O Universo primitivo tinha uma cor (e já se sabe qual era)

O Universo banha-se num mar de luz desde a cintilação azul e branca das estrelas jovens ao brilho vermelho profundo das nuvens de hidrogénio. Mas há uma cor que apareceu antes de todas estas – a primeira cor do Universo.

Além das cores vistas pelos olhos humanos, existem flashes de raios X e raios gama, explosões poderosas de rádio e o brilho fraco sempre presente do fundo cósmico de microondas. O cosmos está cheio de cores vistas e invisíveis, antigas e novas. Mas, antes de aparecerem estas cores, havia apenas uma.

O Universo nasceu há 13,8 mil milhões de anos com o Big Bang. No seu momento inicial, era mais denso e quente do que alguma vez voltará a ser, de acordo com o comunicado divulgado pelo Phys. O Big Bang é frequentemente visualizado como um brilhante flash de luz que aparece num mar de trevas, mas essa não é uma imagem precisa. O Big Bang não explodiu no espaço vazio, era um espaço em expansão cheio de energia.

Primeiro, as temperaturas eram tão altas que a luz nem existia. O cosmos teve de arrefecer por uma fração de segundo antes que os fotões pudessem aparecer. Após cerca de dez segundos, o universo entrou na época dos fotões. Protões e neutrões tinham arrefecido os núcleos de hidrogénio e hélio e o espaço foi preenchido com um plasma de núcleos, eletrões e fotões.

Ainda que houvesse luz, ainda não havia cor. Durante a época dos fotões, as temperaturas eram tão altas que a luz não conseguia penetrar no denso plasma. A cor não apareceria até que os núcleos e os eletrões arrefecessem o suficiente para se ligarem aos átomos. Este processo demorou 380 mil anos.

Até então, o universo observável era uma nuvem cósmica transparente de hidrogénio e hélio com 84 milhões de anos-luz de diâmetro. Todos os fotões formados no Big Bang fluíam livremente através do espaço e do tempo. Isto é o que vemos agora como fundo cósmico de microondas – o brilho da luz de uma época em que o universo poderia finalmente ser visto.

Ao longo de milhares de milhões de anos, o brilho arrefeceu a tal ponto que agora possui uma temperatura inferior a três graus acima do zero absoluto. Quando apareceu pela primeira vez, o universo estava muito mais quente, cerca de 2.726ºC. O universo primitivo estava cheio de um brilho quente e intenso.

Os seres humanos não vêem a cor com muita precisão. A cor que percebemos depende, não apenas da cor real da luz, mas também do brilho e da adequação dos nossos olhos ao escuro. Se pudéssemos voltar ao período daquela primeira luz, provavelmente perceberíamos um brilho laranja semelhante à luz do fogo.

A primeira cor do Universo era laranja

Nos próximos centenas de milhões de anos, o fraco brilho laranja desapareceria e ficaria vermelho à medida que o universo continuasse a expandir e arrefecer até desbotar ficando completamente negro. Após cerca de 400 milhões de anos, as primeiras estrelas brilhantes de azul e branco começaram a formar-se e uma nova luz apareceu. Quando estrelas e galáxias apareceram e evoluíram, o cosmos começou a ganhar uma nova cor.

Em 2002, Karl Glazebrook e Ivan Baldry calcularam a cor média de toda a luz que vemos das estrelas e galáxias hoje para determinar a cor atual do universo – um pálido semelhante à cor do café com leite, ao que chamaram cor de “café com leite cósmico”.

Planck / IPAC

A cor atual do Universo

Esta cor vai durar apenas durante algum tempo. À medida que as grandes estrelas azuis envelhecem e morrem, apenas o brilho vermelho profundo das estrelas anãs permanecerá. Finalmente, depois de milhares de milhões de anos, até a luz delas desaparecerá. Todas as cores desaparecem com o tempo, que nos levará para o escuro profundo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

PGR angolana diz que Isabel dos Santos pode ser ouvida em Portugal

Isabel dos Santos pode ser ouvida em Portugal ou noutro país com acordos judiciários com Angola, no âmbito do processo-crime por alegada má gestão e desvio de fundos da Sonangol, disse à Lusa fonte da …

Autoridades descartam participação da milícia "Escritório do Crime" no caso Marielle Franco

O envolvimento da milícia conhecida como "Escritório do Crime" no homicídio da vereadora e ativista Marielle Franco chegou a ser investigado, mas foi descartado pela polícia brasileira. O delegado brasileiro Daniel Rosa, da cidade do Rio …

Desconfinamento não foi suficiente. Desemprego volta a subir em Espanha para valores de 2016

O número de desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego em Espanha voltou a aumentar em 5.107 pessoas em junho, uma desaceleração em relação a maio, atingindo um total de 3.862.883 espanhóis. De acordo com os …

Governo vai monitorizar discurso de ódio na Internet

O Governo vai monitorizar o discurso de ódio nas plataformas online, estando "em vias" de dar início à contratação pública de um projeto que deverá traduzir-se num barómetro mensal de acompanhamento e identificação de sites. Segundo …

Tribunal britânico decide que é Guaidó (e não Maduro) quem manda nas reservas de ouro da Venezuela

A justiça britânica decidiu esta quinta-feira que é o líder da oposição venezuelana Juan Guaidó e não o Presidente Nicolás Maduro quem tem autoridade sobre as reservas de ouro da Venezuela depositadas no Banco de …

Mistério resolvido. Cientistas descobriram como é que as cobras "voam"

Nem todas as cobras se movem arrastando-se discretamente pelo chão. Há uma cobra do género Chrysopelea que parece voar de árvore em árvore. Agora, os cientistas descobriram como é que estes animais se movem pelo …

Mais de 80 mil pessoas registaram-se na Segurança Social desde janeiro

O programa “Segurança Social na Hora”, criado em janeiro deste ano, abrangeu até ao momento 80.700 pessoas, de acordo com os dados divulgados pela ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social (MTSSS). Ana Mendes Godinho avançou …

Douro. Poluição regressa a valores anteriores ao estado de emergência

Os valores de contaminação do estuário do rio Douro, que durante o estado de emergência baixaram a níveis só vistos há mais de 30 anos, já regressaram aos valores pré-pandemia. As boas notícias "rapidamente se esfumaram". …

Reino Unido deixa cair pontes aéreas e prepara levantamento da quarentena para dezenas de países

O Reino Unido vai deixar cair o plano para a criação de pontes aéreas e prepara-se para substituir a medida pela isenção de quarentena para dezenas de países. Dezenas de países vão ficar isentos de restrições …

Medina clarifica críticas em público: eram para chefias regionais (e não para Temido)

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Media, veio esta quarta-feira a público esclarecer as duras críticas que vez relativamente à atuação das autoridades de saúde no combate à pandemia de covid-19. No seu habitual espaço …