Merkel e Schulz prometem “nova política” no início das conversações para formar Governo

European Parliament / Flickr

Angela Merkel e Martin Schulz.

No início das negociações para formar Governo, a chanceler alemã Angela Merkel e o chefe dos sociais-democratas Martin Schulz prometeram, esta segunda-feira, “uma nova política” na Alemanha.

Este domingo, começaram os cinco dias de conversações exploratórias para avaliar se a União Democrata-Cristã (CDU), da chanceler Angela Merkel, a União Social-Cristã (o partido-gémeo da CDU na Baviera), e o Partido Social-Democrata (SPD) têm possibilidade de formar uma nova “grande coligação“, uma espécie de bloco central.

“Não podemos continuar como antes, os tempos mudaram e esta nova época apela a uma nova política”, declarou, no final do primeiro dia de discussões em Berlim, um responsável do Partido social-democrata (SPD), Lars Klingbeil.

Os contactos entre os conservadores de Merkel (CDU), os seus aliados bávaros da CSU e o SPD para a eventual formação de um governo de coligação devem prolongar-se até quinta-feira, após as três formações terem manifestado compromisso por “um novo estilo político” no país, e após a emergência da extrema-direita nas eleições de setembro.

O resultado das últimas eleições legislativas, assinaladas pelo recuo dos partidos tradicionais, não permitiu a formação de uma maioria no Bundestag (parlamento). Nas eleições de 2013 os dois grandes partidos (CDU/CSU do centro-direita, SPD do centro-esquerda) tiveram 67% dos votos, mas em 2017 tiveram apenas 53,4%.

Segundo o Público, este tipo de coligação implica a necessidade de consensos entre os dois blocos, deixando pouco espaço à oposição e dando a ideia de que não há posições políticas diferentes. Este estilo de governação é encarado como se fosse um executivo de gestão, sem grandes reformas.

Ainda assim, avança o Público, a economia não deixa de dar notícias positivas, tendo a Alemanha registado, na semana passada, um recorde de baixo desemprego.

Depois de uma vitória pouco convincente, a chanceler Angela Merkel, no poder há 12 anos, e a sua área democrata-cristã tentaram de início uma aliança com os liberais e os ecologistas, mas sem sucesso.

Agora, Merkel apenas tem a possibilidade de garantir uma coligação maioritária com os sociais-democratas do SPD, com quem já governou no anterior executivo (2013-2017), e que continua a gerir os assuntos correntes do país.

As negociações preveem-se particularmente difíceis, em particular devido às divergências sobre a política migratória ou a Europa entre a CSU e o SPD.

Em relação às conversas exploratórias, os partidos concordaram em não dar informações aos media até ao final das mesmas, previsto para quinta-feira. De acordo com uma sondagem, uma ligeira maioria de inquiridos (53%) acredita que o próximo governo vai mesmo ser de “grande coligação”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Ciência explica porque é que alguns cheiros desencadeiam memórias fortes

O cheirinho de pão acabado de sair do forno pode, por exemplo, funcionar como um portal do tempo, levando-nos de volta àquele pequeno café em Paris que visitámos há alguns anos. Os cheiros têm a capacidade …

Quase 40% dos americanos com dificuldades financeiras. Doar sangue é a sua maior receita

A economia dos Estados Unidos (EUA), considerada uma das maiores do mundo, permitiu avanços sociais e tecnológicos inestimáveis. Contudo, atualmente, cerca de 40% dos norte-americanos afirmam ter dificuldade em pagar por comida, por habitação, por …

"Políticos devem ser colocados contra a parede". Greta pede desculpa

A ativista do clima Greta Thunberg pediu desculpa por ter dito que os políticos devem ser colocados “contra a parede”, após diversas pessoas terem considerado que a jovem estava a defender a violência. A sueca de …

Carnaval belga retirado da lista de Património Imaterial da UNESCO após queixas de antissemitismo

As festas da cidade de Aalst, na Bélgica, foram retirada da lista do Património Imaterial da Humanidade, depois de a UNESCO ter sancionado a presença de carros carnavalescos contendo imagens antissemitas. O presidente da Câmara …

Conselho de Ministros aprova proposta de OE2020 (e foram quase 10 horas de reunião)

O Conselho de Ministros aprovou hoje a proposta de Orçamento do Estado para 2020, dez horas depois de a reunião extraordinária ter começado, anunciou hoje o primeiro-ministro na sua página na rede social Twitter. "O Conselho …

Nova espécie de baleia mostra como este animal evoluiu para conseguir nadar

Cientistas descobriram uma nova espécie de baleia, que existiu há 35 milhões de anos, que pode dar novas pistas sobre como as baleias evoluíram para conseguir nadar. De acordo com a revista Newsweek, os investigadores analisaram …

Casal separado após sobreviver a Auschwitz reencontra-se 72 anos depois em Nova Iorque

Em 1944, David Wisnia e Helen "Zippi" Spitzer eram dois prisioneiros judeus e secretamente namorados que, miraculosamente, conseguiram sobreviver ao campo de concentração nazi Auschwitz, na Polónia. Porém, no final da guerra, foram separados depois de …

Benfica 4-0 Famalicão | Pizzi entrega saco cheio de Natal

O Benfica terminou o seu ano de Liga NOS com mais uma vitória, de novo por 4-0, tal como havia acontecido na anterior partida no Estádio da Luz, ante o Marítimo. Desta vez frente ao …

Morreu o ator Danny Aiello

Morreu esta quinta-feira, em Nova Jérsia, o ator Danny Aiello, que recordamos pelos seus muitos êxitos dos anos 80. Tinha 86 anos. "É com profunda dor que comunicamos que Danny Aiello, amado marido, pai, avô, ator …

Videojogo chinês incita jogadores a atacar os "traidores" em Hong Kong

Há um novo videojogo que está a ganhar popularidade na China. Chama-se "Fight the Traitors Together" e permite que os jogadores ataquem manifestantes de Hong Kong. No jogo, os jogadores podem bater nos manifestantes pró-democracia, sendo …