Tsipras avisou Merkel de que não conseguiria honrar compromissos

guengl / Flickr

Alexis Tsipras, Primeiro-ministro da Grécia

Alexis Tsipras, Primeiro-ministro da Grécia

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, avisou numa carta enviada à chanceler alemã, em meados de março, que Atenas não poderia honrar determinados reembolsos de dívida sem a próxima transferência de fundos pelos credores internacionais, noticia esta segunda-feira o Financial Times.

Numa carta de 15 de março a que o Financial Times teve acesso, Tsipras “avisou Angela Merkel que seria impossível para Atenas assegurar o serviço da dívida nas próximas semanas se a União Europeia não libertasse a curto prazo assistência financeira ao país“, escreve o diário britânico.

“Sendo um dado que a Grécia não tem acesso aos mercados financeiros e tendo em vista os picos esperados dos nossos reembolsos de dívida na primavera e no verão (…) é claro que as restrições particulares do BCE [Banco Central europeu] combinadas com atrasos de transferências tornam impossível para qualquer Governo assegurar o serviço da sua dívida”, explica Tsipras na carta, que terá chegado às mãos da chanceler precisamente antes desta convidar o primeiro-ministro grego para se deslocar a Berlim.

O porta-voz do Governo grego, Gabriel Sakellaridis, confirmou o conteúdo da carta. “Não se trata de uma ameaça, mas da realidade“, declarou à cadeia privada Mega TV, indicando que Alexis Tsipras tinha enviado uma carta similar ao presidente francês, François Hollande, e ao presidente da Comissão Europeia (CE), Jean-Claude Juncker.

“A carta não tem nem mais nem menos o que andamos a dizer desde a semana passada, (…) que há pouca liquidez e que devem ser tomadas iniciativas políticas”, explicou o porta-voz, adiantando que a carta esteve na origem da mini-cimeira da UE em Bruxelas na semana passada.

Angela Merkel deve receber hoje à tarde Tsipras pela primeira vez em Berlim para tentar atenuar as vivas tensões entre uma Grécia sobre endividada, que quer acabar com a austeridade, e uma Alemanha defensora de uma linha dura entre os credores europeus.

Confrontada com prazos de reembolsos importantes e com cofres quase vazios, Atenas espera o desbloqueio pelo menos parcial da última tranche do empréstimo (7,2 mil milhões de euros) previsto no âmbito do prolongamento da ajuda financeira decidido a 20 de fevereiro pelos europeus. Entretanto, esta transferência está suspensa à espera da adoção das reformas do Governo de esquerda radical de Alexis Tsipras.

No início de fevereiro, o BCE acabou com um regime particular que tinha acordado com os bancos gregos, tendo fechado o acesso às operações regulares de refinanciamento destes. Para evitar asfixiar os bancos gregos, que enfrentam fugas massivas de capitais dos respetivos clientes, o BCE permite-lhes contrair empréstimos de urgência junto do Banco da Grécia, mas com um limite pré-definido.

/Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Cientistas estudam a presença de água líquida em exoluas de planetas "fugitivos"

Astrofísicos calcularam que tais sistemas poderiam abrigar água suficiente para tornar a vida possível - e sustentá-la. A água - no estado líquido - é o elixir da vida. Tornou a vida possível na Terra e …

Portugal tem o segundo melhor ataque do Euro. E a terceira pior defesa

Fechada a segunda jornada da fase de Grupos do Euro 2020, a seleção nacional tem o segundo melhor ataque da prova, com 5 golos marcados, atrás apenas da Itália. Mas tem também a terceira pior …

Espanha 1-1 Itália | Hino ao desperdício trama La Roja

A Polónia, comandada pelo treinador português Paulo Sousa, empatou hoje a um golo com a Espanha, em Sevilha, em encontro da segunda jornada do Grupo E do Euro2020, mantendo-se ambas sem vitórias. A formação espanhola, que …

Já pode ajudar a NASA a batizar o manequim que vai até à Lua

A agência espacial norte-americana está a pedir ajuda para batizar o "Moonikin", o manequim que vai a bordo da nave Orion, durante a missão lunar Artemis I, ainda este ano. Quando a nave espacial Orion, da …

Portugal em Europeus: as últimas três derrotas foram (todas) contra a Alemanha

Em 90 minutos, Portugal não era derrotado numa fase final de um Europeu desde a estreia no Europeu 2012. Recorde as seleções que bateram Portugal, até agora. "Já não posso ver os franceses à frente". Esta …

Spotify lança Greenroom (e abre concorrência ao Clubhouse)

O Spotify lançou na quarta-feira, dia 16 de junho, uma app de conversas por áudio em direto chamada Greenroom, uma resposta do gigante sueco de streaming de música à popular plataforma Clubhouse. O Greenroom permite que …

"Médicos de árvores" em Singapura ajudam a preservar os seus pacientes gigantes

Arboristas como Eric Ong são responsáveis pelo bem-estar das milhares de árvores em Singapura. O seu trabalho é essencial para a preservação da natureza. A Singapura é uma cidade-estado insular situada ao sul da Malásia, com …

Novo primeiro-ministro de Israel dá 14 dias a Netanyahu para deixar residência oficial

O novo primeiro-ministro de Israel, Naftali Benet, deu duas semanas ao antecessor Benjamin Netanyahu para abandonar a residência oficial do chefe de Governo, em Jerusalém, segundo adianta hoje a imprensa local. Benet terá enviado na sexta-feira …

Ponte inca com mais de 500 anos é reconstruída após cair durante a pandemia

Peruanos da comunidade Huinchiri, localizada na região de Cusco, estão a reconstruir uma ponte inca com 500 anos. Esta foi feita a partir de técnicas tradicionais de tecelagem para criar uma passagem sob o Rio …

Portugal 2-4 Alemanha | Reality check ao plano do engenheiro

A seleção portuguesa de futebol, campeã em título, caiu hoje para o terceiro lugar do Grupo F do Euro2020, ao perder por 4-2 com a Alemanha, em encontro da segunda jornada, disputado no Allianz Arena, …