“A revolução tem sido seletiva”. Filha de Woody Allen lamenta que o pai não seja condenado

David Shankbone / Flickr

Soon-Yi Previn e Woody Allen

Dylan Farrow, a filha adotiva de Woody Allen que o acusa de abuso, não compreende por que o pai continua a trabalhar na indústria cinematográfica.

Em 2014, muito antes do movimento #MeToo ter aparecido, Dylan Farrow, filha adotiva de Woody Allen, revelou que o pai tinha abusado sexualmente dela quando tinha apenas sete anos.

Embora fale em “revolução”, referindo-se ao que tem acontecido no mundo do cinema, com o movimento #MeToo, Dylan Farrow diz tratar-se de uma “revolução seletiva“, num artigo de opinião publicado no Los Angeles Times.

Isto porque, passados cerca de quatro anos desde que Farrow denunciou os alegados abusos sexuais que sofreu por parte do cineasta, numa carta aberta publicada no The New York Times, Woody Allen continua a assinar contratos, não tendo sido afastado da industria cinematográfica.

Ao contrário do que aconteceu com outros profissionais da área acusados de assédio sexual, o escritor e cineasta continua a trabalhar com atrizes e atores de topo. O realizador sempre negou as acusações da filha adotiva, não chegando sequer a ser julgado.

Segundo o Diário de Notícias, Dylan Farrow critica a atitude da maior parte das estrelas de Hollywood por ignorarem os alegados abusos de Woody Allen. “Quando eu tinha sete anos, Woody Allen levou-me para o sótão, longe das amas que tinham instruções para nunca me deixarem sozinha com ele”, conta a filha no seu mais recente artigo.

A filha do cineasta questiona-se por que é que o pai não é afastado da indústria, como Harvey Weinstein ou Kevin Spacey. Em vez de ser afastado, Woody Allen assinou “um acordo multimilionário com a Amazon, com a aprovação de Roy Price, executivo da Amazon Studios”, refere Farrow, agora com 32 anos.

Mas Farrow não se fica por aí. Destaca, ainda, algumas mulheres que apoiam o movimento #MeToo mas que, no caso de Woody Allen, preferem não se pronunciar sobre o assunto. É o caso de Blake Lively, que condenou os comportamentos de Weinstein mas considera “perigoso” falar sobre assuntos dos quais não há factos, conforme escreve o DN.

“Não é só o poder que permite que homens acusados de abusos sexuais mantenham as carreiras e segredos. É também a nossa escolha de ver coisas simples como complicadas e conclusões óbvias como um caso de ‘quem poderá dizer?’. O sistema resultou para Harvey Weinstein durante décadas. Ainda resulta para Woody Allen”, conclui Farrow.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. O lobby Judeu, nos Estados Unidos… Tem uma força tremenda. Mas já para o proteger, Steven Spielberg já veio defender as FemiNazis… Da pior maneira: Veio atacar a legítima carta aberta de Catherine Deneuve. Uma carta que defendia o combate aos crimes de abuso sexual os quais apenas distinguia do inofensivo cortejo de mulheres ou da simples, natural e legítima tentativa de sedução.

    Mas o que se pode esperar quando a sociedade caminha para uma realidade asséptica de sexo virtual, relações internetianas e outras aberrações e distorções daquilo que é a natureza humana. Esta caça ao homem e à masculinidade (não confundir com machismo/chauvinismo) o resultado da força conjunta de LGBT com mal-amadas e mal-resolvidas.

  2. Não me levem a mal mas porque temos que acreditar em tudo o essa tal Dylan diz? Lendo a frase da dita “abusada” “Quando eu tinha sete anos, Woody Allen levou-me para o sótão, longe das amas que tinham instruções para nunca me deixarem sozinha com ele”..dá a impressão que o Woody será, eventualmente, um perito em dissimulação e camuflagem, qual Fantomas da vida real; conseguiu subtrair a criancinha a “diversas amas” e levá-la para um sotão de uma casa que deveria, no minimo, ser do tamanho do Palácio de Buckingham para poderem estar á “vontade” sem serem descobertos pelas “diversas amas”. Soa um cadinho a balofa e pouco verossímil.

RESPONDER

Vem aí chuva de poeiras vindas do Norte de África

Este fim de semana, o sul de Portugal pode enfrentar uma chuva carregada de poeiras vindas do Norte de África. O IPMA explica que se trata apenas de uma deposição. Uma chuva de poeiras pode atingir …

Marcelo deverá vetar mudança de género aos 16 anos

O Presidente da República deverá vetar a lei que permite a mudança de género no registo civil aos 16 anos, por questionar não ser necessário um relatório médico. Marcelo Rebelo de Sousa deverá vetar a lei …

Nacionalidade automática para filhos de imigrantes há 2 anos em Portugal

Os filhos de imigrantes que vivam em Portugal há dois anos vão ser considerados portugueses originários, a não ser que declarem que não querem ser portugueses. Esta alteração vai "inverter a atual regra" e irá encurtar …

Eleições de 2019 com plano europeu para travar perturbações nas redes sociais

Em 2019, o objetivo central dos técnicos da "sala de situação" é proteger as infraestruturas de apoio ao processo eleitoral, nas europeias e as legislativas, ainda sem data marcada. O cenário internacional tem sido marcado pela …

PSD dá a Costa espaço para reformar o SNS sem o Bloco

O ministro-sombra da saúde de Rui Rio, Luís Filipe Pereira, está a preparar um documento estratégico sobre o SNS. O PSD pretende, assim, ir a jogo na discussão sobre o futuro do Serviço Nacional de Saúde. A …

O Benfica criou um plano para mandar no futebol português

Emails revelados pelo blogue do "Mercado de Benfica" mostram que os quadros do clube debateram entre si uma estratégia a cinco anos para influenciar e dominar as "diferentes áreas do poder da indústria" do futebol português, …

Governo admite baixar portagens para SUVS e crossovers

O ministro Pedro Marques admite passar carros SUV e crossover de classe 2 para 1 nas portagens, afirmando que a atual classe 2 "pode ser um bloqueio a viaturas mais eficientes". O ministro do Planeamento, Pedro …

Portugal continua no caixote do lixo da Moody’s

A Moody's não se pronunciou sobre a notação de crédito de Portugal. Nos próximos seis meses, continuará a ser a única agência a manter o país abaixo do "grau de investimento". A agência de notação financeira …

Consultor Constantino Sakellarides demite-se em divergência com ministro da Saúde

O consultor do ministro da Saúde, Constantino Sakellraideser, entregou, na quinta-feira, uma carta de demissão a Adalberto Campos Fernandes devido a divergências de pensamento. Constantino Sakellarides, o consultor do ministro da Saúde que, há dois anos, …

Kim Jong-un anuncia suspensão de testes nucleares e balísticos

O regime norte-coreano anunciou a suspensão dos testes nucleares a partir de sábado e o desmantelamento da base de Punggye-ri. Este gesto foi bem recebido pelos EUA e aliados, embora não dê indicação de que …