A poluição do ar impacta mais umas pessoas do que outras. Depende da cor da pele

Vários estudos mostram que as pessoas de cor estão desproporcionalmente expostas à poluição do ar nos Estados Unidos. No entanto, não é claro se essa exposição desigual se deve principalmente a alguns tipos de fontes de emissão ou se as causas são mais sistémicas.

Agora, um novo estudo modelou a exposição das pessoas à poluição do ar – com base em raça/etnia e rendimento – e mostrou que as disparidades de exposição entre pessoas de cor e brancos são causadas por quase todos – e não apenas alguns – os tipos de fontes de emissão.

“Descobrimos que quase todos os setores de emissão causam exposições desproporcionais para pessoas de cor em média”, disse Julian Marshall, professor de engenharia civil e ambiental da Universidade de Washington, em comunicado. “As desigualdades que relatamos são resultado do racismo sistémico: com o tempo, pessoas de cor e poluição foram unidas, não só em alguns casos, mas por quase todos os tipos de emissões.”

A equipa usou um modelo de qualidade do ar para analisar os dados da Agência de Proteção Ambiental para mais de cinco mil tipos de fontes de emissão, incluindo indústria, agricultura, concessionárias de energia elétrica a carvão, muitos tipos de veículos e equipamentos, construção e outras fontes diversas de pequenas emissões.

Cada tipo de fonte estudado contribui para a poluição do ar por partículas finas, definidas como partículas com 2,5 micrómetros ou menos de diâmetro.

Para identificar os padrões de exposição à poluição do ar associados à raça/etnia e rendimento, os cientistas combinaram os padrões de poluição do ar espacial previstos no modelo de qualidade do ar com contagens de população residencial do U.S. Census Bureau.

Para a média da população total dos Estados Unidos em 2014, as exposições à poluição do ar por partículas finas da maioria dos tipos de fontes são maiores do que a média para pessoas de cor e menores do que a média para brancos.

Os resultados indicam que pessoas de raça branca estão expostas a concentrações abaixo da média de tipos de fontes de emissões que, quando combinadas, causam 60% da sua exposição total.

Por outro lado, as pessoas de cor experimentam exposições acima da média de tipos de fonte que, quando combinadas, causam 75% da sua exposição total. Essa disparidade existe ao nível do país, estado e cidade e para pessoas em todos os níveis de rendimento.

“As organizações comunitárias têm sofrido e defendido a injustiça ambiental durante décadas”, disse Christopher Tessum, professor de engenharia civil e ambiental da Universidade de Illinois Urbana Champaign. “O nosso estudo contribui para um corpo de evidências já extenso com a nova descoberta de que não há uma única fonte de poluição do ar, ou um pequeno número de fontes, que respondem por essa disparidade. Em vez disso, a disparidade é causada por quase todas as fontes”.

Os investigadores descobriram que as disparidades de poluição do ar surgem de um conjunto de causas mais sistémico do que se entendia anteriormente.

“Ficamos impressionados com a forma como estas disparidades sistémicas existem para pessoas de cor não só em certos bairros, mas em todas as escalas espaciais nos EUA”, disse Joshua Apte, professor de engenharia civil e ambiental da Universidade da Califórnia. “O problema existe em áreas urbanas e rurais, em muitas regiões distintas dos EUA e para pessoas que vivem em quase todas as cidades americanas.”

Por sua vez, os cientistas alertam que o estudo se foca nas concentrações de poluição do ar externo em locais onde as pessoas residem e não toma em consideração a variabilidade na mobilidade, acesso a cuidados de saúde e taxas de mortalidade e morbidade, entre outros fatores.

“Este novo estudo adiciona contexto ao nosso trabalho anterior, que mostrou que um consumo desproporcional de bens e serviços – que é uma causa subjacente da poluição – aumenta a exposição de pessoas de cor à poluição do ar”, disse Jason Hill, professor de bioprodutos e engenharia de biossistemas na Universidade de Minnesota.

