“Estória mal contada”: a saída de João Marques do Famalicão

FC Famalicão / Facebook

João Marques em treino do Famalicão

Perto do final do campeonato feminino de futebol, o treinador das candidatas ao título abandona o emblema minhoto. Provavelmente porque vai liderar outra equipa minhota. Adeptos não gostaram.

A Liga BPI, a primeira divisão nacional feminina de futebol, está perto do final e, a poucas jornadas do fecho da prova, surge uma notícia surpreendente numa das equipas candidatas ao título: a saída de João Marques do comando técnico do Famalicão.

A saída de João Marques foi anunciada nesta terça-feira, pelo clube, que não explica os motivos que originaram esta rescisão de contrato, indicando apenas que se deu à “cessação de funções do técnico João Marques”, bem como dos adjuntos Nuno Santos e Luís Coentrão, e agradecendo o trabalho de João Marques, que tinha chegado ao cargo na época anterior.

Este anúncio foi dado quando só faltam quatro jornadas para o fecho da fase de apuramento de campeão da Liga BPI – onde o Famalicão é um dos candidatos ao título. Está no terceiro lugar, com 22 pontos, a apenas três pontos das líderes, o Sporting, embora as jogadoras de Alvalade tenham menos um jogo realizado.

Alguns adeptos reagiram com estranheza e surpresa, escrevendo na página do clube que “cessar funções de um treinador a faltar quatro jogos para terminar o campeonato e a cinco dias de defrontar o Benfica (luta pelo 2.° lugar) é um pouco estranho” – no próximo domingo o Benfica (24 pontos) recebe o Famalicão.

Outros adeptos acreditam que João Marques vai continuar no Minho, indicando que esta saída deve-se à sua mudança para o Sporting de Braga, na próxima época.

O Correio do Minho segue a mesma direção e escreve que o regresso do treinador a Braga está próximo. Foi João Marques que quis sair do Famalicão e o técnico confirmou ao jornal que recebeu abordagens, em Portugal e no estrangeiro, mas não falou sobre o Sporting de Braga, que está na quarta posição.

Uma “estória mal contada”, lamentam os adeptos, que também temem que, além do treinador, o Famalicão fique sem algumas das suas melhores futebolistas na próxima temporada.

O Famalicão estava na segunda divisão na época passada. Venceu os jogos todos, subiu em 2020 e, nesta temporada, luta para ser campeão nacional.

O sucessor de João Marques já foi anunciado: Tiago Pinto, ex-atleta do Famalicão e que tem trabalhado na formação do clube de Vila Nova.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE