A mensagem que o Homem enviou às estrelas pode estar prestes a deixar o Sistema Solar

RED ICE / JPL-Caltech / NASA

A sonda Voyager e o famoso disco dourado que levou para o espaço informação sobre a Humanidade. Ao fundo, o astrofísico Carl Sagan, mentor da ideia.

Seis anos após a Voyager 1 abandonar oficialmente o Sistema Solar, parece que a sua companheira está também a aproximar-se da fronteira interestelar. Segundo a NASA, a Voyager 2 começou a detetar o mesmo aumento na radiação cósmica que atingiu a Voyager 1, pouco antes de entrar no espaço interestelar.

De acordo com um comunicado da NASA, a sonda Voyager 2 está próxima de entrar no espaço interestelar, afastando-se assim definitivamente da influência do Sol. A agência espacial americana adianta que foi detetado um aumento no fluxo de raios cósmicos vindos de fora do Sistema Solar.

Este aumento foi verificado em 2012, com a Voyager 1, cerca de três meses antes de a sonda deixar a heliopausa – a última fronteira da heliosfera – e entrar no espaço interestelar.

Apesar de a Voyager 2 ter sido lançada duas semanas antes da Voyager 1, em 1977, a sonda estava numa trajetória mais curta, tendo chegado primeiro a Júpiter e Saturno. Agora, a Voyager 2, fiel ao seu nome, está pronta para finalmente se tornar a segunda.

A pressão no Espaço é extraordinariamente baixa, mas ainda existe. Por todo o Sistema Solar, o vento do Sol exerce uma pressão externa. A certo ponto, esse vento não é forte o suficiente para empurrar a sonda para trás, contra o espaço interestelar.

Desta forma, a Voyager 2 está, desde 2007, na camada mais externa da heliosfera, numa espécie de “bolha” magnética criada pelas emissões do Sol, que protege os planetas das radiações do espaço interestelar – a heliopausa. Está a cerca de 17,7 mil milhões de quilómetros da terra, ou seja, mais de 118 vezes a distância da Terra ao Sol.

E se de um lado está a heliosfera, a bolha do Sistema Solar esculpida pelo vento, do outro está o resto do Universo. Se sair da heliopausa, a Voyager 2 torna-se o segundo objeto feito pelo homem, depois da Voyager 1, a deixar o Sistema Solar.

Desde o final de agosto, o instrumento Subsistema de Raios Cósmicos da sonda detetou um aumento de 5% nos raios cósmicos de alta energia, partículas de movimentos rápido que se original fora do Sistema Solar. Alguns desses raios são bloqueados pela heliosfera, o que faz com que a taxa continue a aumentar à medida que a Voyager 2 atravessa a fronteira rumo ao espaço interestelar.

No entanto, os cientistas ressalvam que, apesar de os sinais serem muito semelhantes aos que foram registados pela Voyager 1, não é certo que a Voyager 2 tenha uma experiência idêntica. Isto porque a sonda se encontra numa zona diferente da heliosfera, o que pode implicar um tempo de saída diferente.

Ed Stone, o cientista responsável pela missão, refere “estamos a assistir a uma mudança no ambiente em redor da Voyager 2”. “Vamos aprender muito nos próximos meses, mas ainda não sabemos quando chegaremos à heliopausa. Ainda não estamos lá – isso é uma coisa que posso dizer com confiança”, lê-se no site da NASA.

PARTILHAR

RESPONDER

Austrália vai autorizar emojis nas matrículas

A partir de março, em Queensland, as matrículas personalizadas poderão usar os famosos emojis. Contudo, pelo menos para já, estão apenas autorizadas as carinhas sorridentes. A novidade acaba de chegar à Austrália, e se para uns …

Ilhas Faroé fecham para "manutenção". Turistas só podem entrar se "vierem ajudar"

As Ilhas Faroé, território autónomo sob a coroa dinamarquesa, isolado no Atlântico Norte entre a Islândia e a Noruega, vão estar fechadas para "manutenção" 26 e 27 de abril. Na ilha vivem 50 mil habitantes e …

Documentário "low cost" afirma que Jesus era, afinal, um filósofo grego

O documentário Bible Conspiracies (Conspirações Bíblicas, em tradução livre), disponível na Amazon Prime desde novembro de 2017, tem dado que falar. Durante o filme, realizado em 2016, são proferidas várias afirmações que contrariam o que …

Choupette já é a gata mais rica do mundo e pode herdar fortuna de Karl Lagerfeld

A gata do estilista Karl Lagerfeld, Choupette, pode ser uma das beneficiárias da sua fortuna de mais de 170 milhões de euros. Não é que o felino precisasse, já que tem, só por si, um …

Gravuras rupestres descobertas na Serra da Gardunha

Um conjunto de rochas com gravuras rupestres foi descoberto na Serra da Gardunha, Fundão, e a primeira análise indica que serão do período entre o Calcolítico e a Idade do Bronze, disse o arqueólogo Martinho …

Cinco telemóveis são apreendidos por dia nas prisões portuguesas

O número de apreensões de telemóveis, drogas e armas brancas nas prisões portuguesas caiu em 2018. Ainda assim, foram confiscados 1934 aparelhos, o que dá uma média superior a cinco por dia. Para os guardas prisionais, …

Estado vai dar incentivo de 250 euros para compra de bicicletas elétricas

Visando impulsionar o uso de veículos mais verdes, o Governo vai conceder um incentivo de 250 euros para a compra de uma bicicleta elétrica. Os detalhes das novas regras deverão ser anunciadas já nos próximos …

Lisboa em primeiro lugar no ranking das cidades mais atrativas para investir

A capital portuguesa subiu do 10.º para o 1.º lugar no ranking das cidades mais atrativas para investir, da PricewaterhouseCoopers, avança a Visão. Lisboa foi alvo de uma ascensão sem precedentes, subindo do 10.º para o …

O Sol vai brilhar e os termómetros vão chegar aos 26 graus este fim de semana

As temperaturas máximas vão subir e o fim de semana promete ser solarengo, com os termómetros a chegarem aos 26 graus Celsius. A temperatura máxima vai subir nos próximos dias em Portugal continental, com a máxima …

Lidl deixa de vender sacos de plástico em Portugal

O Lidl Portugal vai deixar de vender sacos de plástico em todas as suas lojas no mercado português até ao final do ano, medida que será faseada e arranca em maio na região Norte, anunciou …