Os pandas gostam de se esfregar em fezes de cavalo (e os cientistas descobriram porquê)

Fuwen Wei

Os pandas gigantes na Reserva Natural Nacional de Foping da China central gostam de esfregar fezes de cavalo no pescoço e no rosto e rolar para cobrir todo o corpo. Agora, uma equipa de investigadores acredita ter descoberto a razão para este estranho comportamento:

Os excrementos são como um cartão de identificação de animais. As criaturas farejam as fezes da sua própria espécie para obter pistas sobre o sexo e o estatuto de acasalamento e os excrementos de outras espécies podem dizer-lhes quando um predador está por perto.

Porém, isso não explica por que os pandas selvagens (Ailuropoda melanoleuca) na Reserva Natural Nacional de Foping da China central eram atraídos por fezes de cavalo. Embora os cavalos às vezes passem pela reserva, rebocando suprimentos para os agricultores locais, o panda solitário não interage com esses animais na selva.



Para perceber o comportamento, os investigadores analisaram 38 ocorrências capturadas em câmaras infravermelhas na reserva entre junho de 2016 e julho de 2017. Os ursos tendiam a rolar em fezes de cavalo com menos de 10 dias. Essas fezes continham compostos naturais, chamados de beta-cariofileno (BCP) e óxido de beta-cariofileno (BCPO), que são escassos nos excrementos mais antigos, segundo a equipa liderada por investigadores do Instituto de Zoologia da Academia Chinesa de Ciências.

A equipa adicionou esse composto ao feno dos pandas no Zoológico de Pequim e descobriu que os animais favoreciam o feno tratado com esses compostos, às vezes esfregando-o por todo o corpo.

Além disso, os pandas tendiam a rolar nas fezes de cavalo em climas mais frios, em temperaturas entre -5°C e 15°C.

Como os pandas gigantes são um tesouro nacional para a China, há limitações estritas na realização de investigações, por isso a equipa voltou-se para os ratos. Cobrir camundongos numa solução diluída de BCP-BCPO aumentou a tolerância dos animais ao frio.

Os ratos tratados caminharam mais facilmente em superfícies mais frias e não se amontoaram em temperaturas abaixo de zero – ao contrário dos ratos que receberam uma solução salina.

Nas células, os cientistas descobriram que o BCP-BCPO bloqueia os recetores que detetam o frio nos pandas.

Embora não seja uma prova concreta, os autores “forneceram evidências sólidas do nível molecular para explicar com elegância o comportamento único”, disse Fan Yang, biofísico da Escola de Medicina da Universidade de Zhejiang, citado pela Science Magazine.

Os mesmos recetores termorreguladores estão presentes em muitos animais, incluindo elefantes, pinguins e humanos. Portanto, é possível que o uso de compostos naturais para regular a temperatura corporal “possa na verdade ser uma estratégia geral amplamente adotada noutros animais”. Por exemplo, um composto da pimenta malagueta, chamado capsaicina, ativa um recetor que faz os humanos sentirem-se mais aquecidos, motivo pelo qual às vezes suamos enquanto comemos alimentos picantes.

Ficar aquecido no inverno pode ser um desafio para os pandas, segundo Zejun Zhang, ecologista da China West Normal University, uma vez que não hibernam e a sua dieta de baixas calorias de bambu torna difícil armazenar gordura extra para isolamento.

Segundo os autores, é possível que os pandas tenham usado as fezes de cavalo desta forma durante milhares de anos, uma vez que antigas rotas de comércio cruzavam esta área montanhosa.

Por outro lado, Malcolm Kennedy, professor de história natural da Universidade de Glasgow, não está convencido. Os pandas rolam em “qualquer coisa que achem incomum ou interessante”, disse o investigador, acrescentando que os animais podem simplesmente ser atraídos pelo forte cheiro das fezes de cavalo.

Kenneduy observa ainda que, embora o bloqueio dos recetores termossensores pudesse teoricamente ajudar os animais a não sentirem frio, os seus corpos ainda precisariam de usar mais energia para funcionar em temperaturas mais baixas. Se limitar a sensibilidade do animal ao frio os impedisse de procurar abrigo, isso poderia ser “potencialmente suicida”.

Este estudo foi publicado na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Entre cursos de água e "kahns", a Alemanha ainda alberga uma minoria étnica de língua eslava

As nações europeias nasceram e desvaneceram ao longo do tempo, mas há uma minoria étnica de língua eslava que permanece dentro da Alemanha. Lehde é uma pacata vila, com cerca 150 habitantes, de ilhas pantanosas interligadas …

Itália 3-0 Suíça | Squadra Azzurra volta a ganhar e a encantar

A Itália tornou-se hoje a primeira seleção a garantir o apuramento para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao vencer a Suíça por 3-0, em encontro da segunda jornada do Grupo A, disputado …

Sony apresenta o seu primeiro drone, o Airpeak S1

Há algum tempo que a Sony planeava lançar um drone, agora, é oficial. A empresa de tecnologia apresentou um drone chamado Airpeak S1 que será, muito provavelmente, o primeiro de muitos. A Sony anunciou oficialmente o …

Candidaturas a astronauta da Agência Espacial Europeia encerram na sexta-feira

Os candidatos têm de ter, pelo menos, um mestrado e experiência profissional, serem fluentes em inglês e ter mais de 1,30 metros.  O prazo para apresentação de candidaturas a vagas para novos astronautas da Agência Espacial …

Dois meses no escuro. Valentina Miozzo passou a quarentena sozinha no Ártico

A pandemia de covid-19 foi um duro golpe de solidão forçada para a maioria das pessoas, mas para a italiana Valentina Miozzo foi a oportunidade perfeita para usufruir de alguns momentos a sós. A meio da …

Pedras misteriosas provocam "corrida aos diamantes" na África do Sul

Uma verdadeira "febre de diamantes" assolou a vila de KwaHlathi, na província de KwaZulu-Natal, litoral da África do Sul. Centenas de pessoas, com utensílios caseiros a servir de engenhos de mineração, ocuparam um terreno à …

Designer cria um "terceiro olho" para quem vive agarrado ao telemóvel

Um designer industrial sul-coreano criou, recentemente, um “terceiro olho” para ajudar aqueles que, mesmo em andamento, não conseguem tirar os olhos do telemóvel. O designer industrial Minwook Paeng criou recentemente o The Third Eye ('terceiro olho' …

Depois de Ronaldo e da Coca Cola, Pogba imitou-o com a Heineken (e a UEFA podia castigar Portugal e França)

Após Cristiano Ronaldo ter removido duas garrafas de Coca Cola da mesa onde se sentou para uma conferência de imprensa no Euro 2020, foi a vez do francês Paul Pogba ter feito o mesmo com …

Adeptos portugueses proibidos de entrar na "fan zone" de Budapeste

Momento confuso numa zona da capital da Hungria, na véspera do jogo com Portugal, na estreia no Europeu 2020. A Hungria não escapou ao coronavírus mas, entre os países que recebem jogos do Europeu 2020, é …

Mulher recebe quatro certificados de imunidade - e nenhum é válido

O governo da Hungria está a emitir cartões que garantem que determinada pessoa, na teoria, é imune ao coronavírus. Mas nem tudo corre bem. A vida nas ruas da Hungria é diferente do que se vive …