A partir de segunda-feira, eletrodomésticos vão ter novas etiquetas energéticas

As organizações não-governamentais ambientalistas saúdam as novas etiquetas energéticas, que entram em vigor esta segunda-feira, mas pedem “mais atenção” ao consumidor e “maior rapidez” na reclassificação de “mais produtos”.

Em comunicado, a cooligação Coolproducts, um grupo de mais de 20 organizações, entre as quais a Zero e a Quercus, co-liderado pela ECOS, que se dedica à área da normalização ambiental, e pela federação europeia das associações de ambiente (EEB), “dá as boas-vindas às novas etiquetas energéticas, que têm agora uma escala reclassificada”.

A partir desta segunda-feira, quatro diferentes tipos de aparelhos elétricos terão as suas etiquetas energéticas renovadas: máquinas de lavar loiça, máquinas de lavar roupa, frigoríficos e monitores (incluindo televisores).

Os produtos à venda nas lojas, físicas e online, passam a ter de exibir as novas etiquetas, com um prazo de 14 dias úteis para substituir as antigas.

“As etiquetas energéticas têm incentivado os consumidores a comprar produtos com maior eficiência energética desde há mais de 20 anos”, observam as organizações, considerando “fundamental” que os consumidores tenham acesso a essa informação.

As novas etiquetas energéticas usam uma escala simplificada de A a G, substituindo as categorias A+, A++ e A+++, que não permitia ao consumidor “fazer a distinção entre os [equipamentos] mais e os menos eficientes”.

Na opinião das organizações, “esta reclassificação, com o primeiro A vazio no início, irá permitir que ao longo do tempo surjam aparelhos mais inovadores e eficientes, efetivamente merecedores dos sinais positivos a seguir a esse A”.

Outra novidade é que as etiquetas passam a ter um código QR, que permitirá aos consumidores acederem a informações adicionais sobre os produtos.

“As novas etiquetas vão permitir poupar milhões de euros e reduzir milhões de toneladas de emissões de dióxido de carbono”, sendo, por isso, boas “para a carteira e para o planeta”, saúda a associação Zero, no comunicado.

Porém, os ambientalistas pedem “maior celeridade” e “mais ambição”, acreditando que “muito mais poderia ser alcançado”, nomeadamente se “rapidamente se atualizar para a nova escala todos os produtos de elevado consumo de energia, como ar condicionado, aquecedores e aspiradores de pó”.

Realçando que, “em média, as etiquetas energéticas ajudam cada família europeia a economizar até 285 euros por ano”, as organizações recordam que há 14 categorias de produtos que têm etiqueta energética obrigatória (eletrodomésticos, lâmpadas, ar condicionado, caldeiras).

  // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

RESPONDER

"A Escola de Atenas", quadro de Rafael Sanzio.

Ideias da filosofia grega podem ter-nos conduzido às alterações climáticas

Algumas das ideias defendidas por antigos filósofos gregos podem ter conduzido a civilização rumo às alterações climáticas. Incêndios florestais causados por ventos crescentes e um calor sem precedentes cercaram Atenas, Grécia, no verão passado, cobrindo os …

Vizela 0-1 Benfica | Milagre de São Rafa no último suspiro

A ressaca pós-goleada frente ao Bayern, na Liga dos Campeões, foi difícil para o Benfica. Os comandados de Jorge Jesus sentiram muitas dificuldades frente a um Vizela que sabia que o seu adversário iria patentear …

Otoniel, o camponês paramilitar (e criminoso mais procurado da Colômbia) foi capturado

O governo da Colômbia anunciou este sábado a captura do narcotraficante mais procurado do país, Dairo Antonio Úsuga (com a alcunha de 'Otoniel'), por quem os Estados Unidos ofereciam uma recompensa de cinco milhões de …

"Tratam as doentes como histéricas". O longo caminho da Medicina até levar a sério a dor feminina está a custar vidas

Muitos dos avanços na medicina tiveram apenas metade da população em conta. Para além da falta de representação das mulheres nos estudos médicos, a dor e os relatos das pacientes são muitas vezes desvalorizados nas …

Bloco faz ultimato: vota contra o OE se até 4ª feira o Governo "insistir em impor recusas"

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, avisou este domingo que o BE votará contra o orçamento se até quarta-feira “o Governo insistir em impor recusas onde a esquerda podia ter avanços”, mantendo, no …

Nova faca de madeira é três vezes mais afiada do que as de aço - e pode ser lavada após ser usada

Através do uso de métodos alternativos, uma equipa de cientistas criou uma nova forma endurecida da madeira que pode ser transformada em facas afiadas. A equipa da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, refere que as …

Áustria planeia confinar quem não estiver vacinado contra covid-19

O governo austríaco anunciou que, se ocupação de camas de Unidades de Cuidados Intensivos com pacientes covid-19 atingir nível crítico, pessoas não imunizadas poderão sair de casa apenas em casos excepcionais, como compras essenciais e …

"Deixa os homens cantar". Ex-paraquedistas vaiam e pedem demissão do ministro da Defesa

Centenas de ex-paraquedistas vaiaram e pediram hoje a demissão do ministro da Defesa e do Chefe do Estado Maior do Exército durante a cerimónia militar nas comemorações do Dia do Exército, em Aveiro. A iniciativa, que …

Portugal com mais quatro óbitos e 604 casos de covid-19

Portugal regista hoje mais 604 novos casos de covid-19 confirmados e quatro óbitos pela doença, assim como mais 243 pessoas recuperadas e menos internamentos em enfermaria e unidades de cuidados intensivos, segundo o boletim oficial. De …

Retrato de Monsieur Lavoisier e a sua esposa Marie-Anne-Pierrette Paulze.

Análise revela composição secreta debaixo de retrato de Lavoisier

Um icónico retrato do químico francês Antoine-Laurent de Lavoisier e da sua esposa, Marie-Anne, mostrou ter uma composição escondida debaixo dele. Antoine-Laurent de Lavoisier foi um químico francês fundamental para a revolução deste campo científico no …