Sacos de plástico com os dias contados

SXC

foto:sxc

foto:sxc

A Comissão Europeia adotou hoje uma proposta que obriga os Estados-Membros a reduzirem a utilização de sacos de plástico leves, deixando aos países a escolha das medidas para resolver “um problema ambiental muito grave” e com expressão em Portugal.

De acordo com a proposta de Bruxelas, os Estados-Membros podem escolher as medidas que considerem mais adequadas, incluindo a aplicação de taxas, o estabelecimento de metas nacionais de redução ou uma proibição, sob certas condições, mas são obrigados a desenvolver medidas para reduzir “a utilização de sacos de plástico com uma espessura inferior a 50 mícrones, na medida em que estes são reutilizados menos frequentemente do que os sacos de plástico mais espessos”.

Segundo estimativas da Comissão, em 2010 cada cidadão da UE terá utilizado cerca de 198 sacos de plástico, a grande maioria dos quais sacos de plástico leves raramente reutilizados, sendo que a utilização varia muito entre os Estados-membros, que varia entre os quatro sacos na Dinamarca e na Finlândia e 466 sacos na Polónia, Portugal e Eslováquia.

A Comissão lembra que os sacos de plástico leves são muitas vezes utilizados apenas uma vez, mas podem permanecer no ambiente durante centenas de anos, muitas vezes sob a forma de partículas microscópicas nocivas consabidamente perigosas, sobretudo para a vida marinha.

“Estamos a tomar medidas para resolver um problema ambiental muito grave e com grande visibilidade. Todos os anos, mais de 8 mil milhões de sacos de plástico vão para o lixo na Europa, provocando elevados danos ambientais. Alguns Estados-Membros já alcançaram grandes resultados na redução do uso de sacos de plástico. Se outros Estados-Membros seguissem este exemplo, poderíamos reduzir a atual utilização global na União Europeia até 80 %”, declarou hoje o comissário responsável pelo Ambiente, Janez Potocnik.

De acordo com Bruxelas, a proposta hoje adotada aperfeiçoa a atual legislação relativa a embalagens e resíduos de embalagens ao acrescentar dois elementos: a obrigatoriedade de os Estados-membros adotarem medidas, e a possibilidade de tais medidas poderem incluir a utilização de instrumentos económicos, tais como aplicação de taxas, estabelecimento de metas nacionais de redução e restrições de comercialização, desde que sujeitas às regras do mercado interno.

/Lusa

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. E pensar que há alguns anos atrás, obrigaram a que tudo fosse embalado.
    Era anti.higiénico, produtos a granel.
    “Salvando a humanidade” dos produtos a granel, e estragando o planeta indispensável à humanidade.
    Talvez agora, os eruditos nestes processos, “que tudo sabem” para nos “preservarem”, nos recambiem para Marte…

Responder a Ai eu Cancelar resposta

Ministro holandês faz mea culpa. "Não fomos suficientemente empáticos" com o sul da Europa

O ministro das Finanças holandês reconheceu que foi infeliz nas posições que assumiu sobre a resposta económica à pandemia de covid-19, assumindo que mostrou pouca “empatia” com os países do sul da Europa. Em declarações à …

Estados Unidos admitem possibilidade de novo surto no outono

O diretor do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos disse haver a possibilidade de o país enfrentar um novo surto depois do verão, mas lembrou que nessa altura "várias coisas vão …

Mortes em Portugal estão a aumentar desde o início do mês (sem contar com a Covid-19)

Já morreram mais pessoas em Portugal, neste ano, do que em igual período do ano passado, com especial destaque para o  mês de Março, onde a taxa de mortalidade aumentou, mesmo sem contar com as vítimas de …

PCP quer reabrir camas e decretar preços máximos nos combustíveis para enfrentar pandemia

O PCP apresentou um pacote extenso de propostas para fazer face aos impactos do surto de covid-19. Entre elas está a reabertura do Hospital Militar. O PCP apresentou um conjunto de medidas para fazer face ao …

Houseparty nega pirataria e oferece recompensa milionária a quem provar "campanha difamatória"

A aplicação favorita de quem está em quarentena está sob acusação de piratear contas de outras apps. A Houseparty nega e oferece uma recompensa de 1 milhão de dólares a quem provar a "campanha de …

"Agricultura não pára". Há trabalho no campo para os trabalhadores em lay-off

Com a época das colheitas à porta e a falta de braços no campo, a Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) vai propor ao Governo a criação de plataformas de emprego temporário para permitir aos …

Covid-19. Cerimónias fúnebres proibidas em Espanha

As cerimónias fúnebres foram hoje proibidas em Espanha, o segundo país mais afetado pela covid-19 no mundo, e os funerais não podem ter mais do que três pessoas presentes, para impedir a propagação da pandemia …

Falta de meios dificulta marcação de testes à Covid-19

Os utentes do Norte referenciados pelas autoridades de saúde para fazerem o teste à Covid-19 estão a ter grandes dificuldades na marcação nos laboratórios recomendados, devido ao disparo na procura e ao facto de a …

"Impõe-se manter as medidas de contenção", diz Marcelo

O Presidente da República afirmou esta terça-feira que se impõe manter as medidas de contenção que vigoram em Portugal, referindo que essa foi uma opinião unânime na segunda reunião técnica sobre a situação da covid-19 …

Crise poderá levar a Juve a vender Ronaldo por 70 milhões

A crise financeira causada pela pandemia de covid-19 poderá "obrigar" a Juventus a vender Cristiano Ronaldo por 70 milhões de euros, avança a imprensa italiana, frisando que existem mais dois cenários em cima da mesa. O …