Parlamento Europeu quer acabar com hora de verão

Pietro Naj-Oleari / European Parliament

O Parlamento Europeu quer acabar com o horário de verão na Europa. Os eurodeputados defendem que esta mudança traria benefícios à saúde dos europeus.

Esta quinta-feira, em Estrasburgo, o Parlamento Europeu aprovou uma resolução na qual pedem à Comissão Europeia que proceda a uma “avaliação exaustiva” da diretiva que regula a mudança da hora binual na Europa e, se necessário, apresentar uma proposta para fazer esta alteração.

De acordo com o Observador, os eurodeputados querem que esta questão seja analisada com pormenor. A recomendação do Parlamento Europeu tem por base um estudo, datado de outubro de 2017, que defende que a mudança horária está associada a mudanças no bioritmo dos seres humanos.

A resolução recomenda também a adoção de um regime horário unificado na Europa que evite diferentes práticas que coloquem em causa o mercado dos serviços de transporte, comunicações e comércio.

No mesmo estudo, é defendido que, embora o horário de verão afete o bioritmo dos seres humanos, é benéfico para a indústria dos transportes, aumenta o potencial das atividades de lazer e reduz o consumo de energia.

A reposta da Comissão não foi favorável. Violeta Bulc, comissária dos transportes, defendeu que os benefícios para a saúde humana de uma maior exposição solar também devem ser tidos em conta e que o “apetite” dos Estados-membros para mudar a atual legislação é limitado.

Mesmo que a Comissão avance com uma proposta deste género, ainda seria necessário que a maioria dos parlamentos nacionais dos Estados-membros aprovassem a proposta, e de seguida o Parlamento Europeu, num processo que demorará, pelo menos, um ano.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

16 COMENTÁRIOS

  1. Finalmente! A mudança de hora só tem impacto visível durante perto de 1 mês. Ficar escuro às 17:30 ou às 18:30 tem pouca diferença. Ficar claro às 7AM ou às 8AM tem pouca diferença. E o custo de fazer essa mudança é muito mais alto do que os benefícios que pode trazer. Eu voto a favor dessa!

    • Não é assim tão indiferente. Se for hora de Verão significa que o relógio está adiantado 1h30 à hora solar, que é a hora natural. Ou seja, a hora de Verão é completamente artificial e antinatural. Em Portugal não faz qualquer sentido que a hora oficial seja igual à hora solar da Polónia. É uma estupidez que só acontece aqui.

    • Errado. Acabar é com a “hora de Verão” (TMG+1), a que está mais afastada da hora solar. Hora de Inverno TMG é a mais próxima da hora solar, e mesmo assim ainda está adiantada mais de 30 minutos. Com hora TMG, em Lisboa, no Inverno, nascente/poente às 7h54/17h14, e no Verão, às 5h11/20h05.

  2. Acabe-se de uma vez por todas com esta mudança, quem vez a mudança não deveria ter filhos nem saber o que isso é? já estamos sujeitos a tanta parvoíce, ainda agora não aprovaram o feriado do Carnaval, mas quantas empresas vão estar fechadas na 2 e 3ª feira? santa ignorância, antes de 1974 já na terça feira do Carnaval, ou não se trabalhava o dia inteiro ou da parte da tarde, passados tantos Anos ainda temos pensantes da pré história? o Carnaval de Loulé começou a ser festejado em formato festivo em 1906 por 3 dias, os pensantes atuais ainda vem de antes 1905 quando este era festejado de forma agressiva?

  3. Então mas não seria mais benéfico acabar com o horário de Inverno?! A exposição solar que se desperdiça de manhã com grande parte da população ainda na cama, seria bem mais útil ao final da tarde… digo eu…

    • É assim tão grande o desperdício? 1 hora de manhã? O sol nascer às 8h00 em vez de nascer às 9h00? Quer dizer, se for hora de Verão no Inverno e se se levantar às 8h00 ainda é de noite. Tem mais sono, tem de acender a luz por toda a casa, está mais frio. Grande parte dos trabalhadores e estudantes sairia para o trabalho e escolas com o sol ainda por nascer… E o sol que sobrasse até às 18h00 era assim tão importante? No Inverno, o sol está baixíssimo, e estando o céu encoberto, o que acontece grande parte do tempo, é indiferente que já se tenha posto ou não. É escuro na mesma. No Verão, a hora de Verão não é precisa para nada, pois tanto de manhã como de tarde há mais 3 horas de luz do que no Inverno, além do sol andar altíssimo, sem haver falta de luz ou de calor, que por vezes pouco abranda de noite…

    • Pois, concordo totalmente contigo. De manhã nem toda a gente aproveita a luz, até porque muitos ainda não se levantaram, já ao final da tarde a esmagadora maioria dos portugueses está acordada e ativa, e muitos ainda irão continuar assim por bastantes horas. Ou seja, aproveita-se muito mais a luz à tarde do que de manhã.
      Se pegarmos no que é natural para o mundo animal, então, mais uma vez, o que faz sentido é a hora de verão. Grande parte dos animais acorda ainda antes do nascer do sol (antes do nascer do sol há, por exemplo, um pico no canto das aves), e poucos se mantêm ativos após o pôr do sol, pois grande parte das espécies entra em repouso durante o período noturno.

