Poderá ter sido descoberta a causa da maior erupção jamais vista pelo Homem

R. Clucas / Wikimedia

Erupção do super-vulcão Redoubt vista de península de Kenai, no Alasca, 1990

Erupção do super-vulcão Redoubt vista de península de Kenai, no Alasca, 1990

Há 73 mil anos, o super-vulcão indonésio Toba teve uma erupção cataclísmica que devastou toda a região. A erupção foi a maior alguma vez vista na história da humanidade, e o seu impacto que poderá ter causado alterações do clima a nível planetário.

Agora, um novo estudo de uma equipa internacional de investigadores da Universidade de Uppsala, na Suécia, publicado na Scientific Reports, revela o que provoca as arrasadoras erupções dos super-vulcões, que podem produzir erupções cataclísmicas capazes de devastar grandes regiões e causar enormes alterações climáticas.

Segundo os autores do estudo, as pistas para explicar estas erupções cataclísmicas encontram-se no interior de cristais vulcânicos de quartzo.

O vulcão indonésio do Lago Toba teve uma destas erupções há cerca de 73 mil anos, emitindo 2800 km3 de cinzas para a atmosfera, que cobriram totalmente vastas áreas da Indonésia e Índia.

Há muito que os cientistas procuram descobrir qual o mecanismo que desencadeia estas super-erupções, em que quantidades extraordinárias de magma são produzidas e emitidas violentamente.

No estudo agora publicado, os investigadores analisaram informação contida em cristais  de quartzo provenientes de cinzas e rochas vulcânicas da erupção do vulcão do lago Toba.

Estes cristais de quartzo, que se formam no magma, registam as variações químicas e termodinâmicas do sistema magmático que se verificam antes das erupções – tal como os anéis de crescimento das árvores registam as alterações climáticas e a composição da atmosfera e dos solos.

Quando as condições no magma se alteram, os cristais respondem e produzem zonas de crescimento distintas, que gravam essas variações.

Na análise destes cristais os investigadores descobriram uma mudança na composição isotópica do quartzo nas margens do cristal, que contêm uma proporção relativamente mais baixa do isótopo pesado 18O em comparação com o 16O, mais leve.

Troll et al / Uppsala University

Os investigadores analisaram as diferenças de composição isotópica de cristais de quartzo recolhidos do vulcão Toba

Os investigadores analisaram as diferenças de composição isotópica de cristais de quartzo recolhidos do vulcão Toba

Segundo a geóloga e mineralogista Frances Deegan, uma das autoras do estudo, a baixa proporção de oxigénio 18O relativamente ao 16O contido nas margens dos cristais indicam que algo no sistema magmático mudou drasticamente antes da cataclísmica erupção.

“Estas assinaturas geoquímicas são explicadas pelo facto de o magma, ao fundir, poder ter assimilado um grande volume de uma rocha encaixante que se caracteriza por uma relação relativamente baixa de 18O para 16O”, explica a investigadora, citada pela Phys.org.

Estes tipos de rocha contêm, muitas vezes, uma grande quantidade de água, que pode ser libertada no magma, produzindo vapor e provocando um aumento da pressão do gás no interior da câmara magmática.

Este rápido aumento da pressão do gás acaba por permitir que o magma frature a crosta sobreposta e envie milhares de quilómetros cúbicos de magma para a atmosfera.

O professor Valentin Troll, outro dos autores do estudo, realça que os biólogos já mostraram que a erupção do Toba quase levou à extinção da humanidade. Segundo a “teoria da super-erupção catastrófica do Toba”, a massiva erupção do vulcão indonésio mudou a história da Humanidade, ao reduzir drasticamente a população há 73 mil anos.

“Felizmente, este tipo de erupções cataclísmicas não ocorre com muita frequência”, ressalva o investigador, “mas é apenas uma questão de tempo até que aconteça a próxima super-erupção. Poderá ser em Toba, na Indonésia, ou poderá ser no parque Yellowstone, nos Estados Unidos. Ou em qualquer outro lugar“.

AJB, ZAP // Phys.org / CVARG UAC

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns ao PK e ao Carlos pela sua atenção. De facto os jornalistas quando “pegam” em números dá sempre para o disparate. É vulgar com os “homens das letras”, não diferenciam 1 m3 de um carro de bois. Felizmente há alguém atento.

    • Carlos, PK e Luis TP, obrigado pelo reparo. Têm toda a razão, está corrigido.
      p.s. Por acaso, este vosso editor até é “homem das ciências” – o que só agrava o caso 😐

RESPONDER

Em Miami e Nova Iorque, os polícias ajoelharam-se por George Floyd

Em Miami e em Nova Iorque, alguns agentes da autoridade juntaram-se aos manifestantes por breves momentos, para mostrar o seu respeito pela memória de George Floyd. Nos Estados Unidos, os protestos pela morte de George Floyd …

A Nova Zelândia está em cima de uma enorme bolha de lava

A Nova Zelândia situa-se no topo dos restos de uma pluma vulcânica gigante. Este processo é o responsável pela atividade vulcânica e desempenha um papel fundamental no funcionamento do nosso planeta. Nos anos 70, vários cientistas …

Petição busca estatuto de vítima para crianças em contexto de violência doméstica

Uma petição lançada na sexta-feria que reivindica a criação do estatuto de vítima para as crianças que vivem em contexto familiar de violência doméstica já foi assinada por mais de 1300 pessoas, entre elas personalidades …

Assimétrica e flutuante. A primeira casa impressa em 3D na República Checa vai "nascer" em 48 horas

A primeira casa impressa em 3D na República Checa vai estar pronta no próximo mês para demonstrar a velocidade e a eficácia de uma técnica de construção que será sete vezes mais rápida e terá …

Anonymous garantem que princesa Diana foi assassinada para abafar caso Epstein

O movimento internacional de ciberativistas Anonymous - ou alguém que alega operar em seu nome - garante que a princesa Diana, que morreu num acidente de viação em agosto de 1997, foi, na verdade, assassinada …

Empresa de mineração pede desculpa por destruir cavernas sagradas aborígenes

A empresa mineira Rio Tinto admitiu que destruiu as cavernas pré-históricas que eram locais de culto para os aborígenes australianos e pediu desculpa. As cavernas de pedra Juukan Gorge 1 e 2 – dois locais de …

Itália exige "respeito": vai abrir fronteiras, mas excluir países que impõem restrições a italianos

Apesar de acredita "no espírito europeu", o ministro dos Negócios Estrangeiros italiano sublinhou que o país está pronto "para fechar as fronteiras" àqueles que não o respeitem. A Itália vai abrir as suas fronteiras internacionais a …

As Forças Armadas sul-africanas não estavam preparadas para um inimigo invisível

A Força de Defesa Nacional da África do Sul não está preparada para combater uma pandemia silenciosa como a da covid-19. Este "inimigo invisível" veio trazer à tona as fragilidades do país. As Forças Armadas da …

Putin convoca referendo sobre alterações constitucionais para 1 de julho

A aprovação da reforma constitucional permitirá ao atual Presidente da Rússia, Vladimir Putin, cumprir mais dois mandatos suplementares a partir de 2024. Vladimir Putin anunciou a data de 1 de julho para o referendo nacional de …

Depois das máscaras e do gel, procura por acrílico dispara

À semelhança do que aconteceu com as máscaras de proteção e com o álcool-gel, a procura mundial por acrílico está a aumentar. Primeiro foram as máscaras e o desinfetante em gel, mas agora há um novo …