A primeira super-Lua do ano pode ser vista esta terça feira

Andrew Smith / Flickr

Esta terça-feira vai ser possível observar, no caso de o céu estar limpo, a primeira super-lua do ano, a partir das 23h22.

A primeira super-lua do ano vai poder ser vista esta terça feira, a partir das 23h22, se o céu estiver limpo. Ainda há mais duas este verão.

A Lua vai atingir o ponto mais próximo da Terra a partir das 23h22 e, a partir daí, já a podemos considerar uma super-Lua. Se o céu não estiver nublado, os observadores vão poder ver uma Lua mais brilhante do que o habitual.

Este fenómeno ocorre quando o satélite natural da terra está simultaneamente na fase de Lua Cheia — que começa às 11h52 — e a uma distância da Terra inferior a 110% do perigeu, que vai acontecer esta terça-feira à noite.

O perigeu é o ponto da órbita em que a Lua se encontra mais próxima da Terra. A órbita do satélite, tal como acontece com a dos planetas, é elíptica, ou seja, o seu trajeto não é sempre igual – permitindo esta aproximação à Terra.

Ao observar o fenómeno da Terra, a super-Lua vai parecer maior e mais brilhante, mas não só. Na América do Norte, o fenómeno é apelidado de super-Lua rosa.

Nada tem a ver com a cor da Lua, no entanto. A designação vem dos índios norte-americanos, que lhe davam este nome por esta ser uma época em que apareciam plantas rastejantes com flores rosa. A expressão acabou por ser adaptada para as luas cheias em maio ou junho.

Segundo Cláudio Melo, astrónomo na agência espacial portuguesa (Portugal Space), este fenómeno não é raro e ocorre “duas a quatro vezes por ano“. Ainda este verão, poderemos ver mais duas super-Luas em Portugal: a 13 de julho e a 12 de agosto.

“A Lua vai parecer mais brilhante e maior. É um efeito simples, que é normal, mas que as pessoas continuam a parar para observar porque é sempre diferente”, explica o astrónomo da Portugal Space.

As previsões para a noite desta terça-feira indicam céu pouco nublado, apresentando as condições perfeitas para avistar esta super-Lua.

Mesmo a olho nu, quem observar o céu esta terça-feira à noite pode ver um luar mais intenso do que o habitual – com o satélite natural da Terra em grande plano.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.