“A revolução tem sido seletiva”. Filha de Woody Allen lamenta que o pai não seja condenado

Colin Swan / Flickr

O escritor e cineasta Woody Allen

Dylan Farrow, filha adotiva de Woody Allen que o acusa de abuso, não compreende por que o pai continua a trabalhar na indústria cinematográfica.

Em 2014, muito antes do movimento #MeToo ter aparecido, Dylan Farrow, filha adotiva de Woody Allen, revelou que o pai tinha abusado sexualmente dela quando tinha apenas sete anos.

Embora fale em “revolução”, referindo-se ao que tem acontecido no mundo do cinema, com o movimento #MeToo, Dylan Farrow diz tratar-se de uma “revolução seletiva“, num artigo de opinião publicado no Los Angeles Times.

Isto porque, passados cerca de quatro anos desde que Farrow denunciou os alegados abusos sexuais que sofreu por parte do cineasta, numa carta aberta publicada no The New York Times, Woody Allen continua a assinar contratos, não tendo sido afastado da industria cinematográfica.

Ao contrário do que aconteceu com outros profissionais da área acusados de assédio sexual, o escritor e cineasta continua a trabalhar com atrizes e atores de topo. O realizador sempre negou as acusações da filha adotiva, não chegando sequer a ser julgado.

Segundo o Diário de Notícias, Dylan Farrow critica a atitude da maior parte das estrelas de Hollywood por ignorarem os alegados abusos de Woody Allen. “Quando eu tinha sete anos, Woody Allen levou-me para o sótão, longe das amas que tinham instruções para nunca me deixarem sozinha com ele”, conta a filha no seu mais recente artigo.

A filha do cineasta questiona-se por que é que o pai não é afastado da indústria, como Harvey Weinstein ou Kevin Spacey. Em vez de ser afastado, Woody Allen assinou “um acordo multimilionário com a Amazon, com a aprovação de Roy Price, executivo da Amazon Studios”, refere Farrow, agora com 32 anos.

Mas Farrow não se fica por aí. Destaca, ainda, algumas mulheres que apoiam o movimento #MeToo mas que, no caso de Woody Allen, preferem não se pronunciar sobre o assunto. É o caso de Blake Lively, que condenou os comportamentos de Weinstein mas considera “perigoso” falar sobre assuntos dos quais não há factos, conforme escreve o DN.

“Não é só o poder que permite que homens acusados de abusos sexuais mantenham as carreiras e segredos. É também a nossa escolha de ver coisas simples como complicadas e conclusões óbvias como um caso de ‘quem poderá dizer?’. O sistema resultou para Harvey Weinstein durante décadas. Ainda resulta para Woody Allen”, conclui Farrow.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O lobby Judeu, nos Estados Unidos… Tem uma força tremenda. Mas já para o proteger, Steven Spielberg já veio defender as FemiNazis… Da pior maneira: Veio atacar a legítima carta aberta de Catherine Deneuve. Uma carta que defendia o combate aos crimes de abuso sexual os quais apenas distinguia do inofensivo cortejo de mulheres ou da simples, natural e legítima tentativa de sedução.

    Mas o que se pode esperar quando a sociedade caminha para uma realidade asséptica de sexo virtual, relações internetianas e outras aberrações e distorções daquilo que é a natureza humana. Esta caça ao homem e à masculinidade (não confundir com machismo/chauvinismo) o resultado da força conjunta de LGBT com mal-amadas e mal-resolvidas.

RESPONDER

Amazon inaugura loja que funciona sem funcionários ou caixas de pagamento

Esta segunda-feira, a Amazon inaugurou a sua loja física sem caixas de pagamento. Entrar, pegar no que se quer e sair sem pagar - é esta a dinâmica da Amazon Go. Esta segunda-feira, a Amazon inaugurou, …

"Quero representar a humanidade na máquina". A próxima meta de Ishiguro é a consciência artificial

https://vimeo.com/252082730 Hiroshi Ishiguro aliou a paixão pela arte ao fascínio pela robótica com o objetivo de "representar a humanidade na máquina". Deu à inteligência artificial um corpo. Agora, quer dar ao corpo uma consciência. Hiroshi Ishiguro …

Cidade do Cabo pode ficar sem água dentro de 90 dias

Numa bacia geológica por baixo da Montanha da Mesa e historicamente alimentada por forte precipitação no inverno, a capital sul africana tem sido conhecida como um paraíso de abundante água natural. Mas isso pode estar …

Adeus homens. Extinção já tem data marcada

O cromossoma Y, responsável pelo desenvolvimento das propriedades sexuais masculinas, vai desaparecer. Mas, podem os homens todos estar descansados, tal apenas acontecerá dentro dentro de 4,5 milhões de anos. Segundo um novo estudo de investigadores da …

Indiano está a abrir uma estrada de 8 km para os filhos irem à escola

Durante dois anos, Jalandhar Nayak usou uma enxada e uma picareta para construir sozinho uma estrada de 8 quilómetros num vilarejo remoto do Estado de Orissa, na Índia, para que os filhos conseguissem ir mais …

Supernanny perde patrocinador principal

Supernanny perdeu o patrocínio da Corine de Farme. A marca comercializada pelos Laboratórios Sarbec Portugal era a principal patrocinadora do controverso programa da SIC. A retirada do patrocínio, que já estaria a ser equacionada desde a semana passada, surge …

Supremo recusa pedido para emitir mandado europeu de detenção contra Puigdemont

O Supremo Tribunal de Justiça espanhol recusou o pedido do Ministério Público para voltar a emitir um mandado europeu de detenção contra o ex-presidente da Catalunha, que se deslocou à Dinamarca. A procuradoria-geral espanhola pediu esta …

Rui Rio mantém Hugo Soares na liderança da bancada do PSD até ao congresso

Rui Rio esteve reunido com Hugo Soares, esta segunda-feira, no Porto. O novo líder do PSD decidiu que vai manter o atual líder da bancada parlamentar até que se realize o Congresso Nacional do partido. Em …

Algoritmo vanguardista de investigadores portugueses supera o Google Brain

Um novo algoritmo de inteligência artificial que desenvolve "uma abordagem vanguardista para automatizar processos de aprendizagem no campo da visão computacional" foi criado por investigadores da Universidade de Coimbra. Quatro investigadores do Centro de Informática e …

Incêndios no Pinhal de Leiria tiveram mão criminosa

A Polícia Judiciária de Leiria determinou que os dois incêndios que consumiram o Pinhal de Leiria tiveram mão criminosa. O engenho explosivo foi encontrado no pinhal, mas ainda não foram identificados os autores. A Polícia Judiciária …