    • Prolongar a luz ao final do dia não interessa para nada. Luz até perto das 22h00, para quê?! Isso só serve para dar cabo do ciclo do sono. Quanto mais tarde vier a noite, mais tarde vem o sono. Por outro lado, quem tem de trabalhar de manhã, tem de se levantar à mesma hora oficial que se levantava quando era hora de Inverno. Ou seja, dorme menos horas com a hora de Verão do que com a hora de Inverno: terá tendência a deitar-se mais tarde (porque escurece mais tarde), mas tem de se levantar cedo na mesma, se tiver de cumprir horários. Pode crer que com a hora do Verão estará sempre adiantado 1h30 em relação à hora natural. Ou seja, é um desperdício de tempo. Quando na realidade são 21h30 solares, no relógio já são 23h00, por exemplo — roubaram-lhe 1h30! Às 21h30 ainda se pode fazer qualquer coisa, mas às 23h00 já é tarde, e como no dia seguinte há que acordar às 7h00 ou 8h00 (que na realidade são 5h30 ou 6h30 solares!), há que recolher ao colchão.

  4. «A resolução recomenda também a adoção de um regime horário unificado na Europa que evite diferentes práticas que coloquem em causa o mercado dos serviços de transporte, comunicações e comércio.» O que é isso de “regime horário unificado na Europa”? A mesma hora legal de Portugal à Finlândia? Devem estar é loucos! Está mais que visto que a Alemanha quer obrigar toda a gente a ter mesma hora deles, TMG+1 durante todo o ano. Em Portugal, isso significaria que teríamos hora de Verão durante todo o ano e estaríamos mais de 1h30 adiantados em relação à hora solar.
    No Inverno, o sol só nasceria às 9h00 e as nossas crianças teriam de se levantar de madrugada escura para ir para os infantários. A maioria das creches abre entre as 7h as 8h! Ou seja, para alguém deixar lá os filhos a essas horas, significa que há crianças a levantarem-se pelo menos às 6h00, senão mais cedo. 6h00 TMG+1 são 4h30 solares!!!

  5. Hora unificada na Europa? Devem estar a brincar!!!
    Acabar com hora de verão? Devem acabar é com a hora de inverno, que nos tira horas de exposição solar no final do dia. Enfim, políticos!

    • Que exposição solar ao fim do dia? Prolongar a hora no Verão não faz sentido nenhum, uma vez que sem ela o sol se põe às 20h00! Quer mais sol e calor para quê? No Verão o que se quer é fresco e um pouco de sombra. Meta-se num forno, se gosta assim tanto de torrar.

RESPONDER

Bactérias benéficas do leite materno mudam ao longo do tempo

De acordo com um novo estudo, a mistura de bactérias benéficas transmitidas pelo leite materno muda significativamente com o tempo. Este pode atuar como uma injeção de reforço diário para a imunidade e metabolismo infantil. Os …

Quando um tigre vale mais morto do que vivo: A sórdida realidade das quintas de procriação

Em alguns países asiáticos, quintas de procriação de tigres exploram até ao tutano o valor económico do animal, submetendo-o a condições de vida degradantes. Tigres já foram puderam ser encontrados em grande parte da Ásia, do …

Ana Estrada Ugarte. Em decisão histórica, Peru abre as portas à eutanásia

Numa decisão histórica esta quinta-feira, o 11.º Tribunal Constitucional do Superior Tribunal de Justiça de Lima, no Peru, ordenou ao Ministério da Saúde do país que respeitasse a vontade de Ana Estrada Ugarte de acabar …

Árbitros estrangeiros na próxima época? APAF recusa "atestado de incompetência"

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) tem a certeza de que o Conselho de Arbitragem (CA) não irá passar um "atestado de incompetência" aos árbitros portugueses, chamando estrangeiros para encontros de Ligas nacionais. Segundo …

Depois do desconforto que a série causou na Família Real, Harry defende "The Crown"

Durante uma entrevista a James Corden, para o programa americano The Late Late Show, o príncipe Harry defendeu a série The Crown da Netflix, explicando que embora não seja “estritamente precisa”, retrata a pressão da …

Benfica vai apresentar queixa por ameaças de morte a Vieira e vandalismo

O Benfica vai avançar com queixas devido às ameaças de morte ao presidente do clube em tarjas colocadas nas imediações do Estádio da Luz, mas também pela vandalização de várias casas benfiquistas. Segundo o jornal online …

Submarino civil transparente pode levá-lo ao local do naufrágio do Titanic

A Triton, uma empresa com sede na Florida, fabrica submarinos civis de última geração há mais de uma década. Agora, vai fazer nascer o Triton 13000/2 Titanic Explorer, que para além de oferecer aos passageiros …

Catorze detidos nos novos protestos em Barcelona a favor de Pablo Hasél

Pelo menos 14 pessoas foram detidas pela polícia catalã, este sábado, durante os distúrbios que se seguiram a mais uma manifestação em Barcelona a reclamar a libertação do rapper Pablo Hasél. Segundo o jornal Público, pelo …

Procuradores avançam para tribunal contra nomeações de chefias

O Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) está envolvido numa nova polémica, depois do concurso que culminou na indigitação de José Guerra para a Procuradoria Europeia. Segundo avança o Jornal de Notícias, este domingo, um concurso para …

A partir de segunda-feira, eletrodomésticos vão ter novas etiquetas energéticas

As organizações não-governamentais ambientalistas saúdam as novas etiquetas energéticas, que entram em vigor esta segunda-feira, mas pedem “mais atenção” ao consumidor e “maior rapidez” na reclassificação de “mais produtos”. Em comunicado, a cooligação Coolproducts, um grupo …