Desenvolvido relógio atómico tão preciso que poderá detetar matéria escura

National Institute of Standards and Technology

Andrew Ludlow, físico e principal investigador do estudo

Investigadores norte-americanos desenvolveram relógios atómicos tão precisos que poderiam detetar ondas gravitacionais – e até mesmo matéria escura.

Um relógio atómico é um relógio muito preciso, baseado na frequência da oscilação entre dois estados de energia de certos átomos ou moléculas.

O National Institute of Standards and Technology (NIST) criou dois relógios com estas características, e cada um captura mil átomos de itérbio em redes óticas, que são grades feitas com lasers. Cada átomo tem uma frequência vibracional constante, uma característica que permite aos investigadores medir a forma como os átomos fazem a transição entre dois níveis de energia, criando o sinal do relógio.

Os dois relógios atómicos experimentais no NIST conseguiram três novos recordes de desempenho, mostrando que têm precisão suficiente não só para melhorar a cronometragem ou a navegação, mas também para a deteção de fenómenos que afetam a gravidade.

Ao adquirir os dois relógios independentes, os físicos do NIST alcançaram um desempenho recorde em três medidas importantes que definem a sua enorme precisão: incerteza sistemática, estabilidade e reprodutibilidade.

“A incerteza sistemática, a estabilidade e a reprodutibilidade podem ser vistas como a verdadeira escala do desempenho dos relógios”, diz Andrew Ludlow, líder do estudo, que foi publicado na revista Nature a 28 de novembro.

 

Ludlow explicou que a capacidade de reproduzir a precisão do relógio em duas experiências independentes é de particular importância, pois mostra, pela primeira vez, que o desempenho do relógio é “limitado pelos efeitos gravitacionais da Terra”.

Como a teoria geral da relatividade de Einstein sugere, a gravidade desempenha um papel fundamental no tempo. No caso do relógio de rede de itérbio, a frequência vibracional também muda sob diferentes gravidades.

O relógio atómico torna-se tão sensível que afastá-lo da superfície da Terra produziria uma diferença percetível no seu “tique taque”. Na prática, o relógio pode medir não apenas o tempo, mas também o espaço-tempo.

Com tanta precisão, o relógio poderia teoricamente ser usado para detetar fenómenos cósmicos, como ondas gravitacionais ou matéria escura. Embora não se saiba exatamente o que é a matéria escura, desde que tenha efeitos sobre constantes físicas, talvez seja possível vê-la.

O avanço também permitirá fazer medições sem precedentes da Terra, como da sua orientação e forma no espaço.

O próximo passo para o NIST é construir um relógio atómico portátil que poderia ser transportado para outros laboratórios do mundo.

PARTILHAR

RESPONDER

"Dirty Dancing" está de volta e conta com Jennifer Grey

John Feltheimer, CEO da Lionsgate, confirmou ao The Guardian que a produtora está a desenvolver uma sequela de Dirty Dancing. O clássico dos anos 80 que agora regressa foi protagonizado originalmente por Patrick Swayze e …

A Bugatti está a vender um carro elétrico "para crianças". Chama-se Baby II e custa 30 mil euros

A Bugatti e a Little Car Company, sediada em Londres, uniram-se para criar 500 Bugattis elétricos em miniatura para crianças. Agora, fruto dos desenvolvimentos mundiais, alguns veículos ficaram disponíveis para compra. O mais recente brinquedo da …

50 anos de monarquia e uma guerra de dias. A pandemia "matou" a micronação mais antiga da Austrália

O reinado de 50 anos de uma micronação na Austrália chegou ao fim devido ao impacto económico da pandemia de covid-19, que fez com que o autodeclarado principado se rendesse ao país. Hutt River, um principado …

NASA vai rebatizar planetas e outros corpos celestes com nomes ofensivos

A agência espacial norte-americana (NASA) anunciou que vai rebatizar alguns planetas, galáxias e outros corpos celestes que possuem nomes "ofensivos". Em comunicado publicado esta quinta-feira, a NASA explica que vai abandonar os nomes "não-oficiais" a …

O maior parque de crocodilos da Índia está à beira da falência. Abriga mais de 2.000 animais

O maior parque de crocodilos da Índia, localizado perto da cidade de Chennai, no sul do país asiático, encontra-se à beira da falência depois de a pandemia de covid-19 ter obrigado a fechar o espaço …

Campanha científica acrescenta mais de 37 mil quilómetros quadrados ao mapa do mar português

A campanha científica que o navio hidro-oceanográfico D. Carlos I da Marinha Portuguesa realizou durante nove semanas nos Açores, para levantamentos hidrográficos, permitiu “acrescentar cerca de 37.500 quilómetros quadrados sondados ao mapeamento do mar português”. Numa …

Apesar dos alertas, houve quem plantasse as sementes misteriosas da China (e já começaram a crescer)

Durante as últimas semanas, pessoas em todo o mundo têm recebido, sem ter encomendado, nas suas caixas de correio sementes com origem na China. Apesar dos avisos em contrário, houve quem plantasse os misteriosos presentes. As …

Marcelo veta redução de debates sobre a Europa. Não foi uma "solução feliz"

O Presidente da República vetou esta segunda-feira a redução do número de debates em plenário para o acompanhamento do processo de construção europeia de seis para dois por ano, defendendo que não foi uma “solução …

Boris Johnson admite alargar quarentena a mais países

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, admitiu esta segunda-feira alargar o sistema de quarentena a pessoas que cheguem de países atualmente isentos para reduzir o risco de infeção com a doença covid-19 no Reino Unido. "No contexto …

Novo lay-off. Ajuda da Segurança Social para pagar subsídios de Natal pode chegar só em 2021

O apoio ao pagamento do subsídio de Natal previsto pelo Governo para apoiar as empresas no âmbito do novo regime de lay-off, que entrou em vigor em agosto, poderá só ser pago pela Segurança Social …