Itália. Eleição de Ursula Von der Leyen para a UE ameaça romper Governo

Angelo Carconi / EPA

Luigi Di Maio e Matteo Salvini

Quase todos os dias os dois chefes aliados, Luigi Di Maio, do Movimento 5 Estrelas (M5S), e Matteo Salvini, da Liga, atacam-se diretamente. Dentro de uma aliança de contrários, os dois partidos mobilizam as suas bases com discursos de “oposição” às políticas do seu Governo. A nomeação de Ursula Von der Leyen para presidente da Comissão Europeia pode ser o ponto de rutura.

Mas a rutura não depende apenas da vontade dos sócios mas de cálculos eleitorais. Há um pormenor relevante: para haver eleições antecipadas no fim de setembro, a rutura da coligação deveria ocorrer até segunda-feira, dia 22. O Presidente Sergio Mattarella não quer eleições em outubro, dada a necessidade de aprovar o orçamento e a grave situação económica do país, noticiou o Público na quinta-feira.

Matteo Salvini tem estado sob grande pressão por causa do escândalo Russiagate italiano. Um membro da Liga teve uma reunião em Moscovo para montar um negócio de petróleo cujo lucro, 60 milhões de dólares, se destinaria à campanha na Liga nas eleições europeias. A reunião foi gravada. Há muitas suspeitas mas ainda não há provas da concretização do negócio nem do envolvimento direto de Matteo Salvini.

As intromissões russas preocupam os aliados. O primeiro-ministro, Giuseppe Conte, irá ao Senado esclarecer o assunto. Escreveu numa carta ao La Repubblica: “Esta intervenção será uma oportunidade para reafirmar ao Parlamento a nossa colocação geopolítica e para confirmar a minha mais profunda sensibilidade na tutela da nossa segurança e da soberania nacional”.

O tema com mais potencial de ruptura é, inesperadamente, a eleição de Ursula Von der Leyen. A Itália queria o comissário da Concorrência na nova Comissão Europeia e Matteo Salvini exigia ser ele a designá-lo. Tanto Giuseppe Conte como Luigi Di Maio sublinharam que a Liga, ao votar contra Ursula von der Leyen, isolou a Itália e prejudicou os seus interesses. Matteo Salvini respondeu que a eleição da “candidata de Merkel, Macron e Berlusconi” é que foi “um ato gravíssimo”.

Focke Strangmann / EPA

Ursula Von der Leyen, nova presidente da Comissão Europeia

O único partido que tem a ganhar com eleições antecipadas é a Liga, que lidera as sondagens (35%) e que, aliada aos Irmãos de Itália (extrema-direita), poderia alcançar a maioria absoluta. Ao contrário, o M5S perdeu metade dos eleitores, estagnando nos 17,5%. O Partido Democrático (PD, centro-esquerda) mantém-se nos 23,5%.

Segundo o Público, o que faz hesitar Matteo Salvini é o risco de Sergio Mattarella nomear um “governo institucional” para completar a legislatura. É o seu papel no governo, em que funciona como “comandante”, que lhe dá uma extraordinária exposição mediática, alavanca da sua popularidade.

O fantasma da Liga é que é aritmeticamente possível uma maioria alternativa, do M5S com o PD. Esta aliança é politicamente inverosímil, mas força Matteo Salvini a pensar duas vezes. Ele declara que, desde a eleição de Ursula Von der Leyen, o “PD e o M5S já estão juntos na UE”.

O “ribaltone” – nome que os italianos dão a uma mudança oportunista de maioria – pode não ser “ficção científica”, sublinhou o Linkiesta. O PR poderia tomar a iniciativa de um “governo de transição institucional”, com o apoio do M5S, do PD e outra esquerda. E Silvio Berlusconi.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Febre do lítio pede licença para chegar a Portugal

Com o potencial de ter as maiores reservas da Europa, a febre do lítio chegou a Portugal, onde se registaram duas dezenas de solicitações de prospecção este ano, embora as empresas mineiras continuem à espera …

Virgin Galactic abre as portas do primeiro aeroporto espacial do mundo

A empresa norte-americana Virgin Galactic, do bilionário Richard Branson, está a preparar o primeiro aeroporto espacial comercial do mundo, tendo revelado esta semana algumas das imagens daquelas que vão ser as instalações. O aeroporto, localizado …

A Internet está a regar esta planta há três anos

A comunidade online do Reddit tem tratado de uma planta durante três anos. Os utilizadores escolhem diariamente se a planta de ou não ser regada. Tudo começou com uma pequena brincadeira no Reddit, um dos maiores …

O pulmão de um chinês colapsou (e a culpa foi do karaoke)

O pulmão de um homem de 65 anos, na China, colapsou após ter tentado atingir uma nota alta durante uma intensa sessão de karaoke. O homem, residente em Nanchang, na província de Jiangxi, teria estado a …

"Emergência nacional". Deputados pedem a Boris que convoque imediatamente o Parlamento

Mais de 100 deputados britânicos pediram, numa carta divulgada este domingo, ao primeiro-ministro Boris Johnson para convocar imediatamente o Parlamento e voltar a debater o Brexit. As férias de verão do Parlamento terminam normalmente a 03 …

Rambo Luso. Há um português a viver na selva venezuelana há 25 anos

Há 25 anos que o português António Pestana Drumond realiza expedições às regiões de selva do Delta Amacuro e do Parque Nacional Canaima, leste da Venezuela, onde é conhecido pelos indígenas locais como o Rambo …

Já é possível saber se alguém está a mentir. Basta olhar nos olhos

Os olhos não mentem. Pelo menos é o que acham os investigadores da Universidade de Stirling, na Escócia, que criaram uma prova que diz se a pessoa está a mentir ou não com a monitorização …

A NASA detetou (e mediu) o primeiro choque interplanetário

A Multiscale Magnetospheric Mission (MMS) da agência espacial norte-americana conseguir fazer as primeiras medições de um choque interplanetário. Em comunicado, a NASA explica que os choques interplanetários são um tipo de choque sem colisão, no …

Quem ganhou a Segunda Guerra Mundial? Aliados e Eixo dizem que foram eles próprios

Em média, tanto os cidadãos de países dos Aliados como cidadãos de países do Eixo dizem que foram eles mesmos os vencedores da Segunda Guerra Mundial. Se perguntarmos a qualquer um dos poucos veteranos remanescentes da …

Norte-americano passou 30 anos na prisão por erro. Vai ser indemnizado em 10 milhões

Um norte-americano que há 30 anos foi erradamente condenado a 57 anos de prisão por violação e roubo vai agora receber uma indemnização de quase 10 milhões de dólares, avança o jornal New York Post. …