Uma doença muito comum nos dias de hoje pode ter aniquilado os Neandertais

A causa da extinção dos Neandertais continua a ser um dos maiores mistérios da Antropologia. Mas, agora, uma equipa de investigadores dos Estados Unidos parece ter encontrado uma resposta.

Segundo os cientistas, em vez de um evento cataclísmico, os Neandertais podem ter sido aniquilados por algo tão simples como uma doença infantil que é hoje muito comum. O seu estudo, publicado no final de agosto na revista especializada The Anatomical Record, sugere que as infeções do ouvido podem ter sido responsáveis pela extinção dos Neandertais.

Hoje em dia, essas infeções são comuns e podem tratar-se com medicamentos como antibióticos. Porém, para os Neandertais, esta condição significava muitas complicações, incluindo infeções respiratórias, perda de audição e pneumonia.

Os antropólogos norte-americanos aperceberam-se que os ouvidos dos Neandertais se assemelhava aos ouvidos das crianças humanas, mas não alteravam conforme a sua idade. “Pode soar exagerado mas, quando pela primeira vez reconstruimos as trompas de Eustáquio dos Neandertais, descobrimos que eram notavelmente semelhantes às dos bebés humanos”, assinalou um dos autores do estudo, Samuel Márquez, da Universidade de Ciências da Saúde de Nova Iorque, em comunicado divulgado pelo EurekAlert.

As infeções do ouvido médio “são quase omnipresentes nos bebés”, uma vez que o ângulo plano da trompa de Eustáquio de uma criança é mais propenso a reter bactérias que causam otite. É esse mesmo ângulo plano que foi encontrado nos Nandertais, segundo explicou o investigador.

Aos cinco anos de idade, as trompas de Eustáquio nas crianças humanas alargam-se e o ângulo torna-se mais agudo, o que permite que o ouvido drene e elimine as infeções recorrentes.

Nos Neandertais, essa estrutura não mudava com a idade, o que significa que essas infeções do ouvido e as suas complicações tornavam-se crónicas e podiam durar toda a vida, ameaçando a saúde geral e a sobrevivência.

“Se estavam constantemente doente, não seriam tão apto e efetivo para competir com os primos do Homo sapiens por comida e outros recursos”, explicou Márquez. “Num mundo da sobrevivência do mais apto, não é de estranhar que tenha prevalecido o homem moderno, e não o Neandertal”.

Os autores observam que entender a forma como o ouvido médio funcionava nestas espécies primitivas de hominídeos pode ajudar a entender como a nossa própria espécie evoluiu.

“Os Neandertais são os nossos primos mais próximos e, portanto, qualquer coisa que os afete teria-nos afetado de alguma forma“, disse Anthony Pagano, autor do estudo, ao IFLScience. “Saber por que sobrevivemos e os Neandertais não pode aumentar a nossa compreensão sobre a nossa própria adaptabilidade como espécie. Como superamos um membro altamente inteligente e altamente resiliente da nossa família”.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Carlos Amaral Dias terá ficado retido na ambulância avariada durante uma hora

Os resultados de um inquérito aberto pelo INEM apontam para que Carlos Amaral Dias tenha ficado dentro de uma ambulância avariada durante uma hora. De acordo com o Jornal de Notícias, a equipa da ambulância dos …

Luanda Leaks. Mário Leite Silva renuncia à presidência do Banco de Fomento Angola

O presidente do Conselho de Administração do Banco de Fomento Angola (BFA), Mário Leite Silva, gestor de Isabel dos Santos, renunciou ao cargo, com efeitos a partir de 22 de janeiro. A informação foi transmitida …

Tempestade “Glória” faz pelo menos nove mortos em Espanha

Pelo menos nove pessoas morreram e outras quatro estão dadas como desaparecidas em Espanha na sequência da passagem da tempestade “Glória”, intempérie que atinge o país desde o passado fim de semana. As autoridades confirmaram cinco …

Há um "milagre da multiplicação" dos votos que os deputados querem travar

Todos os partidos concordam: é preciso travar o "milagre da multiplicação" dos votos na Assembleia da República. Estabelecer regras objetivas para o fazer é o mais complicado. Os deputados começaram esta quarta-feira a discutir como “regrar” …

Pensões entre 877 e 2600 euros têm aumento mínimo de 6,14 euros

Os pensionistas que ganham entre 877,6 e os 2558 euros brutos por mês vão ter aumentos acima dos 0,24% que inicialmente se calculou com base na taxa de inflação (sem habitação) apurada até novembro do …

PCP quer travar "ameaça de despejos" no final deste ano

O PCP entregou uma proposta de alteração ao Orçamento do estado para 2020 para manter congeladas as rendas antigas, quando os locatários tenham um rendimento inferior a cinco salários mínimos nacionais. O PCP quer manter congeladas …

CDS/Congresso: Carlos Meira disponível para acordo que vença João Almeida

Carlos Meira, candidato à liderança do CDS-PP, admite estar disponível para se unir a Filipe Lobo d'Ávila e Francisco Rodrigues dos Santos para vencer João Almeida e lutar "contra o sistema". Carlos Meira, militante de Viana …

Manuais gratuitos também no privado e no cooperativo. Iniciativa Liberal quer igualdade na Educação

O Iniciativa Liberal (IL) propôs uma alteração ao Orçamento do Estado para 2020 (OE2020) na área da educação, que passa por fornecer manuais escolares gratuitos a todos os alunos da escolaridade obrigatória, quer frequentem o ensino …

Bezos lembra que Governo saudita assassinou um jornalista. ONU pede investigação a pirataria

Dois peritos das Nações Unidas dizem que Mohammed Bin Salman acedeu a informações pessoais de Jeff Bezos para tentar influenciar cobertura do The Washington Post sobre a Arábia Saudita. Depois de uma investigação do The Guardian …

MAI abre inquérito à "atuação policial" no caso da mulher alegadamente agredida por agente da PSP

O Ministério da Administração Interna (MAI) já abriu um inquérito à "atuação policial" no caso da mulher alegadamente agredida por um agente da PSP, na Amadora, de maneira a apurar responsabilidades. "O Ministro da Administração Interna …