Movimento impossível de Michael Jackson finalmente explicado

Em 1987, a inclinação anti-gravidade protagonizada por Michael Jackson durante o videoclip de “Smooth Criminal” foi tão sensacional que todos acreditaram que eram efeitos especiais. Mas o cantor repetiu o movimento impossível em concertos ao vivo. Agora, finalmente, a ciência explica o “truque” (mas também a extraordinária mestria do Rei da Pop).

Um grupo de médicos norte-americanos decidiu analisar, com a lupa científica, esse famoso movimento anti-gravidade de Michael Jackson, 31 anos depois de ter sido um sucesso com o lançamento do videoclip de “Smooth Criminal”.

A conclusão da investigação publicada no Journal of Neurosurgery: Spine, revela que Michael Jackson usava um misto de força física e um truque quase rudimentar – sapatos com presilhas especiais que seguravam o calcanhar do cantor no chão.

“Os bailarinos mais treinados, com muita força concentrada no abdómen, conseguem uma inclinação de 25 a 30 graus no máximo. Michael Jackson faz um movimento de 45 graus que desafia a gravidade e parece sobrenatural para qualquer espectador”, explica o médico Manjul Tripathi, do Instituto de Pós-Graduação de Educação Médica e Pesquisa em Chandigarh, na Índia, em declarações citadas pela BBC.

A equipa liderada por Tripathi, que é formada por neurocientistas especializados na coluna vertebral, estudou em detalhe o movimento, para perceber como é que o Rei da Pop conseguiu concretizá-lo.

Misto de truque e de habilidade

Uma pessoa comum que tente imitar o movimento notará que a maior parte da tensão feita, para conseguir a inclinação, está no tendão de Aquiles e nos tornozelos, em vez de estar nos músculos que sustentam a coluna.

Isto permite apenas um grau muito limitado de inclinação para a frente, mesmo para alguém que tenha capacidades atléticas semelhantes às do próprio Michael Jackson, explica à BBC um dos investigadores envolvidos na pesquisa.

Mas para conseguir a incrível inclinação de 45 graus, o cantor não contou apenas com a sua força e as suas célebres habilidades de dança e de controlo corporal. Parte do truque estava em sapatos adaptados para permitirem a fixação do calcanhar ao solo.

A abertura de uma fenda em forma de “V” em cada um dos saltos das solas possibilitou encaixar os sapatos numa espécie de engate no chão, permitindo ao bailarino girar e inclinar-se mais para a frente, para concretizar o movimento que desafia a gravidade.

Antes da invenção do calçado patenteado, Michael Jackson chegou a utilizar cabos de suporte com um aro em volta da cintura, para criar a ilusão da inclinação.

Depois, com a ajuda de dois colegas de Hollywood, inspirou-se nas botas dos astronautas norte-americanos que podem ser acopladas a um trilho fixo, quando caminham em gravidade zero.

Mas, mesmo com calçados especialmente projectados para o efeito e com o apoio do engate referido antes, o movimento é incrivelmente difícil de concretizar, exigindo muita força no tronco, nos músculos das costas e nos membros inferiores, concluíram os médicos.

“Vários fãs de Michael Jackson, incluindo os autores da pesquisa, tentaram copiar este movimento e falharam, magoando-se muitas vezes durante os seus esforços”, alertam, quase ironicamente, os investigadores.

As hipóteses de lesão no tornozelo são significativas“, avisa ainda Tripathi, realçando que é preciso ter “músculos fortes e um bom apoio em redor do tornozelo”, pois não se trata de “um truque simples”.

Apesar das dificuldades, há quem tenha conseguido replicar com alguma mestria – embora não com a mesma surpreendente inclinação – o movimento anti-gravidade de Michael Jackson, e que até explica, com um tutorial, como se pode conseguir.

ZAP // BBC

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Este xarila no último video tem um arzinho mesmo ridículo com aquelas sobrancelhazinhas depenicadas. Enfim… O Michael Jackson era realmente um prodígio impar, na dança pela positiva e na caixa das ideias pela negativa.

  2. Desde quando é que isto é novo!! O truque já é conhecido há mais que anos, tanto é conhecido que o passo estava patenteado pelo Michael..