“Alguns presumem que quando há uma disparidade étnico-racial sistemática, a causa subjacente é uma diferença de rendimento”, disse Tessum. “Como os dados mostram que a disparidade atravessa todos os níveis de rendimento, o nosso estudo reforça as descobertas anteriores de que raça, em vez do rendimento, é o que realmente impulsiona as disparidades de exposição à poluição do ar.”

Os investigadores esperam que estas descobertas sejam potenciais oportunidades para lidar com esta persistente desigualdade ambiental.

Este estudo foi publicado em abril na revista científica Science Advances.

Maria Campos, ZAP //

 

 

 

PARTILHAR

RESPONDER

Feira do Livro do Porto partilha recandidatura de Moreira. "Foi erro de funcionária"

A câmara do Porto explicou que a partilha do ‘post’ sobre a recandidatura de Rui Moreira feita este domingo na página de Facebook da “Feira do Livro do Porto” se deveu a “erro de uma …

Emma, uma pequena rinoceronte, viajou para o Japão para encontrar o amor

Uma pequena rinoceronte branca de cinco anos viajou de Taiwan para o Japão. Tudo para encontrar o amor. Tal como muitos humanos, os planos de viagem de Emma acabaram por ter de ser adiados devido ao …

Países Baixos 3-2 Ucrânia | Futebol espectáculo em Amesterdão

Os Países Baixos, campeões em 1988, derrotaram hoje a Ucrânia, por 3-2, em jogo da primeira jornada do Grupo C do Euro2020 de futebol, disputado em Amesterdão. Os Países Baixos estiveram a ganhar por 2-0, com …

Esta pequena ilha nas Caraíbas já não tem restrições (e está a oferecer noites em hotéis)

A ilha de Curaçao está a suspender todas as restrições que foram implementadas no âmbito da pandemia de covid-19 e para comemorar está a oferecer estadias em hotéis para os turistas. Curaçao, um território holandês que …

10 estrangeiros do Benfica já jogaram em Europeus (duas estreias na mesma tarde)

Num espaço de seis horas, Seferović e Vertonghen juntaram-se à lista restrita. É um pouco extensa a lista de futebolistas portugueses que jogaram a fase final de um Europeu enquanto tinham contrato com o Benfica. Portugal participou …

"Clara desconexão". Empresas ganham milhões com o consumo de álcool por menores

Os jovens menores de idade consumiram 8,6% das bebidas alcoólicas vendidas em 2016, o que representa lucros de cerca de 17,5 mil milhões de dólares para as empresas. Os produtos das empresas AB Inbev, MillerCoors e …

Após 12 anos de Netanyahu no poder, Israel tem um novo primeiro-ministro

O Parlamento de Israel aprovou, este domingo, o Governo de coligação do novo primeiro-ministro Naftali Bennett, que sucede a Benjamin Netanyahu, que esteve no poder cerca de 12 anos. Dos 119 deputados presentes, de um Parlamento …

Áustria 3-1 Macedónia do Norte | Banco austríaco vale triunfo inédito

A Áustria estreou-se, este domingo, com um triunfo sobre a Macedónia do Norte, por 3-1, no Euro2020, no primeiro jogo do Grupo C da competição, disputado em Bucareste. Stefan Lainer (18 minutos), Michael Gregoritsch (78) e …

Facebook restringe conta de André Ventura

A rede social decidiu restringir, durante 24 horas, a conta do presidente e deputado único do Chega, após terem sido denunciadas duas publicações. De acordo com o Correio da Manhã, denúncias em duas publicações feitas por …

Com parecer desfavorável, arraial da IL juntou centenas (e fez mira a adversários)

A Iniciativa Liberal organizou, este sábado, apesar do parecer desfavorável das autoridades de saúde, um arraial comício, onde se juntaram centenas de pessoas, para dar "esperança" a Lisboa e mostrar que "não há impossíveis". No seu …