Manifestantes exigem em Lisboa libertação de Lula e “verdadeira justiça”

Antonio Lacerda / EPA

Cerca de uma centena de manifestantes concentraram-se no domingo no Largo Camões, em Lisboa, no dia em que o ex-presidente brasileiro Lula da Silva cumpre um ano de prisão, para exigirem a sua libertação e “verdadeira justiça”.

“A situação de Lula já não tem muita coisa para dizer. Já está há um ano na prisão por uma condenação por factos indeterminados e isso é vergonhoso para a democracia brasileira e também para a democracia no mundo”, disse à agência Lusa, citada pelo Diário de Notícias, Ivone Santos, dirigente do Partido dos Trabalhadores (PT), em Lisboa.

No mesmo dia, apoiantes do ex-presidente brasileiro realizaram uma campanha designada “Lula Livre” em várias cidades do Brasil e em mais de 40 cidades no mundo para mostrarem a sua indignação.

Concentrados no Largo Camões, em Lisboa, numa atmosfera colorida a vermelho, amarelo, preto e branco, com bandeiras e cartazes e o busto de Lula na base da estátua de Camões a “olhar para o Chiado”, os apoiantes de Lula gritavam: “Lisboa, Portugal, Lula Livre, Lula Livre!” e “Lula Guerreiro – Povo Brasileiro!”.

Na ocasião, Ivone Santos afirmou que o ex-presidente Lula da Silva “corre sérios riscos se continuar preso”, de uma forma que qualificou de “escandalosa”.

E prosseguiu: “Nós, do partido, através do Comité Internacional “Lula Livre” estamos a fazer esta campanha (…) para mostrarmos a nossa indignação pela prisão de Lula”.

“Não faz sentido e não tem cabimento [Lula] estar a passar por estas condições”, lamentou, lembrando que a campanha serve para “apelar à comunidade portuguesa e a entidades partidárias e não partidárias para que ajudem nesta luta e que se faça justiça, até porque, até ao momento, não encontraram provas”, além de que quem julgou o ex-presidente Lula “tinha interesses concretos”.

Ivone Santos referia-se a Sérgio Moro, atual ministro da Justiça brasileiro, que conduziu os processos da operação “Lava Jato”.

Presente na concentração, a deputada comunista Rita Rato disse à Lusa que o PCP “esteve desde a primeira hora solidário com o processo antidemocrático que teve início com o golpe que visou a destituição da presidente Dilma Rousseff”.

Realçou ainda que o PCP esteve também solidário contra “a prisão injusta” de Lula da Silva e que continua solidário com “a luta que hoje se trava pela sua libertação, mas também em defesa dos direitos democráticos que estão [hoje] profundamente ameaçados no Brasil”.

Rita Rato explicou que a presença do PCP na concentração foi de solidariedade pela libertação de Lula da Silva e igualmente pela “retoma dos valores democráticos”, pela defesa dos direitos dos trabalhadores, que estão hoje profundamente ameaçados” no Brasil com “a proposta de revisão da previdência” e de outros ataques que “estão em curso” e que terão no PCP “uma força de resistência e solidariedade”.

Anelice Mello Rose, arquiteta brasileira de 56 anos, residente na Holanda, esteve presente na manifestação por considerar “super importante mostrar às pessoas que estão na Europa e no mundo o que está a acontecer no Brasil, essa injustiça com o Lula, e com a política que ele fez nos últimos anos”.

“Com o golpe com Dilma e com o Lula isto demonstra que estamos a viver num Estado autoritário, uma democracia autoritária”, salientou.

Já Diogo Pedrosa, de 38 anos, cientista informático, indicou que decidiu apoiar o protesto porque “Lula é um preso político que merece todo o apoio da população brasileira e do mundo, porque foi julgado de forma totalmente enviesada e injusta”. “Eles tinham o objetivo de condená-lo e procuraram alguma justificação, alguma desculpa para que pudessem condená-lo e os juízes não fizeram justiça”, acrescentou.

