/

Urso polar mata turista e acaba morto a tiro num parque de estacionamento

Um urso polar foi morto com vários tiros, após matar um homem no acampamento norueguês de Svalbard. Este não é o primeiro caso de ataques de ursos neste região.

De acordo com as autoridades do arquipélago, o homem foi morto pelo urso polar depois do animal ter atacado o acampamento, nas ilhas Svalbard. Acredita-se que o animal tenha conseguido entrar no local na madrugada de sexta-feira, mas mais ninguém ficou ferido.

Soelvi Elvedah, vice-governador da ilha, garante que as autoridades locais ainda tentaram salvar o homem. Porém a vítima mortal, não identificada, foi levada para um hospital em Longyearbyen, mas acabou por morrer. Ainda assim, seis outras pessoas receberam tratamento no hospital devido ao choque psicológico que o incidente causou.

De acordo com a Sky News, o urso polar acabou por ser encontrado morto num parque de estacionamento perto do aeroporto, depois de ser baleado por curiosos – disse o gabinete do governador num comunicado no site oficial.

No site da ilha podem encontrar-se informações que explicam que os ursos podem aparecer em qualquer lugar de Svalbard. É assim recomendado que os visitantes “fiquem o mais longe possível para evitar situações que podem ser perigosas tanto para as pessoas, como para os animais”. Também na ilha existem placas de aviso sobre os perigos dos ursos polares nas redondezas.

Os turistas que optam por dormir ao ar livre são aconselhados a levar consigo armas de fogo, de modo a protegerem-se em áreas mais perigosas. Esta não é a primeira vez que ursos polares são mortos a tiro nesta zona, uma vez que ao longo dos anos são vários os acidentes que têm ocorrido.

A emissora pública norueguesa NRK disse que a vítima mortal desta sexta-feita, já é a quinta pessoa morta por ursos polares desde 1971. O último caso foi em 2011, quando um adolescente foi morto.

Em 2015, um urso polar arrastou um turista checo para fora da sua tenda enquanto este acampava com os amigos no norte de Longyearbyen, arranhando as suas costas antes de ser expulso por tiros. O urso foi, mais tarde, encontrado morto pelas autoridades locais.

Estima-se que entre 20 mil a 25 mil ursos polares vivam no Ártico, mas esta espécie encontra-se gravemente ameaçada.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.