Afinal, os pneus não impedem os motociclistas de serem atingidos por raios

Um motociclista foi atingido por um raio, no domingo, enquanto conduzia na Florida, Estados Unidos (EUA), que levou à sua morte, segundo fontes de notícias. Esta foi a segunda fatalidade do género a ocorrer este ano no país.

De acordo com um artigo do Live Science, divulgado na terça-feira, a morte do homem de 45 anos pode fazer com que algumas pessoas se perguntem por que os pneus de borracha da motocicleta não o protegeram do relâmpago. Mas a verdade é que essa é uma lenda urbana, disse John Jensenius, especialista em segurança contra raios do National Lightning Safety Council.

“É um mito que os pneus de borracha protegem um veículo de ser atingido por um raio”, indicou o especialista à Live Science.

Veículos são atingidos por raios regularmente. Contudo, caso se fique preso na estrada durante uma tempestade, “é melhor estar num veículo de metal de topo”, referiu John Jensenius. Isso porque o exterior de metal age como uma gaiola de Faraday.

Essa gaiola – batizada em homenagem ao cientista britânico do século 19 Michael Faraday, que estudou eletromagnetismo e eletroquímica – mantém as cargas elétricas que atingem o seu revestimento externo de metal longe do interior. Protege também, consequentemente, os passageiros dentro do veículo.

thelightningman / Flickr

Caso um veículo desse género seja atingido por um raio, “a carga elétrica passará ao redor da carcaça de metal e chegará ao chão, passando através ou sobre os pneus”, explicou John Jensenius. “Se as pessoas não puderem entrar num edifício, recomendamos que entrem num veículo de metal e mantenham as janelas fechadas”.

No caso do homem que faleceu no domingo, as autoridades informaram que um relâmpago atingiu o seu capacete.

John Jensenius desmascarou igualmente outro mito sobre relâmpagos: a ideia de que, caso se esteja a conduzir com uma alta velocidade, isso impede que o carro seja atingido por um raio. “O relâmpago viaja rápido demais para ser superado pelos humanos”, declarou o especialista.

“O tempo que leva para ir da base da nuvem até o solo é de apenas uma pequena fração de segundo”, continuou. “Durante esse tempo, qualquer veículo que viaje a velocidades de rodovia está virtualmente parado em relação ao raio”.

Desde 2006, houve 10 fatalidades relacionadas com relâmpagos e motocicletas nos EUA, “embora, em vários casos, o piloto não estivesse no veículo quando atingido”, acrescentou.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Parker Solar Probe lança nova luz sobre o Sol

Em agosto de 2018, a Parker Solar Probe da NASA foi lançada para o espaço, tornando-se pouco tempo depois a sonda mais próxima do Sol. Com instrumentos científicos de ponta para medir o ambiente em …

Encontrado no mar das Malvinas navio alemão da I Guerra Mundial 105 anos depois de naufragar

O naufrágio de um cruzador alemão da I Guerra Mundial foi identificado nas Ilhas Malvinas, onde foi afundado pela Marinha britânica há 105 anos. O SMS Scharnhorst foi o principal ativo da esquadra alemã na Ásia …

Boavista 1-4 Benfica | Águia goleia no xadrez do Bessa

O Benfica deu o pontapé de saída da 13ª jornada com uma vitória competente na visita ao Boavista, por 4-1. Num jogo potencialmente perigoso para as aspirações “encarnadas”, frente a um adversário com somente uma derrota …

Cientistas desenvolvem técnica para determinar o humor através da caligrafia

Uma equipa de cientistas estudou a biomecânica dos movimentos das mãos a escrever e a desenhar, e desenvolveu um método para avaliar as propriedades individuais da velocidade de escrita e da pressão do lápis no …

Quase seis mil denúncias de agressões sexuais em viagens da Uber nos EUA

A plataforma de transporte de passageiros Uber divulgou na quinta-feira um relatório, revelando quase seis mil denúncias de agressões sexuais a utilizadores, motoristas e terceiros nos Estados Unidos (EUA), em 2017 e 2018. No relatório de …

Polícia de Los Angeles vai usar dispositivo "ao estilo Batman" para prender suspeitos

A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, vai adotar, no início do próximo ano, um novo dispositivo, conhecido como BolaWrap 100, que dispara um cinto de fibra sintética a uma velocidade de 200 metros …

Corriere dello Sport defende-se das acusações e garante ser "inimigo do racismo"

O jornal desportivo italiano Corriere dello Sport afirmou esta sexta-feira ser “inimigo do racismo”, defendendo-se das críticas motivadas pela manchete de quinta-feira, com o título “Black Friday” e ilustrada com os futebolistas negros Romelu Lukaku …

Alisadores e tintas para cabelo podem aumentar o risco de cancro da mama

Alisadores e tintas para cabelo são dois produtos comummente utilizados por mulheres. Um novo estudo sugere que estes podem aumentar o risco de cancro da mama, especialmente em mulheres negras. Muitos produtos capilares contêm compostos que …

Black Friday. Marca de cosméticos oferece por engano desconto de 96% e perde 10 milhões em duas horas

Uma falha no site oficial da marca de produtos cosméticos Foreo fez com que o seu artigo mais caro fosse vendido com um desconto de 96%, fazendo com que a empresa sueca perdesse 10 milhões …

Camisola usada por Pelé no seu último jogo foi vendida por 30 mil euros em leilão

Uma camisola usada por Pelé no seu último jogo com a seleção brasileira foi vendida por 30 mil euros num prestigiado leilão de objetos desportivos, realizado na quinta-feira em Turim, Itália. A camisola com o número …