No dia em que se assinala um ano da sua prisão,  Lula da Silva publicou um texto de opinião na Folha de São Paulo, em que diz que está “preso injustamente” e “acusado e condenado por um crime que nunca existiu”.

“Cada dia que passei aqui fez aumentar a minha indignação, mas mantenho a fé num julgamento justo em que a verdade vai prevalecer. Posso dormir com a consciência tranquila da minha inocência. Duvido que tenham sono leve os que me condenaram numa farsa judicial”, realçou.

O antigo governante referiu ainda que o que mais o angustia, contudo, “é o que se passa com o Brasil e o sofrimento do povo”, e lembra que para lhe imporem “um juízo de exceção romperam os limites da lei e da Constituição, fragilizando a democracia”.

Lula da Silva foi condenado a 12 anos e 11 meses de prisão num caso em que a Justiça Federal considerou-o culpado de crimes de corrupção ligados a uma quinta em Atibaia.

TP, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Ex-funcionária da Google alerta para a produção de robôs assassinos que podem despoletar uma guerra

A Google pediu a Laura Nolan para reforçar os drones militares dos EUA. Recusou e demitiu-se. Agora, alerta para o perigo destas armas que podem originar uma guerra. Cerca de um ano depois de se ter …

Boris Johnson comparou o Reino Unido ao Hulk (e ele não gostou)

Há 12 anos que o ator Mark Ruffalo encarna Hulk, uma das mais célebres personagens da Marvel, no cinema. Agora, decidiu pronunciar-se sobre o Brexit, depois de Boris Johnson ter evocado Hulk. Para o primeiro-ministro, o …

Família encontrou mais de 2.200 fetos preservados em casa de médico norte-americano

Uma família encontrou mais de 2.200 fetos preservados na casa de um médico norte-americano que morreu no início deste mês. O The Guardian avançou este domingo que uma família encontrou 2.246 fetos preservados em casa de …

Mais plástico e menos peixe. Explorador britânico teme pelo mar português

Farto de ver cada vez mais plástico e menos peixe no oceano, o veterano explorador e documentarista britânico Paul Rose defende que Portugal deve criar mais áreas marinhas protegidas. Paul Rose, que mergulha desde os anos …

Há 10 anos, Banksy pintou chimpanzés no Parlamento inglês. Agora, o quadro vai a leilão

Em 2009, o artista de rua conhecido como Banksy pintou uma enorme tela a óleo do parlamento inglês, mas em vez de deputados os tribunos eram chimpanzés. Banksy pintou o quadro, com quatro metros de comprimento, …

Tempestade em Espanha derrubou palmeira que era Património da Humanidade

A queda de "La Centinela", a árvore mais alta do conjunto que a Unesco classificou como Património da Humanidade desde 2000, está entre os danos materiais causados pela passagem da "gota fria" - um fenómeno …

Dador de esperma teve 12 filhos com autismo (e foi processado)

Danielle Rizzo tem dois filhos autistas, um com seis anos e outro com sete. Ambos foram concebidos com recurso a um dador anónimo. Há três anos, Rizzo descobriu que estes fazem parte de uma "família" …

Em Hollywood, os homens ganham mais 1 milhão de dólares do que as mulheres

Uma equipa de economistas analisou o salário de 246 atores e atrizes e concluiu que as mulheres ganham em média menos 56% do que os homens na indústria cinematográfica, pelos mesmos papéis. A diferença média entre …

"O primeiro passo para salvar o planeta é eleger outro presidente dos EUA"

John Kerry esteve em Lisboa para o encerramento da conferência "O Futuro do Planeta". O ex-secretário de Estado de Barack Obama lembrou que na luta para salvar a Terra, "não estamos a ganhar". John Kerry começou …

Gibraltar dissolve o parlamento e convoca eleições antes da data do Brexit

O chefe do governo de Gibraltar dissolveu esta segunda-feira o parlamento e convocou eleições para 17 de outubro, com o objetivo de preparar este território britânico situado no extremo sul de Espanha para o Brexit, …