Pessoas que sentem raiva com facilidade pensam que são mais inteligentes do que são na realidade

Um estudo recente sugere que pessoas que sentem raiva muito facilmente se consideram mais inteligentes do que na realidade são, devido a um excesso de confiança.

Marcin Zajenkowski, autor do estudo, publicado recentemente na revista científica Intelligence, e psicólogo da Universidade de Varsóvia, na Polónia, começou por explicar que a raiva difere significativamente de outras emoções negativas, como a tristeza, a ansiedade ou a depressão.

Ao contrário dessas emoções, investigações anteriores mostraram que a raiva é uma emoção negativa incomum, por ser frequentemente associada a traços positivos, como o otimismo. No entanto, até agora, a forma como a raiva afeta a inteligência não era totalmente clara. Zajenkowski suspeita de que pessoas com raiva tendem a superestimar a sua própria inteligência.



Para corroborar essa suspeita, a equipa de cientistas entrevistou mais de 520 estudantes, que responderam a perguntas estratégicas que tinham como objetivo avaliar com que facilidade e frequência ficam chateados e mal humorados. Posteriormente, os alunos fizeram uma pesquisa para avaliar a sua própria inteligência, antes de fazerem um teste objetivo.

Segundo os resultados, os estudantes com uma maior tendência para ficarem mal humorados superestimavam as suas habilidades cognitivas. Por outro lado, os alunos que eram mais neuróticos – um traço frequentemente associado à raiva – subestimavam a sua própria inteligência. O neuroticismo refere-se a traços negativos como a ansiedade irracional e a angustia.

Os investigadores descobriram ainda que as personalidades mais mal-humoradas estavam associadas a “ilusões narcisistas”. Além disso, e não surpreendentemente, descobriram que o narcisismo é um fator-chave na hora de as pessoas se avaliarem a si próprias no que diz respeito à sua inteligência.

Ainda assim, o estudo não provou qualquer relação entre a raiva e o nível real de inteligência. Apesar de os investigadores terem encontrado uma associação entre estes dois traços, não está claro se existe, de facto, uma relação de causa e efeito entre a raiva e a superestima da inteligência.

Além disso, o estudo não testou de que forma a raiva afeta a inteligência no calor do momento. O estudo avaliou a raiva como um traço de personalidade, mas a raiva é muitas vezes uma emoção temporária.

Serão precisas investigações adicionais para descobrir se as pessoas que não se chateiam facilmente podem estar excessivamente confiantes nas suas habilidades cognitivas apenas no momento em que estão perturbadas.

ZAP ZAP // LiveScience

PARTILHAR

RESPONDER

Ministro da Saúde austríaco demite-se por falta de apoio na gestão da pandemia

O ministro da Saúde de Áustria, Rudolf Anschober, anunciou esta terça-feira a sua demissão, devido à falta de apoio na gestão da crise pandémica, cessando funções na próxima segunda-feira. "A situação é dramática nos serviços de …

OMS quer suspender venda de mamíferos selvagens vivos em mercados de alimentos

A Organização Mundial de Saúde defende a suspensão da venda de mamíferos selvagens vivos nos mercados de alimentos para evitar a propagação de doenças, avança a AFP. "Os animais, especialmente os selvagens, são a fonte de …

“Frescura, juventude e capacidade“. Coligação improvável em Penafiel junta PS e partido de Tino de Rans

O PS e o partido RIR, liderado pelo ex-candidato presidencial Vitorino Silva, formaram a coligação Penafiel Unido, que vai concorrer às autárquicas em Penafiel, distrito do Porto, com Paulo Araújo Correia como cabeça de lista, …

Marcelo, IL e Chega querem avanço do desconfinamento. PSD pede travão nos concelhos de maior risco

Marcelo Rebelo de Sousa ouviu os partidos ao longo desta tarde. A renovação de mais um Estado de Emergência está na mira, mas há quem não concorde. O Presidente da República começou por receber o Iniciativa …

MP "não nos ligava patavina. Zero", disse major Vasco Brazão

O major Vasco Brazão, ex-porta-voz da Polícia Judiciária Militar (PJM), disse esta terça-feira ao coletivo de juízes do Tribunal de Santarém que o Ministério Público (MP) não "ligava patavina" à investigação e às diligências sobre …

Especialista alerta que uso de máscara aumentou doenças da voz

A otorrinolaringologista Clara Capucho alertou que o uso de máscaras imposto pela pandemia da covid-19 aumentou o número de patologias da voz, sobretudo nos aparelhos vocais dos portugueses. O alerta da coordenadora da Unidade de Voz …

Tóquio2020. Missão portuguesa deve ser vacinada para diminuir "insegurança" dos atletas

O presidente do Comité Olímpico de Portugal (COP), José Manuel Constantino, deseja que a Missão portuguesa aos Jogos Olímpicos Tóquio2020 seja vacinada, quanto antes, considerando que a demora cria "insegurança" entre os atletas e restante …

Rússia proíbe oficialmente casamento entre pessoas do mesmo sexo

A Rússia proibiu oficialmente o casamento entre pessoas do mesmo sexo, numa emenda constitucional ratificada esta segunda-feira pelo Presidente russo, Vladimir Putin. Segundo avançou esta terça-feira a NBC, o deputado Pyotr Tolstoy, opositor ao casamento homossexual, …

Portugal não vai estar no Europeu feminino

Empate sem golos em Moscovo, depois da vitória da Rússia por 1-0, no Restelo. Fase final marcada para 2022, em Inglaterra. Ao contrário de 2017, a fase final do Europeu feminino de futebol não vai contar …

Apostas em raspadinhas caíram em 2020 para o valor mais baixo desde 2017

As raspadinhas são um vício que afeta principalmente pessoas da classe média baixa. No entanto, em ano de pandemia, as mudanças sócio-económicas na vida dos portugueses fizeram com que as apostas caíssem 16%. Os dados foram …