O ruído branco pode danificar o nosso cérebro

Um recente estudo sugere que o ruído branco, que tantas vezes nos incomoda na hora de adormecer, pode ser perigoso para o nosso cérebro.

O barulho constante do ar condicionado ou o som da televisão quando não está sintonizada é aquilo a que chamamos de ruído branco, o sinal sonoro que contém todas as frequências na mesma potência. Os dispositivos eletrónicos emitem esse som que, de acordo com um estudo recente, publicado no JAMA Otolaryngology – Head & Neck Surgery, afeta o nosso cérebro.

“Nos últimos anos, os neurocientistas aprenderam muito sobre a plasticidade cerebral, de que forma os estímulos sensoriais alteram a química cerebral, estrutural e funcionalmente”, explica a cientista Mouna Attarha, investigadora da Posit Science Corporation.

Segundo a cientista, há cada vez mais evidências de que o cérebro reage de maneira negativa quando é alimentado com informações aleatórias, como o ruído branco. Neste artigo científico, Attarha e a sua equipa da Universidade da Califórnia, em São Francisco, sugerem que o ruído de fundo do ruído branco pode ser prejudicial ao nosso sistema auditivo central.

Embora os mecanismos biológicos por trás do zumbido sejam totalmente percetíveis, os cientistas descobrem continuamente evidências de que os sintomas estão ligados a mudanças mensuráveis em várias partes do cérebro que vão além da simples perda auditiva.

Embora não haja evidências significativas em humanos para sugerir que sons de baixo volume como o ruído branco possam causar este tipo de alterações no sistema auditivo central, a equipa de cientistas cita estudos em animais que sugerem que a exposição prolongada afeta os seus cérebros.

“Uma experiência  conduzida em animais, mostrou que a exposição durante um longo período de tempo ao ruído não traumático é capaz de induzir uma reorganização plástica mal adaptativa do sistema nervoso auditivo central”, explicaram os autores.

“Estas mudanças foram observadas após a exposição aos níveis de ruído na faixa de nível de pressão sonora de 60 a 70 dB, típica dos geradores de ruído disponíveis no mercado e considerados seguros”, continuam.

Os efeitos neurais são significativos e incluem uma redução na inibição neural (a capacidade de filtrar informações sem importância), representações corticais menos precisas e uma extensão do tempo que o cérebro demora a processar sinais mutáveis.

Ainda assim, é muito cedo concluir que o ruído branco, essa combinação aleatória de diferentes ruídos, está a ter os mesmos efeitos nos cérebros humanos.

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. 60 a 70dB é considerado seguro? Isso é o barulho que faz uma máquina de lavar roupa quando está a centrifugar. Experimentem a dormir com uma máquina de lavar dentro do quarto a centrifugar toda a noite e vão ver se sobrevivem durante muito tempo sem darem em loucos.

  2. O ruido branco é uma denominação dada ao conjunto de todas as frequências audíveis pelo ouvido humano, emitidas com a mesma potência sonora.
    Na realidade a poluição sonora urbana faz muito mau ao ouvido humano. E na maioria dos casos são emitidas em frequência bem especificas.

RESPONDER

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …

Roubar aos ricos para dar aos pobres. Misterioso grupo de hackers desviou dinheiro para doar à caridade

Um misterioso grupo de hackers, conhecidos como hackers Darkside, doou dinheiro a duas instituições de caridade - mas esse dinheiro foi roubado pelo mesmo grupo a grandes corporações através de um ataque de ransomware. Quase podia …

Desatualizados e com erros. IA vai vasculhar milhares de documentos da Casa Branca

O Escritório de Administração e Orçamento da Casa Branca (OMB) disse que as agências federais vão usar inteligência artificial (IA) para eliminar requisitos desatualizados, obsoletos e inconsistentes em dezenas de milhares de páginas de regulamentos …