PSV 3-2 Sporting | “Leão” vendeu cara uma derrota injusta

José Sena Goulão / Lusa

O Sporting iniciou a sua participação na fase de grupos da Liga Europa com uma derrota amarga na Holanda, na visita ao PSV, por 3-2.

Seis minutos fatais na primeira parte deixaram os “leões” em desvantagem por 2-0 – com um autogolo pelo meio – e um mau arranque de segunda metade acabou por ditar um desaire que, no entanto, teve pontos positivos por parte da formação lusa.

A equipa de Alvalade equilibrou sempre as operações e foi perigosa no ataque, numa partida equilibrada e na qual os portugueses mereciam pelo menos o empate. Destaque para Pedro Mendes, avançado que entrou e marcou um minuto após fazer a sua estreia pelo “leão”.

O jogo explicado em números

  • Início cauteloso de ambas as equipas, em estudo mútuo, com o PSV a ter um pouco mais bola (53% de posse) e o único remate (enquadrado) no primeiro quarto-de-hora. Bruno Fernandes, aos 17 minutos, realizou o primeiro disparo leonino, também com boa direcção, com as duas formações a não irem além de 70% de eficácia de passe.
  • Até que aos 19 minutos, os holandeses chegaram ao golo, num rápido contra-ataque. Donyell Malen – que no fim-de-semana marcara os cinco golos do PSV num jogo da Eredivisie – fugiu pela esquerda, flectiu para o meio e rematou colocado junto ao poste esquerdo da baliza de Renan, com a bola ainda a sofrer um pequeno desvio em Neto. Um golo ao segundo remate enquadrado dos holandeses, num total de três.
  • E aos 25 minutos surgiu o 2-0. O ex-sportinguista Bruma entrou a grande velocidade pela direita da área leonina, cruzou rasteiro e Sebastián Coates, na tentativa de afastar a bola, introduziu a bola na sua própria baliza.
  • Resultado pesado para o “leão” à passagem da meia-hora, uma vez que o domínio dos homens da casa não era de monta a justificar dois golos. O Sporting registava 45% de posse e dois remates, ambos enquadrados, apenas menos um que os holandeses, apresentando um caudal ofensivo semelhante. Aliás, somava quatro acções com bola na área contrária, contra apenas uma do PSV.
  • Assim, não espantou que, aos 38 minutos, o Sporting tenha beneficiado de uma grande penalidade, por falta de Jorrit Hendrix sobre Yannick Bolasie. Bruno Fernandes, na conversão do castigo máximo, reduziu para 2-1 e repôs alguma verdade no jogo.
  • Desvantagem leonina ao intervalo fruto de seis minutos de algum desnorte da equipa portuguesa, que permitiu um golo e ainda fez um autogolo, por Coates. Tirando isso, assistiu-se a um jogo repartido, com os holandeses a terem um pouco mais de posse de bola, mas os “leões” a enquadrarem mais um remate que os homens da casa (ambos com quatro disparos no total). O PSV não foi superior, mas foi mais feliz na frente de ataque. O lateral-direito Denzel Dumfries era o melhor em campo ao intervalo, com um GoalPoint Rating de 6.0, ele que registava nesta fase quatro desarmes, enquanto o melhor “leão” era Bruno Fernandes, com 5.7, graças ao golo que marcou, registando dois remates enquadrados em três tentativas.
  • Porém, a reentrada leonina em campo não poderia ter sido pior. Logo aos 48 minutos, na sequência de um canto da esquerda, a bola passou por toda a gente e chegou a Timo Baumgart, que empurrou para o 3-1, no primeiro remate da segunda parte.
  • A reacção leonina foi existiu, mas foi tímida, com dois remates até aos 60 minutos, um com boa direcção, mas a equipa começou a deixar espaços na retaguarda e o PSV começou a aparecer com mais frequência na grande área, somando cinco remates, três enquadrados no primeiro quarto-de-hora do segundo tempo. E tal como no primeiro tempo, os holandeses privilegiaram os ataques pela esquerda (59%), a aproveitar as subidas de Valentin Rosier.
  • Aos 70 minutos já Bruno Fernandes liderava os ratings, com 6.6, sendo o mais rematador na partida, com cinco disparos, três enquadrados, e três dribles completos em outras tantas tentativas. Luciano Vietto, com 4.1, passava completamente ao lado do jogo.
  • Aos 75, Bruno Fernandes obrigou Jeroen Zoet a uma grande defesa, com Miguel Luís a fazer a recarga de pronto, mas a bola saiu rente ao poste da baliza holandesa. O Sporting começava a chegar com perigo à baliza do PSV e fez golo aos 82 minutos. Pedro Mendes assinalou a sua estreia pela formação leonina com um golo extraordinário, um minuto após entrar em campo.
  • Bem dentro dos últimos dez minutos, a formação leonina, registava nove remates na segunda parte, seis deles enquadrados, e 58% de posse de bola. A equipa portuguesa era superior nesta fase e perseguia o empate. Mas o PSV aguentou bem a vantagem e leva os três pontos. Ao Sporting resta a consolação de uma boa segunda parte.

