Universidade nos EUA oferece bolsa de estudos para “atletas” de videojogos

vsmak350 / Flickr

-

Num país como os Estados Unidos, onde estudar numa universidade pode custar dezenas de milhares de dólares, muitos jovens apostam nas suas habilidades atléticas para conseguir uma bolsa de estudos que os ajude a cobrir parte do valor.

Normalmente, são alunos que praticam desportos tradicionais, como futebol americano, basebol ou basquete, mas em 2014 uma nova modalidade passou a ser considerada entre as que permitem conseguir uma bolsa: videojogos.

Como nos outros desportos, se um aluno é bom o suficiente para fazer parte da equipa da universidade e, assim, representá-la em campeonatos locais e mundiais de jogos eletrónicos, também pode receber uma ajuda financeira.

Foi assim com os mais de 20 estudantes que fazem parte dos Eagles, equipa da Universidade Robert Morris, em Chicago, a primeira do mundo a oferecer uma bolsa desportiva do género.

O idealizador da iniciativa é Kurt Melcher, um dos treinadores de desportos da instituição e atual diretor do programa de bolsas para desportos eletrónicos.

Melcher acredita que, apesar da falta de exercício cardiovascular, há muitos paralelos com as modalidades desportivas tradicionais.

“Os desportos eletrónicos são tão competitivos quanto os desportos tradicionais”, afirma Melcher. “O atleta também precisa ser muito orientado ao detalhe, ter muita coordenação manual e visual e ter uma visão estratégica.”

Prémios milionários

A popularidade dos desportos eletrónicos é inquestionável. Diariamente, milhões de pessoas assistem a partidas e competem em diferentes tipos de jogos.

Um dos títulos mais jogados hoje em dia é League of Legends, onde duas equipas disputam partidas numa arena virtual e cada jogador controla um personagem com habilidades especiais e cumpre uma função específica para destruir a base da equipa adversária.

Este ano, o campeonato mundial de videojogos foi realizado no país dos desportos eletrónicos: a Coreia do Sul.

Cerca de 40 mil pessoas foram ao estádio de futebol da capital, Seul, onde foram realizados jogos do Mundial, para assistir a equipa sul-coreana Samsung White sagrar-se campeã.

Além do título, a equipa levou para casa um prémio de um milhão de dólares (cerca de 800 mil euros).

Treinos

Para já, a equipa da Universidade Robert Morris participa apenas numa liga universitária, integrada por outras 105 faculdades – mas só a Robert Morris oferece bolsas para os seus atletas.

Há treinos de segunda a sexta-feira, com quatro horas de duração cada, em instalações exclusivas para a equipa, com computadores de última geração.

Com frequência, os atletas realizam sessões de análises táticas com os treinadores. “É uma espécie de trabalho, mas um trabalho que os alunos adoram”, afirma Melcher.

Eduardo Cioffi, por exemplo, joga League of Legends há cinco anos e soube da bolsa de estudos da Robert Morris através do fórum online Reddit, mas, ao ler a notícia, não acreditou que fosse verdade, e muito menos pensou que seria selecionado, mas resolveu tentar mesmo assim – e conseguiu a bolsa.

“Pode-se dizer que eu era um viciado em videojogos”, admite. “Mas é preciso jogar para me manter em forma e para ser o melhor. Se estamos invictos, é porque praticamos muito.”

Sondra Burrows, outra bolsista, afirma entusiasmada que os seus interesses e “a sua vida” giram à volta dos videojogos e desportos eletrónicos em geral, e diz que “também gostava de fazer um curso de desenvolvimento de jogos”.

“Se não me tornar uma jogadora profissional, vou continuar neste meio. Posso trabalhar com marketing, gestão ou outra coisa, desde que me mantenha nesta indústria”, afirma.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

A Evolução mostra que podemos ser a única forma de vida inteligente no Universo

As reduzidas probabilidades que acompanham a nossa evolução ao longo da história podem ser uma pista que talvez sejamos a única forma de vida inteligente no Universo. Será que estamos sozinhos no Universo? Tudo se resume …

A China está a usar a educação como arma para controlar o Tibete

A China quer obrigar crianças tibetanas a abandonarem as escolas da região e mudarem-se para escolas chinesas. O objetivo, segundo uma especialista, é "tirar o tibetano da criança". A batalha geopolítica entre a China e o …

Revelada explosão violenta no coração de um sistema que alberga um buraco negro

Uma equipa de astrónomos, liderada pela Universidade de Southampton, usou câmaras de última geração para criar um filme com alta taxa de quadros de um sistema com um buraco negro em crescimento e a um …

"É altura de dizer basta". Sporting corta com as claques

O Sporting rescindiu “com efeitos imediatos” os protocolos que celebrou em 31 de julho com a Associação Juventude Leonina e com o Diretivo Ultras XXI – Associação, anunciou hoje o clube, devido à “escalada de …

Poluição atmosférica associada a abortos espontâneos

Elevados níveis de poluição atmosférica foram associados a abortos espontâneos num estudo feito com mulheres grávidas a viver e trabalhar em Beijing, na China. A China é um dos países que mais sofre com a poluição …

Empresas espanholas dominam obras públicas na ferrovia

As empresas espanholas dominam as obras públicas na ferrovia em Portugal, ascendendo a sua quota a 70%, avança o Expresso na sua edição deste sábado. Para presidente da Associação de Empresas de Construção e Obras …

Cada vez mais mulheres denunciam abusos médicos durante o parto

Um número crescente de mulheres tem vindo a denunciar casos de abuso durante o trabalho de parto. No entanto, pouco está a ser feito para mudar isto. Durante o parto, as mulheres ficam numa posição vulnerável …

Já podemos explorar "Melckmeyd", naufrágio holandês do século XVII

Nas profundezas do Oceano Atlântico, perto da costa da Islândia, encontram-se os destroços de um navio holandês que afundou há 360 anos, no qual agora podemos "mergulhar" graças a uma experiência de realidade virtual. Quando a …

Os furacões podem provocar atividade sísmica tal como um terramoto

Uma equipa de cientistas descobriu um novo fenómeno geofísico no qual furacões ou fortes tempestades podem produzir vibrações no fundo do oceano tão fortes quanto um terramoto de magnitude 3.5. "As tempestades, furacões ou ciclones extratropicais …

Quem anda mais devagar pode envelhecer mais rapidamente

A velocidade a que caminham as pessoas aos 45 anos pode ser um indicador de como é que o cérebro e o corpo envelhecem, revela um novo estudo levado a cabo por uma equipa de …