Pessoas que sentem raiva com facilidade pensam que são mais inteligentes do que são na realidade

Um estudo recente sugere que pessoas que sentem raiva muito facilmente se consideram mais inteligentes do que na realidade são, devido a um excesso de confiança.

Marcin Zajenkowski, autor do estudo, publicado recentemente na revista científica Intelligence, e psicólogo da Universidade de Varsóvia, na Polónia, começou por explicar que a raiva difere significativamente de outras emoções negativas, como a tristeza, a ansiedade ou a depressão.

Ao contrário dessas emoções, investigações anteriores mostraram que a raiva é uma emoção negativa incomum, por ser frequentemente associada a traços positivos, como o otimismo. No entanto, até agora, a forma como a raiva afeta a inteligência não era totalmente clara. Zajenkowski suspeita de que pessoas com raiva tendem a superestimar a sua própria inteligência.

Para corroborar essa suspeita, a equipa de cientistas entrevistou mais de 520 estudantes, que responderam a perguntas estratégicas que tinham como objetivo avaliar com que facilidade e frequência ficam chateados e mal humorados. Posteriormente, os alunos fizeram uma pesquisa para avaliar a sua própria inteligência, antes de fazerem um teste objetivo.

Segundo os resultados, os estudantes com uma maior tendência para ficarem mal humorados superestimavam as suas habilidades cognitivas. Por outro lado, os alunos que eram mais neuróticos – um traço frequentemente associado à raiva – subestimavam a sua própria inteligência. O neuroticismo refere-se a traços negativos como a ansiedade irracional e a angustia.

Os investigadores descobriram ainda que as personalidades mais mal-humoradas estavam associadas a “ilusões narcisistas”. Além disso, e não surpreendentemente, descobriram que o narcisismo é um fator-chave na hora de as pessoas se avaliarem a si próprias no que diz respeito à sua inteligência.

Ainda assim, o estudo não provou qualquer relação entre a raiva e o nível real de inteligência. Apesar de os investigadores terem encontrado uma associação entre estes dois traços, não está claro se existe, de facto, uma relação de causa e efeito entre a raiva e a superestima da inteligência.

Além disso, o estudo não testou de que forma a raiva afeta a inteligência no calor do momento. O estudo avaliou a raiva como um traço de personalidade, mas a raiva é muitas vezes uma emoção temporária.

Serão precisas investigações adicionais para descobrir se as pessoas que não se chateiam facilmente podem estar excessivamente confiantes nas suas habilidades cognitivas apenas no momento em que estão perturbadas.

PARTILHAR

RESPONDER

Benfica vs Bayern | “Águia” curta para poderio bávaro

O Benfica continua sem vencer na Liga dos Campeões. Após as seis derrotas na fase de grupos de 2017/18, a formação “encarnada” arrancou a participação desta época com mais um desaire, na recepção ao Bayern …

Dinossauro carnívoro descoberto em Portugal (e pode ser uma nova espécie)

Paleontólogos portugueses e espanhóis poderão ter identificado uma nova espécie de dinossauro carnívoro no litoral de Torres Vedras, Lisboa, que seria o primeiro 'carcarodontossaurio' em Portugal e um dos mais antigos do mundo. "Este exemplar, por …

Trabalhadores do McDonald's fizeram greve nos EUA contra o assédio sexual

Trabalhadores do McDonald's realizaram, esta terça-feira, em dez cidades norte-americanas, uma greve laboral contra o assédio sexual na empresa, em consonância com o movimento #MeToo. De acordo com os organizadores, o objetivo foi protestar contra a …

Gato ganhou em tribunal o direito de passear num shopping do Rio de Janeiro

Rubinho era uma figura presente no centro comercial Cidade Copacabana, no Rio de Janeiro, até ter sido proibido de circular na zona comum. Agora, o tribunal deu provimento a uma providência cautelar permitindo assim que …

Idade do novo presidente do Supremo só lhe permite cumprir meio mandato

O novo presidente do Supremo Tribunal de Justiça, António Joaquim Piçarra, foi eleito para um mandato de cinco anos, mas a sua idade só lhe permite cumprir pouco mais de meio mandato. António Joaquim Piçarra foi …

Quatro arguidos no processo de reconstrução das casas de Pedrógão

Quatro requerentes de apoios para a reconstrução de casas em Pedrógão Grande foram constituídos arguidos no inquérito que investiga alegadas irregularidades no processo. Numa nota publicada hoje na página eletrónica do Departamento de Instrução e Ação …

Procuram-se voluntários para comer atum em conserva

Investigadores do CINTESIS, no Porto, estão à procura de voluntários saudáveis interessados em participar num estudo clínico destinado a avaliar o efeito do consumo de atum em conserva enriquecido em ácidos gordos ómega 3 na …

Facebook acusado de discriminar mulheres nos anúncios de emprego

O Facebook está novamente envolvido em polémica, desta vez por ter ajudado os empregadores a discriminar os candidatos com base no género. Nos Estados Unidos, o Facebook está a ser acusado de ajudar os empregadores a …

Trabalhadores defendem corticeira que "castigou" funcionária. "Está a aprender"

Cerca de 20 trabalhadores da corticeira Fernando Couto, em Paços de Brandão, Santa Maria da Feira, consideram que "a empresa está a ser enxovalhada injustamente", depois das denúncias feitas por uma trabalhadora que diz ter …

"Toupeira" do Benfica passa a prisão domiciliária

O funcionário judicial suspeito de passar informações ao Benfica vai ser libertado, esta quarta-feira, passando para prisão domiciliária com pulseira eletrónica. Segundo o Jornal de Notícias, o tribunal decidiu alterar a medida de coação de José Augusto …