Luanda já não é uma das cidades mais caras do mundo

José Sena Goulão / Lusa

A capital angolana já não é das cidades mais caras do mundo, avança o Jornal de Angola esta segunda-feira. No topo das cidades mais caras do mundo estão três destinos: Paris, Singapura e Hong Kong são líderes conjuntos na Pesquisa de Custo de Vida Mundial da Economist Intelligence Unit (EIU) 2019.

A capital francesa, que é presença assídua no top 10 deste ranking desde 2003, subiu de posição este ano. Por sua vez, a quarta cidade mais cara do ano passado, Hong Kong, subiu três posições, levando a um empate no topo pela primeira vez, numa lista liderada também por Singapura.

Lisboa aparece na segunda metade da tabela na 82ª posição. Face a 2018, a capital portuguesas subiu quatro lugares no ranking da EIU, que teve em conta os custos médios de 150 bens em 133 cidades de todo o mundo.

De acordo com o diário angolano, esta listagem é amplamente dominada por cidade asiáticas e europeias que têm os custos de vida mais caros.

O ranking analisa os preços de serviços e produtos, como habitação, transportes ou do pão, em 133 cidades, tendo como referência o custo de vida em Nova Iorque.

A cidade japonesa de Osaka subiu seis posições e agora divide o quinto lugar com Genebra, na Suíça. Por sua vez, Nova Iorque e Los Angeles são as únicas cidades norte-americanas no top 10, com a Big Apple a subir seis posições para o 7.º lugar, que divide com Copenhaga, na Dinamarca. Los Angeles e Tel Aviv, em Israel, repartem o 10º lugar.

Lisboa aparece a par de Praga, a capital checa, na 82º posição, logo atrás de Atenas. Já Londres não aparece nas vinte primeiras posições. Está em 22º lugar, atrás, por exemplo, de Dublin (19ª), enquanto Manchester aparece na 51ª posição, devido à instabilidade causada pelo Brexit e do enfraquecimento da libra.

No outro extremo da lista, a capital da Venezuela, Caracas, é a cidade mais barata par se viver. Importa frisar que atualmente a cidade sul-americana vive uma grave crise política e económica. Seguem-se depois Damasco, a capital Síria, e Tachkent, no Uzbequistão, completando o top 3 das cidades menos caras.

A cidade de Tashkent também sofreu uma forte queda, caindo 19 lugares, estando em 131º, enquanto Moscovo perdeu 16 posições e está em 102º. A capital da Bulgária, Sofia, que subiu 29 posições, está em 90º lugar da lista, graças a um aumento no preço de alimentos e do sector do lazer.

Na Europa, as cidades suíças de Zurique e Genebra, na quarta e quinta posições, com Osaka, no Japão, têm os maiores custos em despesas domésticas, cuidados pessoais, lazer e entretenimento. A elevada classificação conjunta de Copenhaga e Seul (Coreia do Sul) deve-se à custos de transporte, recreação e cuidados pessoais.

A capital turca, Istambul, tornou-se bastante mais barata ao cair 48 lugares para a 120.º da lista. A queda deve-se, em parte, à desvalorização da lira turca.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

E depois de Cristas? CDS atira congresso de sucessão para 2020

A direção nacional do partido vai propor que o Congresso, que decidirá a liderança do CDS, seja apenas em janeiro, apesar de Assunção Cristas ter manifestado vontade de que fosse ainda este ano. O CDS-PP reúne …

Hong Kong. Deputados pró-democracia forçam Carrie Lam a discursar à porta fechada

A chefe do Executivo de Hong Kong foi esta quarta-feira obrigada a discursar à porta fechada, depois ter sido impedida de falar no parlamento por deputados pró-democracia, que exibiram cartazes e projetaram um vídeo. O discurso …

CP recebeu injeções de 1800 milhões de euros do Estado nos últimos três anos

Nos últimos três anos, o Estado fez 17 operações de reforço de capital na CP, na ordem dos 1,8 mil milhões de euros. Estes serviram principalmente para pagar dívidas da empresa a privados e ao …

Imposto Mortágua foi aplicado a 75 mil contribuintes

O novo escalão do Adicional ao IMI, que prevê a aplicação de uma taxa de 1,5% sobre o valor patrimonial dos imóveis que ultrapasse os dois milhões, chegou a 331 contribuintes. Ao todo, o imposto …

Preço da luz vai descer 18 cêntimos no mercado regulado

Os preços da eletricidade no mercado regulado vão voltar a descer em 2020, segundo a proposta avançada esta terça-feira pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE). Esta terça-feira, a ERSE propôs uma atualização em baixa de …

Portugal teve perdas fiscais de 900 milhões de euros por menor tributação do gasóleo

A tributação ao gasóleo é mais baixa do que os impostos à gasolina. A diferença entre os dois combustíveis leva a perdas de 900 milhões de euros ao Estado. Quem abastece um carro a gasóleo na …

Dulce Neto é a primeira mulher a presidir a um Supremo Tribunal português

A juíza conselheira toma posse, esta quarta-feira, como presidente do Supremo Tribunal Administrativo (STA), tornando-se na primeira mulher a ocupar o lugar cimeiro de um supremo tribunal em Portugal. Dulce Neto, de 58 anos, foi eleita …

Défice zero e mais crescimento. Previsões de Centeno para o OE2020 são de "elevado risco"

O Governo faz uma revisão das metas para 2020 no esboço do Orçamento de Estado para o próximo ano que enviou à Comissão Europeia, prevendo um aumento do crescimento económico e um saldo orçamental equilibrado, …

Conselho nacional do PSD pode ser atirado para novembro. Apoios a Rio e Montenegro equilibrados

Rui Rio mantém o silêncio sobre uma recandidatura a líder do PSD, o que está a ser visto como um condicionamento do partido, tendo também nas suas mãos o calendário interno. O conselho nacional para …

Varandas quer vender já em janeiro (e há três nomes em cima da mesa)

O Sporting deverá vender um jogador já no próximo mercado de transferências em janeiro. O dinheiro será destinado a renovações e a trazer um novo reforço para o ataque. Frederico Varandas continua a sua saga para …