Supremo Tribunal de Botswana legaliza sexo homossexual

UNAIDS / Twitter

Ter relações sexuais com pessoas do mesmo sexo era proibido no Botswana desde a era colonial e quem o fizesse podia enfrentar uma pena de até sete anos de prisão. O Supremo Tribunal do país reverteu na terça-feira a lei e a legalização do sexo homossexual é a mais recente vitória do movimento LGBTI africano.

Segundo noticiou a CNN, citada pelo Observador na terça-feira, o caso foi levado a tribunal em março por Letsweletse Motshidiemang, um estudante de 21 anos da Universidade do Botswana. O jovem defendeu na altura que a sociedade mudou e que a homossexualidade é agora mais aceite a nível mundial.

A lei colonial que defendia a proibição de relações homossexuais no país encontrava-se na secção 164 do Código Penal, o que levou a um movimento denominado #REPEAL164.

O movimento LGBTI do Botswana tem registado várias vitórias nos últimos anos. Em 2010, conseguiu a revogação da lei que permitia terminar contratos de funcionários com base na sua orientação sexual. Em 2017, tornou-se também mais fácil para os transexuais conseguirem a mudança de género na documentação oficial. Contudo, certas atitudes e comportamentos homofóbicos prevalecem em determinadas zonas do país.

Em novembro, um transexual foi violentamente agredido no Botswana. Na sequência deste ataque, o Presidente Mokgweetsi Masisi declarou o seu apoio à comunidade LGBTI.

“Há muitas pessoas neste país que têm relações com pessoas do mesmo sexo. Têm sido violentadas e sofrem em silêncio, com medo de serem discriminadas. Tal como os outros cidadãos, estas pessoas merecem a proteção dos seus direitos”, disse na altura o presidente, referido pela CNN.

Em 54 países africanos, pelo menos 32 têm leis que declaram ilegal o sexo homossexual, de acordo com dados da Associação Internacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais Transexuais e Intersexuais (ILGA).

https://twitter.com/stonewalluk/status/1138397887388430336?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1138397887388430336&ref_url=https%3A%2F%2Fobservador.pt%2F2019%2F06%2F11%2Fbotswana-supremo-tribunal-legaliza-sexo-homossexual%2F

O mesmo é punível com pena de morte em certas partes da Nigéria, Somália e Sudão. Na Mauritânia, a pena de morte pode ocorrer em alguns casos. Na Tanzânia, quem tiver relações homossexuais pode ser condenado a pena de prisão perpétua.

Em janeiro, Angola eliminou a antiga lei que declarava as relações sexuais entre pessoas do mesmo sexo “um crime contra a natureza”. Também Moçambique, São Tomé e Cabo Verde já aboliram a criminalização do sexo homossexual.

Apesar dos avanços registados em África, vários países continuam a tentar criminalizar as relações entre pessoas do mesmo sexo. Uganda, Sudão do Sul, Burúndi, Libéria e Nigéria tentaram nos últimos cinco anos promover leis que penalizem estas relações, de acordo com um relatório da Amnistia Internacional. Acusam os homossexuais de disseminarem doenças como a sida e de incentivarem a homossexualidade nas crianças.

A ILGA alertou ainda que 70 nações pertencentes à ONU – metade das quais africanas – continuam a proibir relações sexuais consentidas entre dois adultos do mesmo sexo. Em 26 destes 70 países, a pena de prisão para estes casos varia entre os 10 anos e a pena perpétua.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

As árvores não existem. Quem o diz são os terraplanistas

Uma teoria da conspiração sobre árvores está agora a intrigar o mundo. Um terraplanista explica que as árvores não existem e que não passam de arbustos. A teoria surgiu num vídeo publicado em 2016 no YouTube, …

CGTP convoca “grande manifestação” para 10 de julho

A CGTP-IN convocou uma “grande manifestação” em Lisboa, para dia 10 de julho, data em que se discute o Estado da Nação, como forma de luta à proposta de revisão do Código Laboral. Numa conferência de …

A Liberdade Iluminando o Mundo chegou a Nova Iorque há 134 anos. Vinha em 214 caixas

https://vimeo.com/342845039 A 17 de junho de 1885, a fragata Isere aportava em Nova Iorque levando a bordo 350 peças, que seguiam em 214 caixas. Depois de montado, este gigante puzzle daria forma a um dos monumentos …

INE chumba pergunta sobre origem étnico-racial no censos

O Instituto Nacional de Estatística (INE) não vai incluir no Censos 2021 uma pergunta sobre a origem étnico-racial dos cidadãos, como pretendia a maioria dos membros do grupo de trabalho criado pelo Governo para avaliar …

Já morreram 100 crianças na Índia devido a um vírus cerebral associado à lichia

Já morreram 100 crianças devido a um surto de encefalite aguda no estado de Bihar, na Índia. Destas, 20 morreram em apenas um dia, a 16 de junho, escreve a imprensa local esta segunda-feira. As primeiras …

Praça de Touros da Póvoa de Varzim vai ser demolida

A Praça de Touros da Póvoa de Varzim vai ser demolida para dar lugar a um pavilhão multiusos. O presidente da Câmara, Aires Pereira, aproveitou o Dia da Cidade, no domingo, para apresentar o novo …

Autoridade dos Transportes defende sanções quando há falhas no metro

A Autoridade da Mobilidade e dos Transportes defende a "definição de requisitos mínimos de qualidade e de sanções em caso de incumprimento" por parte das operadoras do metro junto dos utentes. Após uma avaliação dos metros …

Oliveirense sagra-se bicampeã nacional de basquetebol

A Oliveirense sagrou-se pela segunda vez consecutiva campeã portuguesa de basquetebol, ao vencer em casa do Benfica, por 97-72, no quarto jogo da final. A Oliveirense, que chegou ao intervalo com uma vantagem de 53-41, conquistou …

Ivo Vieira é o novo treinador do Vitória de Guimarães

Ivo Vieira vai orientar o Vitória de Guimarães, depois de ter assinado um contrato válido para 2019/2020, anunciou o emblema vimaranense no site oficial. "A Vitória SAD informa que chegou a acordo com o treinador Ivo …

Dono da Altice compra leiloeira Sotheby's

O dono da Altice comprou a leiloeira Sotheby's, numa operação no valor de 3,7 mil milhões de dólares, cerca de 3,3 mil milhões de euros. O acordo definitivo foi assinado entre a Sotheby's e a BidFair …