Sporting: Palhinha de saída, novo reforço vive o sonho e capitão da formação sai “desiludido”

Patrícia de Melo Moreira / AFP

O japonês Hidemasa Morita é reforço do Sporting para a próxima temporada. Entretanto, Palhinha está de saída para o Fulham e Matheus Nunes também pode sair.

O médio Palhinha deverá ser oficializado como reforço do Fulham de Marco Silva nas próximas horas. O Sporting e o clube inglês já terão acertado contas e a transferência deverá consumar-se por valores da ordem dos 20 milhões de euros, com mais dois milhões possíveis por objectivos a cumprir.

O Sacavenense deverá receber 250 mil euros por direitos de formação de Palhinha. E o empresário Jorge Mendes, que intermediou o negócio, terá direito a 10% do valor do Sporting, segundo avança a Bola Branca da Rádio Renascença.

De saída do Sporting também pode estar o médio Matheus Nunes que terá uma oferta do Wolverhampton, segundo a imprensa desportiva. Contudo, o jogador poderá estar à espera que apareça uma proposta de um clube com outras ambições.

Morita é reforço do Sporting

De chegada a Alvalade está o internacional japonês Hidemasa Morita que se tornou no segundo reforço do Sporting para a próxima época.

Após duas épocas no Santa Clara, Morita assinou com os leões até 2026, com uma cláusula de rescisão de 45 milhões de euros.

Desde que vim para Portugal que queria jogar no Sporting. É um clube muito grande e fantástico. Estou muito feliz”, salienta o médio citado pelo site dos leões.

Este é o maior desafio em toda a minha carreira“, diz ainda o médio de 27 anos que já representou a Selecção japonesa por 16 vezes, marcando dois golos.

Morita aproveita para deixar elogios ao treinador Ruben Amorim. “É inteligente e construiu uma equipa agressiva, sinto-me confortável com isso e quero muito trabalhar com ele”, diz.

O jogador nipónico junta-se ao defesa-central neerlandês Jeremiah St. Juste como as duas contratações do Sporting para a temporada 2022/2023.

Capitão da formação sai “desiludido”

Quem se despede do Sporting é o defesa esquerdo Adriano Almeida, de 19 anos, que foi capitão nas camadas jovens do clube. Após oito anos, o jogador sai “triste e desiludido com algumas situações ocorridas nestes dois últimos anos”.

Contudo, Adriano Almeida realça que escolhe não expor o que se passou “por todo o respeito” que tem “para com a instituição”.

Saio de consciência tranquila que, durante estes 8 anos, ninguém me pode apontar um único dedo quanto a falta de compromisso ou de responsabilidade para com a camisola que vestia diariamente”, escreve ainda o defesa numa longa mensagem nas redes sociais.

“Saio mais homem e mais jogador do que quando aqui cheguei, mas saio ainda mais apaixonado por este clube“, conclui.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Adriano Almeida (@adrianoall5)

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.