Médica condenada no caso da morte do maestro Correia Martins

A médica Helena Andrade foi hoje condenada a oito meses de prisão, com pena suspensa, pelo crime de homicídio negligente, na forma simples, do maestro Fernando Correia Martins.

A suspensão da pena, por um ano, fica subordinada ao pagamento de 2.500 euros à Casa do Artista.

Os restantes dois arguidos, Natacha Paleta Nunes e Carlos Armindo Fernandes – ambos operadores do INEM – foram condenados a penas de multa pelo mesmo crime.

Natacha Nunes foi condenada a 240 dias de multa, a seis euros/dia, enquanto Carlos Armindo foi condenado a 200 dias de multa, a oito euros/dia.

Quanto ao pedido cível no processo, o Juízo Criminal de Lisboa determinou pagamentos de 40 mil e 25 mil euros, repartidos pela seguradora Axa, INEM e arguidos, que terão de ser pagos à viúva do maestro, Olívia Correia Martins.

Nas alegações finais, o Ministério Público pediu a condenação dos três arguidos, mas sem quantificar a pena de prisão que podia ir até três anos.

Na acusação levada a julgamento, o Ministério Público deu como provado que a morte do maestro, ocorrida em 2009, se ficou a dever à falta de auxílio médico adequado, após a sua mulher, Olívia, ter feito vários telefonemas para o 112 a pedir auxílio e transporte do INEM, tendo os operadores dito para chamarem os bombeiros.

Hoje, na leitura da sentença, o juiz deu como provado decisões tomadas de “forma incorrecta” neste caso de emergência médica e lembrou o “dever genérico de auxílio dos profissionais do INEM”, actividade essa que, disse, “comporta risco”.

O tribunal deu como provado que alguns dos comportamentos dos arguidos contribuíram para um “claro aumento ou incremento do risco” de morte do maestro, que chegou a relatar ter dores fortes no peito.

No final da sessão, Filipe Mimoso de Freitas, advogado de Helena Andrade, mostrou-se “espantado” com o veredicto, tendo em conta a prova que foi feita em julgamento, criticando sobretudo a atitude do Ministério Público (MP) neste processo.

Revelou que o MP chegou a propor à médica, na fase de inquérito, a suspensão provisória do processo, mediante trabalho a favor da comunidade, mas como isso seria a aceitação de responsabilidades a sua constituinte, recusou.

Não tendo ficado “satisfeito” com a decisão, Mimoso de Freitas anunciou que vai recorrer da sentença. Admitiu que a médica, que trabalha há cerca de 20 anos no INEM, está “arrasada” com a decisão hoje tomada.

A viúva do maestro declarou também aos jornalistas não ter ficado satisfeita com a sentença, mas por motivos diversos, já que entende que a pena deveria ter sido mais pesada para os arguidos. Disse também pretender recorrer da decisão, no sentido de obter um agravamento da sentença hoje proferida.

Fernando Correia Martins esteve ligado ao Teatro de Revista e a diversos Festivais da Canção. A sua participação mais conhecida na Eurovisão aconteceu em 1991, quando desempenhou a função de maestro da canção “Lusitana Paixão”, interpretada por Dulce Pontes.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Evento raro". Nasceu uma baleia-branca no maior aquário do mundo (e o momento foi gravado)

Whisper, uma baleia-branca de 20 anos, deu à luz uma cria saudável em 17 de maio após uma gravidez de 15 meses, marcando a chegada do mais novo cetáceo do Georgia Aquarium, numa altura em …

Telemóveis são uma ferramenta poderosa contra a desigualdade de género em África

Ao dar às mulheres acesso a informação que, de outra forma, era quase impossível de obter, os telemóveis estão a salvar e a transformar vidas. De acordo com o site IFLScience, o estudo responsável por esta …

Desde março, morreram mais de 100 elefantes no Botsuana. Ninguém sabe porquê

As autoridades do Botsuana estão a investigar a morte de 110 elefantes na região do Delta do Okavango desde março, anunciou esta semana o Ministério do Meio Ambiente, Conservação de Recursos Naturais e Turismo daquele …

Um robô aprendeu a fazer uma omelete. E ficou melhor do que o esperado

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, treinou um robô a preparar uma omelete. Para os investigadores, avaliar se um robô cozinhou uma refeição com sucesso é uma fonte interessante de …

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …