Cientistas alertam: as abelhas vão desaparecer em breve

O desaparecimento massivo das abelhas, causado pelas alterações climáticas, poderia ser catastrófico também para os humanos, podendo levar até à fome a nível mundial.

O aquecimento global poderá ser a principal causa da extinção massiva das abelhas em todos os continentes da Terra nos próximos anos, advertem cientistas da Universidade Northwestern, no estado norte-americano do Illinois.

De acordo com o estudo, cujas conclusões foram publicadas no site The Earth Chronicles of Life, o investigador Paul CaraDonna e os colegas criaram pequenas colmeias de madeira e colocaram-nas numa zona árida e montanhosa do Arizona, região onde cada vez há menos abelhas selvagens (Osmia ribifloris), as principais polinizadoras de mirtilo.

Para perceber o que acontece quando a temperatura sobe e prever as condições que poderemos ter de 2040 a 2099, os especialistas pintaram algumas colmeias de preto para que aquecessem, enquanto que outras pintaram de branco para recriar um ambiente mais fresco, o que existiria em meados do século passado.

Em dois anos, quase todas as abelhas que viviam nas colmeias pretas morreram: cerca de 35% no primeiro ano e 70% das sobreviventes no segundo. Por outro lado, nesse período, só morreram, antes de conseguirem reproduzir-se, entre 1% a 2% dos exemplares que viviam nas colmeias brancas.

Possível situação “catastrófica”

Os cientistas explicam que as altas temperaturas dentro das colmeias “enganam” as abelhas e não lhes permitem hibernar de forma plena, queimando mais rapidamente as suas reservas de gordura e, na primavera, despertam num “estado muito débil”.

Nos próximos anos, se as temperaturas do nosso planeta continuarem a aumentar, a situação poderia ser “catastrófica” e até provocar o desaparecimento total das abelhas, uma vez que se vão encontrar “fora dos seus limites fisiológicos”, afirma CaraDonna.

O autor principal desta investigação, publicada na quinta-feira na revista científica Functional Ecology, recorda que a extinção das abelhas prejudicaria os ecossistemas de todo o mundo e isso poderia provocar a fome mundial, já que estes animais polinizam a maior parte das áreas de cultivo.

Nos últimos anos, os cientistas notaram um declínio significativo no número de abelhas em todos os continentes, exceto na Antártida, onde estes animais simplesmente não existem: uma descida entre 25% a 30%.

ZAP // RT

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Tal como o Português ou a Matemática a Agricultura e a Apicultura deveriam ser disciplinas obrigatórias nas escolas. Dá que pensar quando leio estas notícias, que adianta saber falar e contar se hoje muitos já não sabem cultivar nem terão o que comer. Se calhar é importante voltar ao ciclo inicial.

    • Falar e contar também dá jeito para aprender apicultura e agricultura. Mas de resto, de acordo. Essas disciplinas de contacto directo com a antureza e os seus ciclos, deveria ser obrigatória.

  2. Este noticia é disparatada não só porque se as temperaturas subirem a flora vai aparecer mais cedo, como pelo facto de hoje em dia se fazer reprodução artificial de rainhas possibilitando fazer milhares de enxames em pouco tempo. Este alarmismo vem a par com uma campanha da AVAAZ do George Soros e trás água no bico!

  3. Ao desaparecerem sem elas a nossa existência também vai desaparecer podem ter a certeza disso … pensei só um bocadinho humanidade só um bocadinho que não seja em vós próprios,façam esse pequeno esforço
    OBRIGADA.

RESPONDER

Dez anos depois, Naide Gomes vai receber medalha de bronze dos Mundiais

A antiga atleta portuguesa Naide Gomes vai receber, nos Mundiais de atletismo, em Doha, a medalha de bronze referente à prova de salto em comprimento dos Mundiais de 2009, que se disputaram em Berlim. A antiga …

Filho de José Eduardo dos Santos começa a ser julgado a 25 de setembro

O ex-presidente do Fundo Soberano de Angola José Filomeno dos Santos vai começar a ser julgado a 25 de setembro. "Zenu" é acusado de branqueamento de capitais e peculato. José Filomeno dos Santos, antigo presidente do …

Opções de Bruno Lage criticadas. "Não faz sentido estrear jovens"

Na sequência da derrota caseira com o RB Leipzig, em jogo da primeira jornada da Liga dos Campeões, o empresário Bruno Costa Carvalho criticou as opções do treinador benfiquista. "Não faz sentido o Lage, a quem …

Associações querem maior acesso a medicamentos inovadores para esclerose múltipla

Associações representativas dos cidadãos com esclerose múltipla divulgaram esta quinta-feira uma carta aberta em que defendem um maior acesso a medicamentos inovadores e que cada doente tenha um plano integrado de gestão da doença. Na carta …

Conceição sobre Nakajima: "Não basta ter contrato com o FC Porto, é preciso senti-lo"

Na antevisão ao jogo com o Young Boys para a Liga Europa, que acontece esta quinta-feira no Estádio do Dragão, o treinador tentou pôr um ponto final na polémica com o jogador japonês. Depois da vitória …

Arábia Saudita diz que ataque foi "inquestionavelmente patrocinado pelo Irão"

O Ministério da Defesa da Arábia Saudita defende que o ataque a duas instalações petrolíferas no sábado foi "inquestionavelmente patrocinado pelo Irão". As tensões começam a escalar no Médio Oriente, principalmente após o ataque de sábado …

Elisa Ferreira vai tutelar fundos distribuídos pelo marido. PE reunido para analisar "conflito de interesses"

A comissária portuguesa vai gerir a pasta que integra os fundos distribuídos pelo marido, presidente da CCDRN. Eurodeputados falam em conflito de interesses. A Comissão de Assuntos Jurídicos do Parlamento Europeu (PE) está reunida em Estrasburgo, …

​ERSE diz que "não tem capacidade" para analisar preço dos combustíveis

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) admitiu que não tem capacidade para analisar o preço dos combustíveis, afirmou a presidente do regulador, Cristina Portugal, em entrevista ao programa Hora da Verdade, da Renascença e …

Autarca de Amarante nega ter participado em viagem à Turquia

A Câmara de Amarante informou hoje que "nenhum autarca" do município participou numa viagem à Turquia, paga por uma empresa investigada pelo Ministério Público (MP). Em comunicado enviado ao ZAP, a câmara refere que o presidente …

Primeiros humanos talhavam elefantes com ferramenta de 5 centímetros

Retirar o máximo de carne possível de uma carcaça era algo importante há milhares de anos atrás. Para um melhor aproveitamento, eram usadas lâminas de apenas cinco centímetros, que os arqueólogos ignoraram até agora. Normalmente, ao …