Os primeiros humanos a caçar com armas terão sido mulheres

Jim Heemstra / Iowa State University

A antropóloga Jill Pruetz, da Iowa State University

A antropóloga Jill Pruetz, da Iowa State University

As mulheres poderão ter sido os primeiros humanos a caçar usando armas. Um estudo recente sobre o comportamento de um grupo de chimpanzés sugere que a ideia pode não ser tão excêntrica quanto parece.

A antropóloga Jill Pruetz, da Iowa State University, nos Estados Unidos, descobriu em 2007 que um grupo de chimpanzés da região de Fongoli, no Senegal, usava varas afiadas como lanças.

Os primatas atiravam as lanças através de buracos nas árvores, normalmente ninhos de galagos, pequenos primatas nocturnos da família dos lémures, para os fazer sair do ninho.

Tia, uma chimpanzé fêmea adolescente, usa frequentemnete armas para caçar

Tia, uma chimpanzé fêmea adolescente, usa frequentemnete armas para caçar

Pruetz e a sua equipa observaram 308 caçadas com armas entre 2007 e 2014.

61% destas caçadas foram feitas pelos chimpanzés fêmeas – apesar de estas serem apenas 31% dos caçadores.

Os chimpanzés de Fongoli são até agora os únicos que se sabe que usam armas para matar ou ferir caça, embora se conheçam  chimpanzés – de novo, fêmeas – em outras regiões de África que usam paus para forçar térmites a sair dos seus ninhos.

Pruetz suspeita que a predisposição das fêmeas de Fongoli para a caça poderá ter a ver com o espírito de cooperação deste grupo de chimpanzés, maior do que o habitual – o que diminui a probabilidade de a fêmea perder a sua presa para um macho maior.

“Não há propriamente um  grande incentivo para ir à caça, se logo a seguir à caçada nos roubam a presa”, diz Pruetz à New Scientist.

A relativa escassez de caça na savana de Fongoli poderá ter estimulado os chimpanzés a ser mais inventivos na hora de caçar – e a cooperar.

Segundo Pruetz, se são as chimpanzés fêmeas a tomar a iniciativa de usar armas para caçar em Fongoli, é provável que o mesmo tenha acontecido com os primeiros humanos.

Iowa State University,

A antropóloga Jill Pruetz com uma das varas afiadas que os chimpanzés de Fongoli caçam galagos.

A antropóloga Jill Pruetz com uma das varas afiadas que os chimpanzés de Fongoli caçam galagos.

“Talvez a capacidade inventiva na caça seja uma característica das fêmeas”, diz Pruetz.

Segundo a antropóloga, não será possível encontrar achados arqueológicos que o provem – há apenas a possibilidade de fazer uma análise comparativa de comportamentos.

“Mas isto talvez nos obrigue já a repensar essa velha ideia do macho caçador”, diz a cientista.

AJB, ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

"DeepNude". Inteligência Artificial "tirou a roupa" a mulheres nas redes sociais

A empresa de informação Sensity alertou que mais de 100 mil imagens foram carregadas para um canal de Telegram onde um bot "tirou a roupa" de mulheres. A empresa de segurança Sensity revelou recentemente que existe …

Poluição atmosférica "custa" a cada citadino europeu 1.276 euros por ano

A poluição atmosférica "custa" 1.276 euros por ano a cada cidadão europeu residente em cidades, de acordo com um estudo da Aliança Europeia de Saúde Pública (EPHA) divulgado esta quarta-feira. O estudo chegou ao valor médio …

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …