Lisboa atrai cada vez mais jovens para começarem os seus negócios

A proximidade aos clientes e a facilidade com que se deslocam a outros pontos de Lisboa levam a que cada vez mais jovens iniciem negócios no centro da cidade, onde também dizem ser possível ter boa qualidade de vida.

O “bom tempo, a boa qualidade de vida e o baixo custo, que permite arriscar mais” foram decisivos para escolher Lisboa para começar a Uniplaces, em 2011, segundo Miguel Santo Amaro, um dos fundadores da empresa.

Desde a sua criação, a Uniplaces – portal de alojamento universitário que proporciona também serviços complementares – sempre esteve localizada no centro de Lisboa, primeiro num edifício da Rua da Prata, da Startup Lisboa, e agora no Bairro Alto.

Neste bairro boémio está presente o público-alvo, os alunos estrangeiros que vêm estudar para Lisboa, sendo uma das razões para fixar ali o escritório, explicou Miguel Santo Amaro.

Do lado do negócio, é vantajoso estar nesta zona por “estar perto do aeroporto” e pelo facto de os “clientes internacionais ficarem em hotéis perto do escritório”, enumerou.

A Muzzley – empresa que desenvolveu uma plataforma de interação com dispositivos domésticos ligados à internet – também esteve no mesmo edifício da Rua da Prata, mas, após ter crescido, fixou-se num escritório na Rua Áurea.

“Se estamos a jogar no campeonato global, que é criar tecnologia para o mundo, temos desafios globais”, sendo um deles o de atrair talentos para trabalhar em Lisboa, admitiu o cofundador da empresa Domingos Bruges, acrescentando que o centro tem benefícios como a “proximidade às empresas que também estão a começar”.

Tanto a Uniplaces como a Muzzley começaram na incubadora de empresas Startup Lisboa, apoiada pelo município, que já auxiliou mais de 200 empresas desde a sua criação, em 2012, o equivalente a mais de 600 postos de trabalho.

Atualmente estão incubadas perto de 100 empresas, grande parte de natureza tecnológica.

A Startup Lisboa permite ter rendas mais acessíveis, consultoria e orientação dos negócios, facilita o contacto com investidores estrangeiros e dá um “selo de qualidade” aos projetos, contaram os empreendedores.

Para a Mobiag, entidade gestora de uma rede de ‘carsharing’, “faz todo o sentido estar na Startup Lisboa”, na Rua da Prata, por serem uma empresa de tecnologia.

Além do apoio especializado, também conseguem ter o “centro de operações” perto do eixo central da rede, composto pelo Marquês de Pombal, Avenida da Liberdade e Baixa, segundo o vice-presidente da empresa, Rui Avelãs.

Vasco Moreira, da Followprice — que criou uma ferramenta para acompanhar os preços dos produtos em lojas ‘online’ — o centro de Lisboa é “muito mais dinâmico” do que parques tecnológicos como o Taguspark.

A Startup Lisboa tem outro edifício na Rua Castilho, com negócios de comércio e serviços, como a EasyOpen, que facilita a abertura de espaços comerciais.

Segundo um responsável pelo projeto, Ricardo Pires, a Startup Lisboa tornou “mais fácil o arranque do negócio”.

Acresce que estar no centro de Lisboa simplifica o contacto com os clientes de fora já que “toda a gente sabe onde é que isto fica”, apontou.

O holandês Frank de Brabander, representante da Pumpkin — portal que divulga eventos e atividades para famílias — assinalou a importância dos transportes públicos e o facto de poder “descobrir sítios novos” todos os dias.

Filipe Botto, cofundador da Yonest, que criou um iogurte grego artesanal, destacou a “boa sensação” de trabalhar na baixa, onde “ainda passam os elétricos e existem lojas e cafés típicos”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Campo magnético da Terra pode mudar 10 vezes mais rápido do que se pensava

As mudanças na direção do campo magnético da Terra podem ocorrer dez vezes mais rápido do que se pensava até então, sugerem novas simulações levadas a cabo por cientistas da Universidade de Leeds (Reino Unido) …

O buraco negro mais faminto do Universo engole por dia uma massa equivalente à do Sol

No centro do quasar mais brilhante já descoberto "mora" um dos maiores buracos negros que é também o mais "faminto" de todo o Universo: por dia, engole o equivalente à massa do nosso Sol. As …

Cientistas investigam estranho gelo cor-de-rosa num glaciar dos Alpes italianos

Uma equipa de cientistas anunciou esta segunda-feira estar a tentar averiguar a origem de gelo cor-de-rosa num glaciar nos Alpes italianos. O fenómeno deverá ser provocada por algas que aceleram os efeitos das mudanças climáticas. A origem …

Especialistas de 32 países alertam OMS: covid-19 também se transmite pelo ar

Numa carta aberta à Organização Mundial de Saúde, 239 cientistas pedem que a organização reveja as recomendações que tem emitido, alertando para o facto de a covid-19 poder transmitir-se pelo ar. Numa carta dirigida à Organização …

Moreirense 0-0 Sporting | Nulo em jogo de pólvora seca

A 30ª jornada fechou no Minho com um nulo entre Moreirense e Sporting, que continua sem derrotas sob o comando de Rúben Amorim. A formação leonina poderia muito bem ter vencido em Moreira de Cónegos, pois …

Armazém flutuante. A China está a guardar petróleo no mar (e já se sabe porquê)

A China está a guardar uma quantidade épica de petróleo no mar. De acordo com a CNN, o país comprou tanto petróleo estrangeiro a preços baratos que formou um congestionamento maciço de navios-tanque no mar, …

Peregrinos em Meca proibidos de tocar ou beijar a Caaba por causa da covid-19

Os muçulmanos que vão participar na peregrinação a Meca não poderão tocar ou beijar a Caaba nem a "pedra negra", presentes na Grande Mesquita, local considerado como um dos mais sagrados pelo Islão, informaram as …

Países Baixos continuam a abater milhares de martas. 20 quintas afetadas pela pandemia

Esta segunda-feira, as autoridades holandesas abateram milhares de martas em mais duas fazendas onde foram detetados surtos de covid-19. Esta segunda-feira, as autoridades abateram milhares de martas em mais duas fazendas, sendo agora 20 as quintas …

Cientistas criam robô para fazer testes à covid-19 (e proteger os profissionais de saúde)

O Korea Institute of Machinery & Materials (KIMM) desenvolveu um novo robô de coleta remota de amostras que elimina o contacto direto entre os profissionais de saúde e os pacientes, potencialmente infetados com o novo …

"Não use desodorizante". A peculiar estratégia de Berlim para promover o uso de máscaras nos transportes públicos

"Não use desodorizante". Esta é a peculiar campanha adotada pela empresa que controla os transportes públicos em Berlim, na Alemanha, para promover o uso correto de máscaras, evitando assim novos casos de covid-19.  Tal como escreve …