    • Exacto!…
      Isto já é conhecido há muitos anos, mas pegar num vídeo de 2009 para o colocar numa “notícia” de 2018 com o título “finalmente”, é mesmo o cúmulo do disparate!…
      A BBC já viu melhores dias e, já não bastava o lixo que é boa parte dos media brasileiros, foram juntar-se à festa…. o pior é ver o ZAP a importar esse lixo para cá!…

      • Caro Eu! (e Miguel)
        Apesar de o artigo ter um vídeo de 2009 que ilustra o movimento de MJ em 1987, a notícia é acerca de um estudo científico publicado há 3 dias, a 22 e Maio, na revista Journal of Neurosurgery: Spine, cujo link no texto parece ter passado despercebido.
        A ciência é feita todos os dias de coisas que já se sabia, mais ou menos ou por alto, ou que se suspeitava há décadas, mas que alguém agora comprova ou explica o como ou o porquê.
        Mas claramente, mesmo que assim não fosse, o ZAP assume com naturalidade e sem problemas o papel de contar, a um número frequentemente grande de leitores interessados, coisas que 1 ou 2 dos nossos leitores mais atentos conhecem há anos.
        E nunca esconderemos dessa aparente maioria de nossos leitores uma noticia, que invariavelmente afinal lhes interessava, apenas porque não é novidade para os nossos dois leitores que já sabem tudo.

        • Ok tudo bem, mas tendo em conta que isto (o encaixe dos sapatos) já é amplamente conhecido (daí o vídeo ser de 2009, etc), o uso de “finalmente explicado” no titulo é, no mínimo, exagerado!…
          Realmente eu não tinha reparado no link, mas fui ver e não é nenhum estudo ou investigação; é apenas um artigo explicativo da fisiologia humana, aplicado ao famoso movimento de dança do MJ!

            • Penso que quase todas as pessoas que conheciam e seguiam de alguma forma o percurso do MJ, já há muito que conheciam o truque do encaixe dos sapatos!…
              Mas, posso estar enganado…

RESPONDER

Governo está "preparado" para estender moratórias (e não só)

Esta terça-feira, em entrevista à TVI, o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital disse que o Governo está "preparado para estender as moratórias bancárias" e lançar novas linhas de crédito. Pedro Siza Vieira, …

Açores vão dar incentivo financeiro a quem fizer teste da covid-19 antes de visitar região

O presidente do Governo dos Açores anunciou esta terça-feira que será criado um “incentivo financeiro” para compra de bens ou serviços na região a quem pretender deslocar-se ao arquipélago e fizer o teste de covid-19 …

Venezuela apela à denúncia de pessoas com sotaque estrangeiro no país

O Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), o partido do Governo do Presidente, Nicolás Maduro, apelou na terça-feira aos venezuelanos que informem sobre a presença no país de pessoas com sotaque estrangeiro. O pedido foi feito …

A radiação do seu telemóvel pode estar a matar insetos

Um novo estudo sugere que a radiação dos telemóveis pode ter contribuído para o declínio dramático das populações de insetos na Europa nos últimos anos. A radiação eletromagnética dos telemóveis e as redes Wi-Fi podem ser …

A água é, em simultâneo, dois líquidos num só

O super-resfriamento da água líquida a temperaturas mais baixas do que as alcançadas anteriormente revelou novas evidências de que a água pode existir como dois líquidos diferentes ao mesmo tempo. Uma equipa do Pacific Northwest National Laboratory …

Descoberto novo tipo de planeta no Deserto Neptuniano. Tem um "ano" que dura 19 horas

Uma equipa de cientistas da Universidade do Chile acaba de descobrir um novo tipo de exoplaneta, com um período orbital de 19 horas. Em comunicado, a equipa precisa que o planeta, batizado de LTT 9779 …

Veneno de tarântula pode ser benéfico no tratamento de dores viscerais

Uma equipa de investigadores australianos identificou dois peptídeos do veneno da tarântula, que podem ajudar a aliviar dores em órgãos do sistema digestivo. Há algum tempo que os cientistas investigam a funcionalidade do veneno em doenças, …

Cientistas propõem reciclar beatas de cigarro para fazer tijolos

Os cientistas afirmam que se apenas 2,5% dos tijolos produzidos em todo o mundo, anualmente, incluíssem 1% de beatas, seria possível reciclar todas as pontas de cigarro a nível global. Um grupo de investigadores da Escola …

Taxa de natalidade desce quase um terço em cidade chinesa

As autoridades chinesas reconheceram oficialmente que a taxa de nascimentos em Xinjiang, cidade situada no noroeste da China, desceu quase um terço em 2018, comparada com o ano anterior. De acordo com a CNN, o governo …

Dynetics revela o módulo lunar do programa Artemis (incluindo o interior)

A empresa norte-americana Dynetics revelou, no dia 15 de setembro, um modelo em escala real do módulo lunar especialmente projetado para levar os astronautas da NASA à Lua já em 2024, como parte do programa …