Os iberos também cortavam e conservavam as cabeças dos inimigos

(dr) Museu Arqueológico Nacional, Madrid

Crânio do século III a.C. encontrado em Ullastret, Girona

Geralmente, associamos as decapitações rituais e a exibição de cabeças decepadas de inimigos mortos em batalhas às civilizações pré-colombianas ou aos povos do norte da Europa. Mas a prática não deixou de fora os iberos.

A nova exposição do Museu Nacional de Arqueologia de Madrid, em Espanha, vem provar, através de vários exemplares recolhidos no noroeste da Península Ibérica, que estas práticas também passaram por aqui há, pelo menos, cerca de 2300 anos.

Cabeças Cortadas: Símbolos do Poder reúne dezenas de peças oriundas de vários museus espanhóis para explorar os vários significados de “cabeças de troféu”, desde a pré-história ao mundo contemporâneo.

Carmen Rovira, uma das suas comissárias, lembrou, porém, que a decapitação dos inimigos com fins propagandísticos continua a ser feita por grupos extremistas em África ou no Médio Oriente. “Passaram milhares de anos e, inexplicavelmente, estas atrocidades continuam a repetir-se.”

Os vestígios mais antigos presentes na exposição datam mais precisamente do século III a.C. e são vários crânios que foram encontrados durante escavações do povoado de Puig Castellar. Estes crânios têm uma característica que os define: foram todos atravessados por uma cavilha de ferro.

O prego que atravessa estes crânios terá sido colocado poucas horas depois de a pessoa em causa ter morrido, muito provavelmente para que a sua cabeça fosse exibida num local público, ao lado das suas armas.

Ao lado destes, estão outros crânios encontrados durante escavações muito mais recentes, que começaram em 2012 “na grande metrópole do mundo ibero” – Ullastret, em Girona. “Temos muitos exemplos de ‘cabeças troféu’ de todo o mundo na exposição, e de épocas diferentes, mas as dos iberos são as mais importantes e foram agora estudadas”, disse Carmen Rovira, citada pelo jornal Público.

Há, desde o neolítico, provas destas práticas de decapitação, que ocorrem por dois motivos: porque quem o faz quer homenagear o antepassado morto e manter junto a si as suas qualidades; ou simplesmente porque se trata de um inimigo e cortar-lhe a cabeça para em seguida a exibir publicamente é um sinal de vitória, explica a comissária.

Os cinco crânios iberos expostos no museu de Arqueologia de Madrid ilustram esta segunda hipótese. Uma equipa de antropólogos, arqueólogos e outros especialistas estudou estes crânios e conseguiu chegar a esta conclusão.

A mesma equipa recriou também, e pela primeira vez, o rosto de um guerreiro ibero que terá vivido há 2300 anos. Os especialistas acreditam que, depois de separada do corpo, a cabeça do jovem guerreiro foi enfiada num saco e levada a cavalo para Ullastret, sendo colocada na fachada da casa de um nobre, muito possivelmente do homem que o matou, junto a uma espada de ferro.

Para prenderem o crânio ao lado da arma do guerreiro, usaram uma cavilha com 23 centímetros.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A não ser que tenham mudado a Catalunha de lugar, esta se encontra no nordeste peninsular. No noroeste está a Galiza.

RESPONDER

Os olhos são (mesmo) o espelho da alma. Estudo revela que experiências traumáticas afetam as pupilas

Uma nova investigação acaba de revelar que as pupilas podem revelar se uma pessoa sofreu uma experiência traumática no passado. Recentemente, uma equipa de investigadores da Universidade de Swansea, no Reino Unido, descobriu que as pupilas …

No Japão, é possível contratar um agente privado para sabotar a sua própria relação

Na Terra do Sol Nascente, é possível contratar um agente privado para sabotar a sua própria relação (sem ter de arcar com as culpas). De acordo com a BBC, estes agentes privados chamam-se "wakaresaseya" e têm …

Arqueologia estelar revela restos de antigo enxame globular. É o "último do seu género"

Uma equipa de astrónomos, incluindo Ting Li e Alexander Ji do Instituto Carnegie, descobriu uma corrente estelar composta pelos restos de um antigo enxame globular que foi dilacerado pela gravidade da Via Láctea, há 2 …

Petição para Reino Unido incluir Portugal no corredor aéreo com quase 30 mil assinaturas

O jornal em língua inglesa com maior circulação em Portugal lançou uma petição pela Internet a pedir ao Governo britânico para reconsiderar e incluir Portugal no corredor aéreo com o Reino Unido, já assinada por …

eBussy é o novo elétrico modular que se transforma em 10 carros diferentes

10 em 1. O eBussy, um veículo elétrico projetado pela alemã ElectricBrands, permite variar a carroçaria numa dezena de configurações diferentes. A fabricante alemã ElectricBrands revelou o seu mais recente carro-conceito: o eBussy, um elétrico modular capaz …

República Dominicana nega que Juan Carlos tenha entrado no país

A imprensa espanhola noticiou, esta terça-feira, que o rei emérito de Espanha estaria na República Dominicana, depois de ter anunciado que ia viver para fora. Mas as autoridades deste país negam essa informação. De acordo com …

Fome causada pelo coronavírus mata 10 mil crianças todos os meses

A cada mês que passa, 10 mil crianças morrem devido à fome causada pela pandemia do novo coronavírus. Há ainda 500 mil crianças malnutridas todos os meses. A pandemia do novo coronavírus está a intensificar problemas …

Lava Jato usou os mesmos métodos de espionagem clandestina que o FBI

A operação Lava Jato usou os mesmos métodos de espionagem utilizados por John Edgar Hoover, o temível líder do FBI durante quase 50 anos. Durante quase 50 anos, John Edgar Hoover liderou o FBI, ficando conhecido …

Por três dólares, já é possível comer refeições de avião em casa

A empresa Tamam Kitchen, líder na produção de alimentos para várias companhias aéreas de Israel, decidiu vender ao público e a baixo custo as refeições que habitualmente vende a empresas de aviação e que depois …

Ministério Público está a investigar acidente com Alfa Pendular em Soure

O Ministério Público está a investigar o descarrilamento do comboio Alfa Pendular, em Soure, que, na última sexta-feira, provocou dois mortos, oito feridos graves e 36 feridos ligeiros. Questionada na sexta-feira pela agência Lusa, a Procuradoria-Geral …