Abelhas aprendem a “surfar” para não se afogarem

Chris Roh and Mory Gharib / Caltech

Abelhas a afogar-se usam as suas asas como hidrofólios para manobrar a superfície da água, criando ondas com os batimentos nas asas para “surfar” em direção à segurança.

Engenheiros do Instituto de Tecnologia da Califórnia relatam pela primeira vez que este método pode ajudar as abelhas a mover-se em velocidades de até três comprimentos corporais, permitindo que superem o atrito hidrodinâmico.

Num verão, Chris Roh viu uma abelha presa num lago, tentando nadar. Roh conseguia ver a forma como as asas agitadas da abelha criavam ondas na água. Usando esse conceito, Roh colocou mais de 30 abelhas, individualmente, numa panela cheia de água e apontou uma luz filtrada diretamente para as abelhas, a fim de ver como as suas sombras se moviam ao longo do fundo da panela.

De acordo com o estudo publicado este mês na revista especializada Proceedings of the National Academy of Sciences, os investigadores descobriram que quando uma abelha pousa na água, o líquido adere às asas e prejudica a capacidade aerodinâmica dos insetos. Essa viscosidade também permite que as abelhas arrastem água e criem ondas que as impulsionam para a frente.

No entanto, estas ondas não são simétricas. Em vez disso, uma onda de grande amplitude é gerada na água atrás da abelha, enquanto a água à sua frente permanece relativamente imóvel. Essa assimetria leva a abelha a avançar uma quantidade pequena.

“O movimento das asas da abelha cria uma onda e o seu corpo consegue seguir adiante”, disse a investigadora Mory Gharib, em comunicado, divulgado pelo EurekAlert.

Uma análise mais aprofundada dos vídeos em câmara lenta mostra que, em vez de bater as asas para cima e para baixo, as asas de uma abelha curvam-se para baixo para empurrar a água e para cima quando as asas puxam para trás e para fora da água. Esse movimento de puxar dá o impulso enquanto o movimento de empurrar constitui um golpe de recuperação.

Os investigadores também observaram que as asas também batiam mais devagar e em menor alcance quando as abelhas estavam na água. No ar, uma asa viajará entre 90 e 120 graus em comparação com menos de 10 graus quando sob a água.

O método de hidrofólio não permite que a abelha se propulse para fora da água, mas permite que “navegue” em direção à beira da água, para que possa eventualmente soltar-se. Os cientistas estimam que o inseto pode manter esse movimento durante cerca de 10 minutos.

Além de aumentar o nosso entendimento sobre locomoção, estas descobertas podem ajudar no campo da robótica. A equipa está atualmente a trabalhar num pequeno veículo híbrido aéreo-aquático robótico que usa a mesma estratégia para navegar na água.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Vibrações provocadas por "estrelamotos" permitem precisar a idade da Via Láctea

Os tremores estelares registados pelo telescópio espacial Kepler, da NASA, ajudaram a responder a um antigo enigma sobre a idade do "disco espesso" da Via Láctea. Uma equipa de cientistas, liderada por investigadores do Centro de …

Este casaco foi desenhado para nos ajudar a dormir em qualquer lado

A britânica Vollebak lançou um casaco, inspirado nos astronautas, que facilita a ideia de poder dormir, literalmente, em qualquer lado. A pensar em todas aquelas pessoas que gostam de fazer uma sesta ou outra, independentemente do …

DJ Juice WRLD morre aos 21 anos

A estrela do hip-hop norte-americano Juice WRLD faleceu este domingo (8), depois de sofrer convulsões no Aeroporto de Midway, em Chicago, avança o TMZ. O rapper tinha feito 21 anos a 2 de dezembro. De acordo …

"A Favorita" arrebata prémios do cinema europeu

O filme "A Favorita", do realizador grego Yorgos Lanthimos, arrecadou oito prémios da Academia de Cinema Europeu, numa cerimónia realizada em Berlim. "A Favorita" conquistou, entre outros, os prémios de Melhor Filme Europeu, Melhor Comédia, Realização …

Belenenses 1-1 Porto | "Dragão" escorrega e deixa fugir líder

O FC Porto não foi além de um empate na visita ao Jamor, ante o Belenenses. André Santos abriu as “hostilidades” e Alex Telles, na marcação de uma grande penalidade, fixou o resultado final. Com esta …

Caligrafia desleixada de Isabel I denuncia-a como a tradutora anónima de um livro romano

A rainha Isabel I de Inglaterra foi identificada como a tradutora anónima do livro "Anais" de Tácito. As idiossincrasias da sua caligrafia acabaram por ser fundamentais para a descoberta. Na análise a uma tradução de século …

Hashtags políticas como #MeToo tornam as pessoas menos propensas a acreditar em notícias

Tendem a passarem despercebidas, mas as hashtags são mais importantes do que julgamos. A questão que se impõe é: serão benéficas para a saúde democrática da Internet? Uma hashtag (#) é uma marca funcional, amplamente usada …

Sporting 1-0 Moreirense | "Leão" resolve à cabeçada

O Sporting regressou às vitórias na Liga NOS, embora não sem sentir algumas dificuldades, em especial no ataque. Os "leões" bateram o Moreirense por 1-0, numa partida em que remataram muito (28, máximo na Liga até …

Orçamento do Estado. "Sentido de voto do BE está completamente em aberto"

A coordenadora do BE afirmou, este domingo, que o sentido de voto do partido sobre o Orçamento do Estado para 2020 está "completamente em aberto", desejando que o Governo socialista atenda às reivindicações bloquistas. "Fizemos uma …

João Cotrim Figueiredo eleito presidente da Iniciativa Liberal com 96% dos votos

João Cotrim Figueiredo foi eleito, este domingo, presidente da Comissão Executiva da Iniciativa Liberal, uma candidatura única que recolheu 96% dos votos na III Convenção Nacional do partido. A III Convenção Nacional do partido decorre hoje …