Físicos afirmam que há 90% de probabilidade de a Humanidade colapsar em breve

A desflorestação e a superpopulação da Terra ameaçam destruir a vida como a conhecemos até 2040, de acordo com um novo estudo, que adianta que a civilização está a caminhar para um “colapso irreversível”.

Se a Humanidade continuar neste caminho, a civilização como a conhecemos está muito perto do “colapso irreversível”. É uma questão de décadas, indica uma investigação recente, publicada na Scientific Reports, que modela o futuro da Humanidade com base nas taxas atuais de desflorestação e uso de outros recursos.

A equipa analisou números históricos de aumento da população, consumo de recursos e desflorestação e associou-os a fórmulas matemáticas complexas. As projeções mais otimistas deste estudo revelam uma probabilidade de 90% de colapso da Humanidade, adianta o Futurity.

Os físicos prevêem que a sociedade, pelo menos como a conhecemos, pode terminar dentro de 20 a 40 anos. “Os cálculos mostram que, mantendo a taxa real de crescimento populacional e consumo de recursos, ainda temos algumas décadas antes de um colapso irreversível.”

O artigo científico, escrito por físicos do Instituto Alan Turing e da Universidade de Tarapacá, prevê que a desflorestação vai “matar” as últimas florestas da Terra em 100 ou 200 anos. A desflorestação, em conjunto com as mudanças na população global e o consumo de recursos, compõem um cocktail desastroso para a nossa civilização.

“Não é realista imaginar que a sociedade humana só começará a ser afetada pela desflorestação quando a última árvore for cortada”, lê-se no artigo. A taxa global de desflorestação diminuiu nos últimos anos, mas ainda há uma perda líquida na floresta em geral.

Além disso, as árvores recém-plantadas não conseguem proteger o meio ambiente tão eficientemente quanto as florestas antigas.

Pesquisas recentes também sugeriram que as taxas de crescimento populacional global são inferiores às estimativas. Um artigo publicado no The Lancet sugeriu, inclusive, que o crescimento da população pode diminuir em meados do século XXI devido ao declínio nas taxas de fertilidade.

No entanto, os cientistas envolvidos na nova pesquisa argumentam que o tempo está a esgotar. “É difícil imaginar, na ausência de esforços coletivos muito fortes, grandes mudanças destes parâmetros numa escala de tempo tão curta”, escreveram.

ZAP //

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

  1. Disto já eu tenho falado, e portanto nem sequer sou cientista, há formas eficazes e corretas de controlar a natalidade e a humanidade tem que se convencer que estamos todos em conjunto a habitar o mesmo planeta, isto não é propriedade de um ou de outro país, o Covid 19 vem-nos afirmar tudo isto, portanto não controlar o crescimento da humanidade limitando cada vez mais o espaço a todo o resto, continuar a criar cidades com milhões de habitantes, é caminho certo para o colapso total, já afirmou outro cientista de que os humanos poderão chegar ao ponto de se comerem uns aos outros e eu acrescento, se comerem cabeça de políticos, penso que irão ficar famintos na mesma!

  2. A civilização que conhecemos vai colapsar muito antes.
    Se considerarmos os interesses políticos, nos próximos 10 a 20 anos uma grande catástrofe vai acontecer à humanidade.
    De ai até o fim, é só um instante…

  3. Mais abitantes, mais votos e mais impostos, nunca que os congressista de Brasília vão querer controlar aumento da população

  4. Que bobagem… As florestas nunca deixarão de existir devido a políticas de proteção que sim estão sendo bem aplicadas. E mesmo se não houvesse florestas, a vida continuaria normalmente, pois a maioria do oxigênio vem dos oceanos e não das matas.

    • Entretanto vivemos num ecossistema fechado chamado planeta terra e sabemos que tudo tem influencia em tudo. Siga um raciocínio bem básico: digamos que ficam apenas metade das árvores actuais no planeta, a temperatura vai aumentar na terra (e menos chuva) e no mar… aliás, já começou e só não vê quem quer… continuando: aumentando a temperatura, aumenta a temperatura na atmosfera, assim aumenta a temperatura da água e os pólos continuam a perder o gelo, e isso vê-se nos dias de hoje. Menos gelo o oceano não tem um ponto de equilíbrio e vai aquecer. Se for uma pessoa minimamente informada sabe que um aumento de 5 graus nos oceanos fará com que a vida marinha comece a morrer incluindo fauna e flora. Vao começar a ser libertados vários gases do fundo do mar que criarão um acumulo na atmosfera… calor entra mas não sai, aumenta temperatura nos oceanos e na terra. Os gases matam vida terrestre… e o planeta começa a sufocar lentamente.
      Portanto “bobagem” é falar sem se informar primeiro… e deixe de queimar matas.

