Tsipras avisou Merkel de que não conseguiria honrar compromissos

guengl / Flickr

Alexis Tsipras, Primeiro-ministro da Grécia

Alexis Tsipras, Primeiro-ministro da Grécia

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, avisou numa carta enviada à chanceler alemã, em meados de março, que Atenas não poderia honrar determinados reembolsos de dívida sem a próxima transferência de fundos pelos credores internacionais, noticia esta segunda-feira o Financial Times.

Numa carta de 15 de março a que o Financial Times teve acesso, Tsipras “avisou Angela Merkel que seria impossível para Atenas assegurar o serviço da dívida nas próximas semanas se a União Europeia não libertasse a curto prazo assistência financeira ao país“, escreve o diário britânico.

“Sendo um dado que a Grécia não tem acesso aos mercados financeiros e tendo em vista os picos esperados dos nossos reembolsos de dívida na primavera e no verão (…) é claro que as restrições particulares do BCE [Banco Central europeu] combinadas com atrasos de transferências tornam impossível para qualquer Governo assegurar o serviço da sua dívida”, explica Tsipras na carta, que terá chegado às mãos da chanceler precisamente antes desta convidar o primeiro-ministro grego para se deslocar a Berlim.

O porta-voz do Governo grego, Gabriel Sakellaridis, confirmou o conteúdo da carta. “Não se trata de uma ameaça, mas da realidade“, declarou à cadeia privada Mega TV, indicando que Alexis Tsipras tinha enviado uma carta similar ao presidente francês, François Hollande, e ao presidente da Comissão Europeia (CE), Jean-Claude Juncker.

“A carta não tem nem mais nem menos o que andamos a dizer desde a semana passada, (…) que há pouca liquidez e que devem ser tomadas iniciativas políticas”, explicou o porta-voz, adiantando que a carta esteve na origem da mini-cimeira da UE em Bruxelas na semana passada.

Angela Merkel deve receber hoje à tarde Tsipras pela primeira vez em Berlim para tentar atenuar as vivas tensões entre uma Grécia sobre endividada, que quer acabar com a austeridade, e uma Alemanha defensora de uma linha dura entre os credores europeus.

Confrontada com prazos de reembolsos importantes e com cofres quase vazios, Atenas espera o desbloqueio pelo menos parcial da última tranche do empréstimo (7,2 mil milhões de euros) previsto no âmbito do prolongamento da ajuda financeira decidido a 20 de fevereiro pelos europeus. Entretanto, esta transferência está suspensa à espera da adoção das reformas do Governo de esquerda radical de Alexis Tsipras.

No início de fevereiro, o BCE acabou com um regime particular que tinha acordado com os bancos gregos, tendo fechado o acesso às operações regulares de refinanciamento destes. Para evitar asfixiar os bancos gregos, que enfrentam fugas massivas de capitais dos respetivos clientes, o BCE permite-lhes contrair empréstimos de urgência junto do Banco da Grécia, mas com um limite pré-definido.

/Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Portugal está "numa terceira fase de crescimento" da pandemia, avisa epidemiologista

"Estamos numa terceira fase de crescimento" de novos casos de covid-19, garante Baltazar Nunes, epidemiologista do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge. O número de novos casos voltou a aumentar esta sexta-feira, batendo o recorde …

Áustria corrige Trump. Os seus cidadãos não vivem em florestas

O Governo austríaco decidiu corrigir a afirmação do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que afirmou que as pessoas naquele país europeu vivem em "cidades da floresta". Trump referiu recentemente a Áustria e outros países europeu …

UE em rota de colisão com a Polónia. Em causa estão os crimes de ódio

A relação entre a União Europeia e a Polónia está cada vez mais comprometida. As duas partes têm chocado no que toca à discussão dos crimes de ódio. No seu primeiro discurso sobre o estado de …

Leixões nega ter colocado adeptos na bancada a ver um jogo

Episódio aconteceu numa partida de voleibol em Gondomar. Presidente garante que jovens pertencem aos órgãos sociais do clube, Federação não confirma a identidade à entrada. A Supertaça de voleibol começou, no Grupo B, com o duelo …

Ventura quer ser Sá Carneiro do século XXI e ter juventude partidária

O presidente do Chega vai apresentar-se este fim de semana em Évora para a II Convenção Nacional do partido populista de direita como “o principal continuador em Portugal” de Sá Carneiro, o falecido líder fundador …

Alemanha tem provas materiais de que Maddie está morta

As autoridades alemãs têm provas materiais de que Madeleine McCann está morta, garante o porta-voz da Procuradoria de Braunschweig, Hans Christian Wolters, à RTP. Apenas está por provar o envolvimento de Christian Brueckner no homicídio …

BE quer que direito das grávidas a acompanhante seja respeitado

O Bloco de Esquerda (BE) quer que as normas da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre gravidez e parto no âmbito da covid-19 sejam revistas para que o direito das mulheres grávidas a estarem acompanhadas seja …

Proposta do PCP para passar Novo Banco para esfera pública foi chumbada

A recomendação ao Governo proposta pelo PCP para reverter da venda do Novo Banco, transferindo-o para a esfera pública, foi hoje chumbada no parlamento com os votos contra de PS, PSD, CDS-PP, PAN, Iniciativa Liberal …

Trump ataca voto por correspondência. Resultados podem não ser "determinados de forma precisa"

O Presidente dos EUA, Donald Trump, reforçou na quinta-feira no Twitter os ataques ao voto por correspondência nas eleições de novembro, ao que a rede social reagiu ligando duas das suas mensagens a informação verificada …

Quatro candidatos disputarão sucessão de Santana no Aliança

O novo líder do Aliança, que sucederá ao fundador do partido, Pedro Santana Lopes, vai ser escolhido entre quatro candidatos no próximo congresso nacional, agendado para 26 e 27 de setembro em Torres Vedras. Segundo noticiou esta …