ADN que era considerado “lixo” permite mudar o sexo com que nascemos

Uma equipa de cientistas retirou em ratinhos macho uma parte do ADN que não comanda o fabrico de qualquer proteína e verificou que os animais desenvolveram ovários em vez de testículos.

Uma equipa de cientistas retirou uma pequena região de ADN não codificante a ratinhos macho e verificou que os animais desenvolveram ovários em vez de testículos. O artigo científico foi publicado, esta sexta-feira, na revista Science.

Os cientistas envolvidos no estudo concluíram que se os mamíferos tiverem a proteína SOX9, codificada pelo gene Sox9, em dose suficiente desenvolverão testículos. “A quantidade de SOX9 produzida inicialmente é controlada pela proteína SRY que é codificada pelo gene Sry, que se localiza no cromossoma Y”, lê-se num comunicado sobre o trabalho.

“Esta é a razão pela qual os machos, que têm um cromossoma X e outro Y, normalmente desenvolvem testículos, enquanto as fêmeas, que têm dois cromossomas X, não.”

Em experiências com embriões de ratinhos macho, os cientistas removeram geneticamente uma parte do ADN não codificante chamada “amplificador 13” que se situa a meio milhão de bases de distância do gene Sox9, explica o Público. Verificou-se assim que esses animais desenvolveram ovários, órgãos genitais femininos internos.

Nitzan Gonen, do Instituto Francis Crick, referiu que, “tipicamente, muitas das regiões dos amplificadores trabalham juntas para estimular a expressão dos genes, sem que nenhum amplificador tenha um efeito enorme”. Só neste estudo, a equipa conseguiu identificar um único amplificador que tem muito poder na hora do desenvolvimento sexual.

“O nosso estudo também evidencia o importante papel do ADN não codificante que alguns ainda referem como ADN ‘lixo’. Se um único amplificador consegue ter este impacto na determinação do sexo, outras regiões não codificantes poderão ter efeitos consideráveis semelhantes”, diz o investigador.

Cerca de 98% do ADN humano é composto por ADN não codificante, ADN esse que não codifica qualquer proteína. Por esse motivo, este tipo de ADN era considerado como ‘lixo’. No entanto, atualmente sabe-se que tem um papel preponderante no controlo de atividade dos genes.

Este estudo poderá ajudar a explicar por que motivo as pessoas com cromossomas XY, e que têm em falta um grande fragmento de ADN nesta região do genoma, desenvolvem órgãos sexuais femininos.

“Pensamos que o amplificador 13 é, provavelmente, relevante nos distúrbios do desenvolvimento sexual nos humanos e potencialmente poderá ser usado para ajudar a diagnosticar algumas dessas causas”, conclui Robin-Lovell Badge, do Instituto Francis Crick e um dos autores do artigo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Governo disponível para retomar reuniões no Infarmed (mas nega falta de informação)

O Governo manifestou esta quinta-feira “abertura para retomar as reuniões” no Infarmed sobre o ponto de situação da epidemia de covid-19, mas rejeitou falhas na informação ao parlamento e aos partidos. Na conferência de imprensa do …

Israel e Emirados Árabes Unidos alcançam "acordo histórico" mediado pelos Estados Unidos

O Presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou esta quinta-feira que Israel e os Emirados Árabes Unidos concordaram em estabelecer relações diplomáticas plenas, como parte de um acordo para impedir a anexação israelita de terras ocupadas pelos …

Em contingência, Câmaras de Lisboa passam a definir horários do comércio. O (pouco) que muda este sábado

A generalidade de Portugal continental continuará em situação de alerta e a Área Metropolitana de Lisboa em situação de contingência até ao final do mês devido à pandemia de covid-19, anunciou o Governo. Segundo explicou esta …

Três meses depois do anúncio, o apoio de emergência às Artes ainda não chegou

Cinquenta das 311 entidades abrangidas pela Linha de Apoio de Emergência às Artes, dotada de 1,7 milhões, ainda não tinham esta quinta-feira recebido o valor que lhes foi atribuído, três meses depois do anúncio dos …

Avaliação dos professores, "mock exams" e testes no outono. Britânicos podem "escolher" as próprias notas

O Governo britânico deu aos estudantes de liceu três alternativas diferentes para obterem o resultado das suas avaliações deste ano letivo, que foi atípico devido à pandemia de covid-19. De acordo com o jornal britânico The …

Governo reitera que não há exceções para a Festa do Avante. Críticas multiplicam-se

A ministra de Estado e da Presidência destacou que o Governo “não tem competências legais ou constitucionais” para proibir iniciativas políticas como a Festa do Avante!, mas salientou que não serão admitidas exceções às regras. Na …

Trabalhadores que estiveram em lay-off durante pelo menos 30 dias também vão ter bónus

O Conselho de Ministros aprovou um decreto-lei que clarifica que os trabalhadores que estiveram em lay-off por mais de 30 dias consecutivos, mesmo sem completar um mês civil, vão receber o complemento de estabilização. "Criado com …

Marcelo pede tolerância zero contra o racismo (e pede “sentido nacional” a Governo e oposição)

O Presidente da República recomendou esta quinta-feira aos democratas “tolerância zero” e “sensatez” para combater o racismo, ao comentar as ameaças de que foram alvo três deputadas e outros sete ativistas. “Os democratas devem ser muito …

43% das escolas no mundo sem condições de higiene para reabertura segura

Mais de 40% das escolas no mundo não têm acesso a condições básicas de higiene, como água para lavar as mãos e sabão, aumentando os riscos de reabertura no contexto da pandemia de covid-19, alertam …

Mais seis mortes, 325 novos casos e 237 recuperados

Portugal regista esta quinta-fira mais seis mortes por covid-19, 325 novos casos de infeção e mais 237 pessoas dadas como recuperadas em relação a quarta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo …