Vice brasileiro diz que opositor dentro do governo divulga dados negativos sobre fogos na Amazónia

Palácio do Planalto / Flickr

O vice-Presidente do Brasil, Hamilton Mourão

O vice-presidente brasileiro, Hamilton Mourão, afirmou na terça-feira que há alguém do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe, órgão governamental) que faz “oposição” ao executivo do Presidente, Jair Bolsonaro, e divulga apenas dados negativos sobre as queimadas na Amazónia.

“Eu recebo relatórios todas as semanas. Até 31 de agosto, nós tínhamos cinco mil focos de incêndio a menos do que entre janeiro a 31 de agosto do ano passado. Agora, o Inpe não divulga isso. Porquê?”, questionou o general Mourão em declarações aos jornalistas, após ter sido questionado sobre os incêndios que lavram na Amazónia brasileira.

“Não é o Inpe que não está a divulgar. (…) É alguém lá de dentro que faz oposição ao Governo. Eu estou a deixar muito claro isso aqui. Mas, quando o dado é negativo, essa pessoa vai lá e divulga. Quando é positivo, não divulga”, acrescentou o vice-presidente, frisando que não sabe de quem se trata, citado pela agência Lusa.

Além da vice-presidência do Brasil, Mourão lidera o Conselho Nacional da Amazónia Legal, entidade que coordena diversas ações direcionadas à preservação daquela que é a maior floresta tropical do mundo.

O Inpe, órgão governamental brasileiro que compila dados de satélites, e cujos números estão disponíveis para consulta pública, informou que não irá comentar publicamente as declarações do general Mourão.

A Amazónia brasileira registou, entre 01 de janeiro e 09 de setembro, 56.425 focos de incêndio, o maior número para o período desde 2010, segundo o Inpe.

Trata-se de um crescimento de cerca de 6% em relação ao mesmo período de 2019, quando se contabilizaram 53.023 incêndios, e quando as imagens das chamas nesta floresta circularam pelo mundo e geraram indignação. A Amazónia brasileira não ardia tanto desde 2010, quando o Inpe registou 72.946 fogos na região.

Mato Grosso Firefighters / EPA

O atual executivo brasileiro, liderado por Bolsonaro, tem feito campanha negando que a Amazónia esteja a arder. Exemplo disso é um vídeo divulgado na semana passada pelo Governo, que diz que o “Brasil é o país que mais preserva as suas florestas nativas no mundo”.

“Essas queimadas na Amazónia são culturais e de pequena proporção”, indicava o vídeo, um argumento que tem sido recusado por ambientalistas e vários observadores.

Porém, as atenções viram-se também para o Pantanal brasileiro, considerada a zona mais húmida do planeta e que atravessa agora uma situação preocupante, ao enfrentar os piores incêndios das últimas décadas na região.

Nesse ecossistema, já foram registados 10.153 incêndios entre janeiro e agosto, o que representa um aumento de 221% em relação ao mesmo período do ano passado.

Especialistas indicam que o aumento das chamas na zona húmida do Pantanal se deve ao aumento da desflorestação ilegal, que vem crescendo gradativamente a cada ano, causando uma série de mudanças climáticas, como a alteração do ciclo natural das chuvas.

Este ano não choveu o suficiente durante a temporada, o que baixou os níveis de humidade do Pantanal para os menores índices dos últimos anos.

A Amazónia é a maior floresta tropical do mundo e possui a maior biodiversidade registada numa área do planeta, com cerca de 5,5 milhões de quilómetros quadrados, e inclui territórios do Brasil, Peru, Colômbia, Venezuela, Equador, Bolívia, Guiana, Suriname e Guiana Francesa (pertencente à França).

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Líder do CDS diz que Portugal é uma "república das bananas" que já nem pune os criminosos

O líder do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos, acusou o Governo de "descongestionar as cadeias à boleia de um pretexto sanitário". O regime especial de perdão das penas, aprovado em abril de 2020, continua em vigor, …

Há quatro mestrados portugueses entre os melhores do mundo segundo o Financial Times

Uma lista anual publicada pelo Financial Times ordena as 55 escolas de gestão em todo o mundo que mais se destacam nos 17 indicadores avaliados por esta publicação. O mestrado em Finanças da Nova School of …

Há cada vez mais denúncias de assédio. Motorista de autocarros de Coimbra foi suspenso após importunar jovem

Um motorista de autocarros de Coimbra foi suspenso depois de ter sido filmado enquanto assediava uma jovem num veículo dos SMTUC, a empresa de transportes públicos da cidade. O caso está a dar destaque a …

"A pandemia precipitou uma epidemia." Fungo negro disparou pela Índia desde a segunda vaga

A mucormicose, uma doença fúngica rara e frequentemente mortal, explodiu em toda a Índia durante a pandemia de covid-19. “A pandemia precipitou uma epidemia”, disse Bela Prajapati, otorrinolaringologista no Hospital Civil, na Índia, ao The New …

Governo aponta "soluções" para rever tabela remuneratória da Função Pública (e quer limitar "mandatos" das chefias intermédias)

O Governo está a avaliar “várias soluções” para rever a tabela remuneratória da Função Pública que passam por “alongá-la” ou alterar os momentos de entrada em cada carreira. A informação foi avançada pela ministra Alexandra Leitão, …

Já abriram os primeiros concursos para gastar a bazuca. Costa destaca "orgulho" na boa gestão de fundos europeus

Arranca, nesta segunda-feira, o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), com a abertura dos dois primeiros concursos para obtenção de financiamento da chamada "bazuca" europeia. O primeiro-ministro António Costa destaca a "boa gestão" dos fundos …

Parlamento sueco aprova moção de censura e derruba Governo

O primeiro-ministro sueco foi derrubado, esta segunda-feira, por um voto de desconfiança no Parlamento, situação inédita na história política da Suécia, e tem uma semana para se demitir ou convocar novas eleições. Resultado da reviravolta na …

MAI não revela velocidade a que seguia carro de Cabrita (e culpa a vítima pelo acidente)

Três dias após o acidente mortal na A6, o Ministério empurra as culpas para o trabalhador e continua a ocultar dados relativo à viagem. O Ministério da Administração Interna (MAI) recusa revelar a que velocidade seguia …

Militar de extrema-direita que ameaçou virologista belga encontrado morto

Jürgen Conings foi encontrado morto. O militar de extrema-direita estava em fuga após ameaçar um virologista, na Bélgica. O militar de extrema-direita Jürgen Conings, que estava em fuga após ameaçar um virologista, na Bélgica, “foi encontrado …

Sporting domina época: quatro campeonatos e dois títulos europeus

Último sucesso de uma época recheada de troféus aconteceu no hóquei em patins. Futsal e hóquei em destaque. O Sporting é o novo campeão nacional de hóquei em patins. Neste domingo, no quarto jogo da final, …