Os primeiros humanos a caçar com armas terão sido mulheres

Jim Heemstra / Iowa State University

A antropóloga Jill Pruetz, da Iowa State University

A antropóloga Jill Pruetz, da Iowa State University

As mulheres poderão ter sido os primeiros humanos a caçar usando armas. Um estudo recente sobre o comportamento de um grupo de chimpanzés sugere que a ideia pode não ser tão excêntrica quanto parece.

A antropóloga Jill Pruetz, da Iowa State University, nos Estados Unidos, descobriu em 2007 que um grupo de chimpanzés da região de Fongoli, no Senegal, usava varas afiadas como lanças.

Os primatas atiravam as lanças através de buracos nas árvores, normalmente ninhos de galagos, pequenos primatas nocturnos da família dos lémures, para os fazer sair do ninho.

Tia, uma chimpanzé fêmea adolescente, usa frequentemnete armas para caçar

Tia, uma chimpanzé fêmea adolescente, usa frequentemnete armas para caçar

Pruetz e a sua equipa observaram 308 caçadas com armas entre 2007 e 2014.

61% destas caçadas foram feitas pelos chimpanzés fêmeas – apesar de estas serem apenas 31% dos caçadores.

Os chimpanzés de Fongoli são até agora os únicos que se sabe que usam armas para matar ou ferir caça, embora se conheçam  chimpanzés – de novo, fêmeas – em outras regiões de África que usam paus para forçar térmites a sair dos seus ninhos.

Pruetz suspeita que a predisposição das fêmeas de Fongoli para a caça poderá ter a ver com o espírito de cooperação deste grupo de chimpanzés, maior do que o habitual – o que diminui a probabilidade de a fêmea perder a sua presa para um macho maior.

“Não há propriamente um  grande incentivo para ir à caça, se logo a seguir à caçada nos roubam a presa”, diz Pruetz à New Scientist.

A relativa escassez de caça na savana de Fongoli poderá ter estimulado os chimpanzés a ser mais inventivos na hora de caçar – e a cooperar.

Segundo Pruetz, se são as chimpanzés fêmeas a tomar a iniciativa de usar armas para caçar em Fongoli, é provável que o mesmo tenha acontecido com os primeiros humanos.

Iowa State University,

A antropóloga Jill Pruetz com uma das varas afiadas que os chimpanzés de Fongoli caçam galagos.

A antropóloga Jill Pruetz com uma das varas afiadas que os chimpanzés de Fongoli caçam galagos.

“Talvez a capacidade inventiva na caça seja uma característica das fêmeas”, diz Pruetz.

Segundo a antropóloga, não será possível encontrar achados arqueológicos que o provem – há apenas a possibilidade de fazer uma análise comparativa de comportamentos.

“Mas isto talvez nos obrigue já a repensar essa velha ideia do macho caçador”, diz a cientista.

AJB, ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Não foram meteoros. Uma forte atividade vulcânica arrefeceu a Terra há 13 mil anos

Porque é que a Terra arrefeceu repentinamente há 13 mil anos? Sedimentos antigos encontrados numa caverna no Texas, nos Estados Unidos, parecem ter resolvido este grande mistério. Alguns cientistas acreditam que o fenómeno que arrefeceu repentinamente …

Novo método prevê erupções solares com algumas horas de antecedência

Um novo método capaz de prever explosões solares poderia ajudar a Humanidade a preparar-se contra possíveis desastres causados por este fenómeno explosivo da nossa estrela. As erupções solares são explosões que ocorrem na superfície do Sol …

Mulan a preço premium estreia na Disney+ em setembro

A adaptação live-action de Mulan tem nova data de estreia. O anúncio foi feito pela Disney nesta terça-feira (4). O filme chega à plataforma de streaming Disney+ no dia 4 de setembro, estando disponível em …

Belgas trocam as voltas à pandemia e passam férias nas árvores

Enquanto uns passam o verão em casa, outros atrevem-se a ter uma experiência diferente. Alguns belgas estão a passar as noites de verão pendurados em árvores, em tendas em forma de lágrima. A pandemia de covid-19 …

Máscara inteligente traduz até oito línguas (mas não protege do coronavírus)

Esta máscara inteligente, criada por uma empresa japonesa, consegue traduzir o discurso do seu utilizador em várias línguas (mas, por si só, não o protege do novo coronavírus). Quando a pandemia de covid-19 transformou as máscaras …

Empresa fica com excedente de 40 mil quilos de frutos secos devido à covid-19

A GNS Foods, a empresa que nos últimos 30 anos forneceu os frutos secos à American Airlines, ficou com um excedente de 40 mil quilos por causa de restrições impostas devido à covid-19. Servir frutos secos …

Astronautas da NASA fizeram partidas por telefone para "matar" tempo durante o regresso à Terra

Os astronautas da NASA Bob Behnken e Doug Hurley fizeram algumas partidas por telefone durante o regresso à Terra a bordo cápsula Dragon, da empresa SpaceX de Elon Musk, num voo que foi duplamente histórico. …

Em plena pandemia, há um venezuelano que assegura os funerais no Peru

Ronald Marín é a última esperança para os habitantes de Comas, em Lima. O venezuelano é o único que realiza funerais católicos num cemitério longe do centro da capital, em plena pandemia. Vestido com uma túnica …

Covid-19 pôs mais de um milhão de portugueses em teletrabalho no 2.º trimestre

Um milhão de pessoas esteve em teletrabalho no segundo trimestre, sobretudo devido à covid-19, o equivalente a 23,1% da população empregada, enquanto mais de 600 mil não trabalharam nem no emprego nem em casa. De acordo …

Dia da Defesa Nacional regressa ao formato presencial a 2 de setembro

O Dia da Defesa Nacional, que está suspenso desde o dia 9 de março devido à pandemia de covid-19, irá regressar ao formato presencial a 2 de setembro, anunciou o Governo esta quarta-feira. Em comunicado, o …