O melhor em campo GoalPoint

O melhor em campo em jogos do Sporting começa a ser repetitivo, mas não há como contrariar os números. Bruno Fernandes foi o mais rematador da partida, com oito disparos, cinco enquadrados, marcou um dos golos leoninos, fez um passe para finalização e completou quatro de cinco tentativas de drible.

O médio registou ainda oito recuperações de posse e terminou o jogo com um GoalPoint Rating de 7.9. Merecia mais em termos de resultado.

Jogadores em foco

  • Renan Ribeiro 6.7 – As duas equipas enquadraram nove remates, pelo que os dois guarda-redes tiveram muito trabalho. O leonino acabou por ter o segundo melhor rating do desafio, com sete defesas, seis delas a remates na sua grande área.
  • Denzel Dumfries 6.5 – O melhor dos holandeses. O lateral-direito esteve muito certo na retaguarda, com um total de 11 acções defensivas, entre elas cinco desarmes, e ganhou quatro dos cinco duelos aéreos em que participou. Na frente é que não esteve tão bem, desperdiçando uma ocasião flagrante.
  • Pedro Mendes 5.9 – Que estreia do ponta-de-lança de 20 anos! O jovem formado no Sporting entrou aos 81 minutos e marcou aos 82, com um excelente remate à meia-volta, de fora da área. Foi o seu único remate no jogo, mas deixou “água na boca”.
  • Neto 5.7 – O central não conseguiu evitar o 1-0, por Malen, com o remate do holandês a desviar no português. Mas a verdade é que o ex-Zenit esteve bem, tendo completado 32 de 34 passes, registado oito acções defensivas e ganho todos os duelos aéreos em que participou (3).
  • Pablo Rosario 6.2 – O médio foi o segundo melhor do PSV, pelo excelente trabalho defensivo. O holandês somou oito recuperações de posse e 14 acções defensivas, com destaque para três bloqueios de passe.
  • Wendel 5.6 – O brasileiro não arriscou muito, tendo feito apenas um remate e um passe para finalização, mas esteve muito bem no passe (92% de eficácia) e recuperou oito vezes a posse de bola.

Resumo

GoalPoint

PARTILHAR

RESPONDER

Há uma forma de reduzir erros na computação quântica (e já sabemos qual é)

Na computação quântica, assim como no trabalho em equipa, um pouco de diversidade pode ajudar a melhorar o resultado. Esta pode mesmo ser a chave para pôr fim aos erros na computação quântica. Ao contrário dos …

Coimbrões 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto venceu hoje o Coimbrões, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal que os «dragões» resolveram com três golos nos 12 minutos iniciais. Aproveitando a inexperiência e nervosismo da formação …

Produção de filmes em Hollywood é um inimigo silencioso do ambiente

Hollywood é casa para a maioria dos grandes filmes produzidos que estreiam nas salas de cinema espalhadas por todo o mundo. Contudo, consegue ser bastante prejudicial para o meio ambiente e, mais do que nunca, …

O escorbuto era uma doença comum entre piratas, mas pode estar de regresso

O número de casos de escorbuto no Reino Unido mais do que duplicou nos últimos anos. A desnutrição é um dos principais responsáveis pelo regresso desta doença. O escorbuto está em ascensão no Reino Unido e …

Dois veleiros robotizados vão medir alterações climáticas no Atlântico

Dois veleiros de navegação robotizada vão medir, durante os próximos quatro meses, a pegada das mudanças climáticas no oceano Atlântico e irão passar pela Madeira e Cabo Verde. A Plataforma Oceânica das Canárias (PLOCAN) libertou esta …

A educação científica está sob ataque legislativo nos Estados Unidos

São inúmeros os professores de ciências que trabalham diariamente nas escolas públicas dos Estados Unidos para garantir que os alunos estão equipados com o conhecimento teórico e prático necessário para enfrentar o futuro. No entanto, …

João Félix saiu lesionado com gravidade no jogo contra o Valência

João Félix, avançado português do Atlético de Madrid, saiu este sábado lesionado com "forte torção no tornozelo direito", ao minuto 78 do jogo contra o Valência, da nona jornada da Liga espanhola de futebol, disputado …

As traças ficaram mais escuras por causa da Revolução Industrial? Cientistas já sabem a resposta

No virar do século XIX, na Grã-Bretanha, traças de todo o país começaram a ficar gradualmente mais escuras em resposta à forte poluição provocada pela Revolução Industrial. A Revolução Industrial foi um período de grandes transformações …

Mais de mil médicos foram alvo de processos disciplinares. 45 foram condenados, nenhum foi expulso

Mais de 1.070 processos disciplinares a médicos foram abertos no ano passado pelos conselhos disciplinares da Ordem, tendo sido condenados 45, segundo dados este sábado divulgados. Segundo os dados da Ordem dos Médicos, os conselhos disciplinares …

Publicar no Instagram rende mais a Ronaldo do que jogar na Juve

As publicações pagas no Instagram rendem mais a Cristiano Ronaldo do que jogar na Juventus, revela um estudo do Buzz Bingo. O internacional português foi a personalidade mais bem paga neste rede social em 2018. De …