Magnetares podem estar por trás de explosões rápidas de rádio

Um magnetar é um tipo de estrela de neutrões, que os cientistas acreditam ter um campo magnético extremamente poderoso. Agora, um novo estudo sugere que podem ser a fonte de algumas explosões rápidas de rádio.

Embora muitas pesquisas tenham como objetivo explicar o misterioso fenómeno das explosões, a fonte destas permaneceu indefinida até agora e o assunto é alvo de algum debate.

Em 28 de abril de 2020, uma equipa de aproximadamente 50 elementos detetou uma explosão de rádio excecionalmente intensa proveniente de um magnetar próximo localizado na Via Láctea.

Agora, num estudo publicado na Nature, os investigadores mostram que a intensidade de uma explosão de radio (Fast Radio Bursts) foi três mil vezes maior do que a de qualquer magnetar medido até agora, dando peso à teoria de que um magnetar pode estar na origem de pelo menos alguns FRBs.

“Uma explosão tão intensa vinda de outra galáxia seria indistinguível de algumas explosões de rádio rápidas, então isso dá peso à teoria que sugere que magnetares poderiam estar por trás de pelo menos alguns FRBs”, refere a co-autora Pragya Chawla, estudante do departamento de física da Universidade McGill.

As explosões rápidas de rádio foram descobertas há mais de uma década. Os astrónomos descobriram que algumas dessas explosões de alta intensidade – mais intensas do que a energia gerada pelo sol ao longo de milhões a bilhões de anos – se repetem.

Uma teoria levantou a hipótese de que estes sinais seriam provenientes de magnetares extra galácticos, ou seja, estrelas jovens de neutrões extremamente magnéticas que ocasionalmente disparam para libertar enormes quantidades de energia.

Contudo, “até agora, todos os sinais de rádio que os telescópios conseguiram detetar estavam em outras galáxias, o que torna bastante difícil de os estudar detalhadamente”, diz o co-autor Ziggy Pleunis.

O cientista acrescenta que “para além disso, a teoria magnetar não foi apoiada por observações na nossa própria galáxia”.

No entanto, “dado às grandes lacunas na energia e na atividade entre as fontes de explosões de rádio mais brilhantes e ativas, talvez magnetares mais jovens, mais energéticos e ativos sejam necessários para explicar todas as observações de FRB”, sublinha Paul Scholz do Instituto Dunlap de Astronomia e Astrofísica na Universidade de Toronto.

A prova definitiva de uma origem magnetar para alguns sinais rádio viria da deteção simultânea de uma explosão extragaláctica e de uma explosão de raios-X, diz o Futurity.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Relatório do Novo Banco estilhaça PSD. Pinto Luz sai em defesa de Passos Coelho e critica Rui Rio

Esta quarta-feira, Miguel Pinto Luz, vice-presidente da Câmara Municipal de Cascais, deixou duras críticas ao atual líder do PSD depois de o partido ter aprovado o relatório que acusa o Governo de Pedro Passos Coelho …

Cientistas "encontraram" a válvula de Nikola Tesla nos intestinos de tubarões

Cientistas descobriram que os intestinos de tubarões funcionam de forma semelhante à famosa válvula unidirecional de Nikola Tesla, criada há mais de 100 anos. Pela primeira vez, cientistas fizeram exames 3D de intestinos de tubarão para …

Recolher obrigatório, limitação horária nos restaurantes e restrições por concelho podem acabar hoje

Na reunião de terça-feira no Infarmed, os peritos concluíram haver condições para começar a aliviar algumas das medidas restritivas em vigor. Em Conselhos de Ministros, que se irá realizar hoje, o Governo irá definir novas …

Alerta de tsunami no Alasca depois de sismo de magnitude 8.2

A península do Alasca, a oeste dos Estados Unidos, foi atingida por um sismo de magnitude 8.2 na noite de quarta-feira (7h15 de quinta-feira em Lisboa) e já foi lançado um alerta de tsunami na …

Conselho de Ministros reúne-se para discutir próximos passos no desconfinamento

O Conselho de Ministros reúne-se esta quinta-feira para decidir os próximos passos no processo de abertura do país, dois dias depois de especialistas terem sugerido a evolução das medidas de restrição de acordo com a …

Capacete magnético mostra-se eficaz na redução de tumor cerebral

O diagnóstico de um cancro é sempre complicado, mas há partes do corpo onde a presença da doença pode ser mais ameaçadora. É o caso do glioblastoma, um tipo de cancro cerebral, que se não …

Engenheiros japoneses fizeram levitar objectos com "armadilha acústica"

Engenheiros japoneses descobriram uma forma de fazer pequenos objectos levitar usando apenas ondas sonoras, o que pode ser um passo importante para a tecnologia. A engenharia biomédica, o desenvolvimento de farmacêuticos e a nanotecnologia podem vir …

Juno fez a maior aproximação a Ganimedes das duas últimas décadas (e as imagens são de cortar a respiração)

A NASA divulgou, recentemente, um vídeo da sonda Juno a passar por Júpiter e Ganimedes, uma das suas luas. As imagens são de cortar a respiração. Juno visitou Ganimedes em junho. As imagens foram captadas no …

Homicídio com 32 anos resolvido com a menor amostra de ADN de sempre

Um caso de homicídio ocorrido há 32 anos, que muitos consideraram impossível de ser resolvido, foi finalmente desvendado (e tudo graças à amostra de ADN mais pequena de sempre usada para decifrar um caso). De acordo …

Braços robóticos controlados remotamente podem vir a realizar cirurgias delicadas

Um equipa de investigadores está a trabalhar para eliminar movimentos rígidos nos braços robóticos, de modo a torná-los mais ágeis. O objetivo é que no futuro estes possam empilhar pratos ou até realizar cirurgias delicadas. Os …