças contam nova versão em tribunal

O segurança Manuel Correia testemunhou esta quarta-feira que “ouviu gritos” de Ihor Homeniuk vindos de uma sala do SEF no aeroporto de Lisboa e que encontrou um dos inspetores com um pé em cima da …

Dos pés de Cancelo para a cabeça de Bernardo Silva. City ganha na Champions com um golo 100% português

Os internacionais portugueses João Cancelo e Bernardo Silva foram fundamentais para a vitória do Manchester City sobre o Borussia Monchengladbach (2-0), na primeira mão dos oitavos da Liga dos Campeões, com ação direta nos dois …

"População não interiorizou a gravidade da situação". Depois de Siza, Cabrita aponta o dedo aos portugueses

Num relatório sobre a aplicação do decreto do estado de emergência na segunda quinzena de janeiro, Eduardo Cabrita justifica o fecho das escolas e o fim das vendas ao postigo, culpando a população pelas decisões …

Esta época há menos 500 clubes. "É o drama absoluto", diz presidente da FPF

Esta época há menos 500 clubes em comparação com a temporada transata. O presidente da FPF, Fernando Gomes, classifica a situação de "drama absoluto". A pandemia de covid-19 e a consequente interrupção das competições foi um …

Psicólogos no recrutamento e mudanças na formação. IGAI quer acabar com discriminação na polícia

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) quer envolver psicólogos no processo de recrutamento de novos polícias e rever os currículos de formação para acabar com práticas discriminatórias nas forças de segurança. As alterações no processo de …

Coleção de joias da era Viking é encontrada na Ilha de Man. É "excecionalmente rara"

Uma coleção de joias da era Viking foi encontrada na Ilha de Man, entre Inglaterra e a Irlanda, em novembro de 2020 e foi agora classificada como tesouro. Os especialistas acreditam que os artefactos, descobertos …

“As brasileiras são mercadoria". Professor da UP suspenso por comentários machistas e xenófobos nas aulas

Após uma denúncia que reuniu assinaturas de mais de uma centena de alunas, o professor auxiliar Pedro Cosme da Costa Vieira foi suspenso pelo período máximo de 90 dias, da Faculdade de Economia da Universidade …

Houve buzinão na Luz (mas sem "carinho"). Jesus culpa covid-19 pela crise do Benfica

Algumas dezenas de adeptos protestaram junto ao Estádio da Luz com um buzinão, entre gritos de "Rua Vieira" devido aos maus resultados do Benfica. Antes disso, Jorge Jesus tinha apelado a um "buzinão de carinho" …