Substituir células no cérebro humano pode ser o fim do Parkinson

A ideia por trás da terapia de reposição celular (TRC) para o Parkinson é simples: a falta de mobilidade é o resultado da disfunção e morte de um tipo específico de célula no mesencéfalo, uma estrutura do sistema nervoso central.

Embora haja outros problemas associados ao Parkinson, a perda progressiva de mobilidade motora é o problema mais facilmente diagnosticado, uma vez que é o mais visível. Os cientistas estão razoavelmente seguros de que essa falta de mobilidade resulta da deficiência e morte de células produtoras de dopamina numa área do mesencéfalo chamada substância negra. Então, por que não tentar substituir essas células?

Substituir essas células é um dos três problemas principais que cada pessoa diagnosticada com Parkinson tem que enfrentar.

Os problemas começam com a dificuldade de manter as células remanescentes saudáveis.

Uma vez diagnosticado, a maioria das pessoas já perdeu a produção de 50 a 80% de dopamina no mesencéfalo. O problema é então interromper a progressão da doença, evitando tudo o que possa prejudicar os restantes 20-50% das células, ao mesmo tempo em que se dá ao corpo tudo o que precisa para manter essas células vivas e ativas.

Desses 50-80% de células não produtoras de dopamina, uma porção ainda está viva, apenas não fazem o seu trabalho: produzir dopamina. Esta deficiência é o resultado de uma série de fatores interrelacionados que prejudicam as células e, eventualmente, levam à sua morte.

A maioria dos cientistas acredita que o problema pode ser reduzido ao aglomerado de uma proteína dobrada chamada alfa-sinucleína. Muitos métodos diferentes estão a ser testados em laboratórios por todo o mundo para limpar esses aglomerados e impedir que outros se acumulem. Mas isso só pode ser parte da história, uma vez que uma grande variedade de outros fatores também leva à morte celular.

Se um paciente consegue resolver os problemas um e dois, podem não ter necessidade de CRT, o tratamento de substituição celular.

A razão para isso é que o doente provavelmente pode resgatar uma parte considerável das células danificadas, mas ainda vivas, e assim, levar a produção de dopamina de volta a um nível que permite o movimento normal. O CRT geralmente será para as pessoas que tiveram Parkinson por um período mais longo e cujas células saudáveis ​​remanescentes juntas com as resgatadas não são capazes de fornecer dopamina suficiente.

O final dos anos 80 e 90 viu uma série de ensaios CRT para a doença de Parkinson com resultados mistos. Mas agora há uma compreensão muito melhor do tipo de células a ser usadas, como cultivar e armazenar essas células, como implantá-las e para quem essa terapia seria melhor.

Apesar de todos os progressos, a terapia de reposição celular ainda é muito controversa e repleta de vários problemas técnicos. Felizmente, CRT para Parkinson é um dos únicos campos da ciência médica onde os laboratórios superiores em todo o mundo estão em cooperação.

Um consórcio internacional de laboratórios reuniu-se sob um nome que parece que foi arrancado de um filme de super-heróis da Marvel: o GForce-PD. Cada laboratório no GForce-PD visa trazer CRT para Parkinson para ensaios clínicos nos próximos anos.

ZAP // Futurism

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Responder a Vasco Cancelar resposta

Tribunal de Contas trava medicamento "essencial" no Hospital de Guimarães

O Tribunal de Contas (TdC) recusou o visto a um contrato, no valor de 2,9 milhões de euros, celebrado pelo Hospital de Guimarães para aquisição de um medicamento considerado “essencial” para a prestação de cuidados …

Francisco Rodrigues dos Santos não se quer eternizar "na cadeira de presidente do CDS"

"À medida que as pessoas se vão eternizando nos lugares, começam a confundir o interesse público com o interesse particular". Por isso, Francisco Rodrigues dos Santos não se quer eternizar no CDS-PP. Em entrevista à TVI, …

Menos 115 deputados. Itália realiza referendo para reduzir Parlamento

A Itália organiza em 29 de março um referendo sobre a alteração da Constituição e a redução do número de deputados, uma data esta proposta pelo Governo de coligação entre o Movimento Cinco Estrelas (M5S) …

Flamengo chega a acordo com o Inter por Gabigol

Flamengo e Inter de Milão já chegaram a acordo para a transferência definitiva de Gabigol, jogador que esteve durante a última temporada na equipa brasileira por empréstimo. Segundo o portal brasileiro Globo Esporte, os dirigentes do …

Espanha quer "assaltar" o lugar de Centeno no Eurogrupo

Nadia Calviño, a número dois do Governo Espanhol, assume-se como favorita para assumir a presidência do Eurogrupo, caso o ministro das Finanças português, Mário Centeno, decida não entrar na corrida. A notícia é avançada esta terça-feira …

Dívidas de hospital de Lisboa travam compra de dois medicamentos para cancro

As dívidas do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Norte, que inclui os hospitais de Santa Maria e Pulido Valente, levaram o Tribunal de Contas (TdC) a chumbar a compra de dois medicamentos para um cancro …

Em 15 dias, foram transferidos 73 milhões da Sonangol para uma empresa de Isabel dos Santos

Em 15 dias, foram transferidos 73 milhões das contas da petrolífera estatal Sonangol no private banking do Eurobic, em Lisboa, para uma empresa de Isabel dos Santos, avança o Correio da Manhã esta terça-feira. …

Livro de John Bolton pode prolongar julgamento de Donald Trump

  Ao segundo dia de defesa dos advogados da Casa Branca no julgamento do impeachment de Donald Trump, caiu uma "bomba" no Senado. O livro escrito por John Bolton, ex-conselheiro de segurança nacional do Presidente dos …

Afinal, Bruno Fernandes pode rumar ao Barcelona (e fazer escala no Valência)

Afinal, o futuro do internacional português Bruno Fernandes pode passar por Espanha e não por Inglaterra, onde foi dado como quase certo. O negócio envolve dois emblemas espanhóis e o avançado ex-Benfica Rodrigo Moreno. De …

Coronavírus já matou 106 pessoas na China. E já chegou à Alemanha

A China elevou para 106 o número de mortos causados pelo coronavírus e o número de infetados já chegou aos quatro mil. Esta segunda-feira, confirmou-se um caso na Alemanha, sendo agora o segundo país da …