Pastilhas Tantum Verde retiradas do mercado

Derek Caiden / Flickr

-

Um lote do medicamento Tantum Verde pastilhas vai ser retirado do mercado por ter sido detetada a presença de um resíduo metálico numa pastilha, embora o risco para a saúde seja baixo, divulgou hoje o Infarmed.

A autoridade do medicamento diz que o laboratório responsável pelo fabrico do medicamento vai proceder à recolha voluntária do lote n.º A1090I2, com a validade 09/2017, do medicamento Tantum Verde, de benzidamina e benzocaína, pastilhas, 3 mg + 2,5 mg, com o número de registo 9527101.

O Infarmed determinou ainda a suspensão imediata da comercialização deste lote.

No entanto salienta que “o risco para a saúde pública é baixo, tendo em conta a forma farmacêutica do produto em causa”.

Assim, o Infarmed alerta que as entidades que possuem este lote de medicamento em stock estão proibidas de o vender, dispensar ou administrar, devendo devolve-lo, e os doentes que disponham de medicamentos deste lote, não os devem tomar, mas sim adquirir um lote alternativo.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Maduro propõe neutralizar sanções norte-americanas com Lei Antibloqueio

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, entregou na terça-feira um projeto de Lei Antibloqueio à Assembleia Constituinte (AC, composta unicamente por simpatizantes do regime) para neutralizar os efeitos das sanções impostas pelos Estados Unidos (EUA) …

Subsídio aos pobres na pandemia "não pode ser para sempre"

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse esta terça-feira que os subsídios destinados aos mais pobres pelo Congresso no âmbito da luta contra a pandemia de covid-19 “infelizmente para os demagogos e comunistas, não pode …

Reembolso do IVA do turismo e restauração pode demorar um ano se vier no IRS

A partir de 2021 os contribuintes poderão receber parte do valor do IVA de consumos no setor do turismo e restauração, medida anunciada pelo Governo na segunda-feira e que, antecipou a Deloitte, pode ser concretizada …

Novo lay-off passa a ser acessível para empresas com perdas entre 25% e 40%

As empresas com quebras de faturação homólogas entre 25% e 40% vão poder recorrer ao apoio à retoma progressiva, instrumento que passa também permitir a redução até 100% do horário quando a quebra de faturação …

Associação das Forças Armadas considera diretiva para comunicação inclusiva uma "provocação"

O presidente do Conselho Nacional da Associação de Oficiais das Forças Armadas (AOFA) afirmou que a nova diretiva do Governo que implementa uma comunicação inclusiva em todos os documentos oficiais é uma provocação aos militares …

60 milhões de infetados na Índia? Casos podem ser 10 vezes mais do que os números oficiais

Mais de 60 milhões de pessoas na Índia podem ter sido infetadas com o novo coronavírus, dez vezes mais que os números oficiais, anunciaram esta terça-feira autoridades médicas responsáveis pela pandemia, citando um estudo nacional …

Mais dois projetos do Chega "chumbados" na comissão de Assuntos Constitucionais

A comissão de Assuntos Constitucionais concluiu esta quarta-feira pela inconstitucionalidade de duas iniciativas do Chega, um projeto de lei para limitar o número de ministros e uma resolução a propor um referendo para reduzir o …

Mourinho, Dier, Lineker: "Os jogadores deixaram de fazer aquilo no relvado?"

Mais do que a vitória sobre o Chelsea, o jogo do Tottenham na Taça da Liga vai ser recordado durante muito tempo por outro motivo... E Mourinho criticou as datas dos jogos. O Tottenham levou a …

"Erro grosseiro". Câmara de Lisboa assume responsabilidade pelo acidente no metro

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, disse esta quarta-feira que o desabamento que ocorreu terça-feira no túnel do metro na Praça de Espanha decorreu de um "erro grosseiro" numa obra da autarquia, assegurando …

Portugal com mais oito mortos e 825 novos casos

Portugal contabiliza hoje mais oito mortos relacionados com a covid-19 e 825 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da pandemia, Portugal já …