  5. São os oceanos que fornecem o oxigénio? Nossa a revelação do ano, ou ele (Fábio) faltou a classe de ciência, ou estão educando mal nas escolas, ou ele é aquele típico de “não é tão grave assim” e até pode que hoje não seja, mas e amanhã? E nem precisamos ir tão longe em exemplos basta olhar a pandemia que hoje estamos a sofrer… Que se podia ter evitado? Não mas se podia ter reduzido enormemente as taxas de infecção e transmissão se tivéssemos controlado mais e se também houvesse menos gente egoista, e usase a máscara, más claro e um enorme sacrifício usar uma máscara que salva vidas… Enfim se não mudamos hoje o método de pensar por questões tanto políticas como pessoais, de nada serve o que estamos a fazer hoje, pois todo o trabalho desde trabalhar pra juntar dinheiro ou trabalhar pra uma melhor económica pra nossos filhos, que adianta usar essas desculpas? Se o que realmente se devia estar se cuidando é o planeta terra, acredito que essa seria a prioridade número um

  6. Na verdade são sim os oceanos que fornecem a grande maioria do nosso oxigénio. O problema é que a desflorestação envolve a destruição de imensas toneladas de carbono armazenadas nas árvores e plantas, e, infelizmente, muita dessa desflorestação é por meio de combustão, de incêndios, o que significa que esse carbono vai parar à nossa atmosfera e lá causa danos irreparáveis, aquecendo-a muito. Com têmperaturas “muito” elevadas (penso que mais 3 graus bastam), os corais e toda a biodiversidade marinha responsável pela libertação de O2 começará a morrer e aí sim o nosso oxigénio acaba.

    • Idiota. Os oceanos têm H2O, oxigénio ligado a hidrogénio. Os oceanos têm oxigénio para os peixes e anfíbios que o conseguem extrair! Para os seres humanos é necessário o oxigénio produzido pelas árvores. Aquilo que expiramos as árvores absorvem, aquilo que as árvores produzem, nós inalamos. Somos um só organismo funcional, se virmos bem as coisas. Vai estudar palerma!

  7. Tem que se apostar mais na reflorestação! Em particular das grandes massas verdes como a floresta Amazónica! Tirem os beduínos do poder e tragam pessoas de bem! Queremos viver neste planeta daqui a 30 anos!..

RESPONDER

Marques Mendes antecipa "princípio do fim do ciclo de António Costa"

No seu habitual espaço de comentário televisivo na SIC, Luís Marques Mendes disse que os recentes erros de António Costa nas últimas semanas revelam "sinais de que estamos no princípio do fim de um ciclo …

Para o Bloco, só há uma saída para vencer a crise: proteger o emprego

Para vencer a crise provocada pela pandemia de covid-19, as soluções apresentadas pelo Governo devem "responder às pessoas", considera Catarina Martins. A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, considerou este domingo que “proteger o emprego …

Nélson Semedo está a caminho do Wolverhampton

Há mais um português a caminho do Wolverhampton. Nélson Semedo deverá ser oficializado esta semana, voltando a aumentar o contingente português na equipa de Nuno Espírito Santo. Nélson Semedo está muito perto de ser anunciado como …

Plano Costa e Silva. Costa procura consensos, partidos apresentam lista de preocupações

António Costa vai receber hoje e amanhã os partidos para falar sobre o programa de recuperação da economia, com o plano de Costa Silva como ponto de partida do encontro. Os partidos já deixaram algumas pistas …

Pirlo tem plano para gerir cansaço de Cristiano Ronaldo

O novo treinador da Juventus, Andrea Pirlo, tem um plano para gerir a forma física de Cristiano Ronaldo ao longo da temporada. O internacional português tem 35 anos e cumpre a sua 19.ª temporada como …

Entre lágrimas e após três tentativas, lista dirigente de Ventura foi aprovada

O presidente do Chega conseguiu, este domingo, à terceira tentativa, a maioria de dois terços dos votos exigida para eleger a sua direção na II Convenção Nacional, em Évora. Apenas às 20h02 foram proclamados os resultados …

Marcelo é o único que resiste ao desgaste da pandemia. Governo e oposição em queda

O único que está a conseguir resistir ao desgaste político provocado pela pandemia de covid-19 é o Presidente da República, numa altura em que o PS e o PSD surgem em queda nas intenções de …

Três camisolas e uma vitória histórica. Tadej Pogacar é o vencedor do Tour

O ciclista esloveno Tadej Pogacar (UAE Emirates) venceu a 107.ª Volta a França, ao cortar a meta, nos Campos Elísios, integrado no pelotão, no final da 21.ª e última etapa conquistada pelo irlandês Sam Bennett …

Afinal, os vikings não eram loiros nem tinham olhos azuis (e também não eram da Escandinávia)

Um estudo revelou que os Vikings afinal não eram loiros nem provenientes da Escandinávia. O estudo, realizado através da análise de ADN, conclui ainda que indivíduos que não eram vikings foram enterrados como tal. Normalmente, a …

Emmys 2020: "Succession" é a série do ano, "Schitt’s Creek" e "Watchmen" em destaque

A segunda temporada de “Succession”, da HBO, venceu esta madrugada o prémio de Melhor Série Dramática na 72.ª cerimónia dos prémios Emmy, que decorreu em Los Angeles, EUA, sem público por causa da pandemia. Centrada em …