“Acha-se maior do que o United”. Ronaldo criticado por “palhaçadas” após substituição

(cv) BeIN SPORTS

Cristiano Ronaldo não gostou de ser substituído no último jogo do Manchester United e fez questão de mostrar a sua insatisfação. A atitude do português foi reprovada por vários comentadores desportivos.

Decorria o minuto 71 do jogo entre Brentford e Manchester United quando Ralf Rangnick decidiu tirar Cristiano Ronaldo de campo.

Embora os red devils estivessem a vencer por duas bolas, o internacional português não se mostrou satisfeito com a decisão e as câmaras televisivas apanharam vários momentos em que Ronaldo aparecia a discutir com os colegas de equipa, enfurecido pela decisão.

Na flash interview logo após o jogo, Ralf Rangnick justificou a escolha de tirar Ronaldo de campo com a necessidade de gerir a condição física do jogador de 36 anos.

Já na conferência de imprensa, o técnico do Manchester United revelou algumas das palavras que o jogador lhe dirigiu.

“Ele disse-me ‘porquê eu? Por que me tiraste do campo?’. Eu disse-lhe que tinha de decidir a pensar na equipa. Talvez perceba quando um dia for treinador. Obviamente que não estava à espera que ele me desse um abraço depois de o ter tirado. Sei como pensam os goleadores e o que os motiva, mas eu tenho de pensar na equipa. Não tenho qualquer problema com o Cristiano”, disse Rangnick.

As reações à atitude do português não passaram ao lado da imprensa desportiva. Na rádio Talk Sport, o ex-futebolista Andy Townsend mostrou-se “realmente surpreendido com Cristiano Ronaldo”.

“A maior parte do tempo tudo gira em torno dele, mas não devia ser sempre assim. Há que finalizar o trabalho e garantir os três pontos”, disse o agora comentador desportivo.

“O que ele fez foi despropositado. O Rangnick ou um dos seus companheiros devia recriminá-lo publicamente depois do jogo, isso ia doer-lhe muito mais. O Cristiano deve pensar que a equipa não é só ele”, acrescentou, criticando o facto de não ter festejado o golo do 3-0.

Rio Ferdinand, antigo companheiro de equipa de Ronaldo no Manchester United, concordou com a decisão do treinador germânico e salientou que vai haver mais oportunidades para Ronaldo fazer golo.

O jornalista da BBC Phil McNulty foi um dos mais críticos à atitude do português: “A substituição era lógica, mas presentearam-nos com uma gama completa do dramatismo de Ronaldo, enquanto caminhava a passo de tartaruga, a sacudir a cabeça antes de travar uma luta bastante cómica com o casaco no banco. O seu ego proporcionou um espetáculo secundário completamente desnecessário para a vitória do United”.

“Foi uma exibição desnecessária do Ronaldo, que se acha maior do que o Manchester United. Não é uma boa atitude, este tipo de palhaçadas”.

Enquanto isso, o compatriota Bruno Fernandes protagonizou mais uma exibição de gala, com duas assistências para golo.

  Daniel Costa, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE