Jihadista português terá sido morto por míssil na Síria

Twitter

Mikael Batista, jihadista  português abatido na Síria

Mikael Batista, jihadista português abatido na Síria

O português Mikael Batista, que vivia em França e que combatia ao lado do Estado Islâmico, na Síria, terá morrido. Este luso-descendente de 23 anos terá sido abatido durante uma operação militar da coligação internacional liderada pelos EUA.

A morte de Mikael Batista ainda não foi oficialmente confirmada pelas autoridades portuguesas, mas a sua esposa, Raheeq Makhtoum, revelou à revista Sábado que ele terá sido “abatido por um míssil da aviação internacional”, na segunda-feira à noite.

Raheeq Makhtoum disse ainda à mesma publicação que o jihadista, que tinha dupla nacionalidade portuguesa e francesa, tinha ido para a zona de Kobane há “uma semana”, juntamente com mais 15 combatentes do Estado Islâmico oriundos de França.

“Eles foram para lá dispostos a não voltar. Estavam decididos a morrer pela causa de Alá, com a intenção de matar e de serem mortos”, afiança a esposa do jihadista português citada pela Sábado.

Várias contas do Twitter associadas ao Estado Islâmico estão também a avançar a morte de Mikael Batista e a esposa fez questão de lhe deixar uma mensagem de despedida, através desta rede social.

“O meu coração está partido, mas eu sei onde te reencontrar. Encontro marcado no Paraíso, meu amor. Tenho muita pressa. Que Alá te aceite”, aponta Raheeq Makhtoum no seu perfil do Twitter.

Mikael Batista estudava desporto na Universidade Paris-Est Créteil, antes de ter viajado para a Síria para se juntar ao Estado Islâmico. Oriundo de uma família de emigrantes portugueses em França, naturais de Trás-Os-Montes, onde passava habitualmente as suas férias de Verão, o jovem confessou, numa entrevista ao Expresso, que o que mais apreciava na sua nova vida na Síria era “treinar e matar“.

SV, ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. É errónea a ideia de que hajam ou tenham havido jihadistas portugueses. São também raros, em proporção, o caso de luso-descendentes que tenham participado em tais atrocidades. Ainda assim seriam “luso-descendentes” isto é, nascidos, criados e educados em solo nao português e que agiram por influência do meio sócio-político, sem qualquer inferência da sua luso-descendência. O português, é por natureza pacífico e avesso a conflitos. É por isso profundamente injusto “colar” a Portugal e aos portugueses esses adjectivos, de todo inapropriados. Nem nos parece que seja motivo de regojizo ou algo de que nos devamos orgulhar ainda mais sendo uma grosseira e abusiva inverdade mediatizada. Je suis juste !

RESPONDER

"Navio fantasma" dá à costa na Irlanda depois de mais de um ano à deriva

Um "navio fantasma" abandonado, que esteve mais de um ano à deriva, apareceu agora na costa de Ballycotton, uma vila costeira no condado de Cork, na Irlanda. Segundo o Irish Post, o navio MV Alta, de 77 metros …

12.º caso suspeito de coronavírus em Portugal deu negativo

O mais recente caso suspeito de coronavírus deu negativo, anunciou, esta terça-feira, a Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com a Direção-Geral da Saúde, citada pelo jornal online Observador, a criança regressada da China que foi …

Vinte governadores brasileiros assinam carta com críticas a Bolsonaro

Vinte dos 27 governadores do Brasil subscreveram esta terça-feira uma carta dirigida ao Presidente do país, Jair Bolsonaro, que acusam de falta de diálogo, criticando também algumas das suas declarações públicas. "Recentes declarações de Jair Bolsonaro …

Super Bock e Sagres aliam-se em campanha contra o racismo

As duas marcas de cerveja aliaram-se numa campanha contra o racismo, depois do episódio ocorrido, no passado domingo, com Moussa Marega, no Estádio D. Afonso Henriques. "Contra o racismo, não há rivais" é o mote da …

Conselho de Disciplina abre processo disciplinar ao Vitória de Guimarães

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou, esta terça-feira, a abertura de um processo disciplinar ao Vitória de Guimarães, devido aos insultos racistas a Moussa Marega. O avançado do FC Porto recusou-se …

Pinto da Costa confirma fim da carreira de Casillas. E diz que episódio com Marega é um caso de polícia

O presidente do FC Porto confirmou, esta terça-feira, o fim da carreira do guarda-redes espanhol, que anunciou a intenção de se candidatar à presidência da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF). O dirigente portista falou aos …

Águias-de-Bonelli encontradas mortas no Douro Internacional

Duas águias-de-Bonelli jovens foram encontrados mortas no Douro Internacional, após terem sido marcadas com emissores GPS em 2018 e 2019, anunciaram na segunda-feira técnicos ligados a um projeto ibérico de salvaguarda destas aves. "O facto de …

Governo ficou perto da promessa de contratar 5000 doutorados

A anterior legislatura ficou a apenas 49 contratos de cumprir a meta estabelecida pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Educação Superior. De acordo com o jornal Público, a promessa do ministro da Ciência, Manuel Heitor, de …

Fundador da Amazon investe nove mil milhões de euros para combater alterações climáticas

O fundador da empresa tecnológica norte-americana Amazon, Jeff Bezos, revelou na segunda-feira que vai investir dez mil milhões de dólares (mais de nove mil milhões de euros) da fortuna pessoal para encontrar soluções para combater …

Conselho de Ética desfavorável a projetos de lei sobre eutanásia

O Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida (CNECV) deu "parecer ético desfavorável" a quatro projetos de lei para a despenalização da morte medicamente assistida, que vão ser debatidos no Parlamento esta quinta-feira. Os …