Investigação a Juan Carlos vai ser arquivada pela Justiça espanhola

1

Salvador Sas / EPA

Rei emérito Juan Carlos

A justiça espanhola vai arquivar a investigação ao rei emérito, Juan Carlos, aberta devido a alegados crimes fiscais e branqueamento de capitais, informaram fontes judiciais citadas pelo Confidencial.

De acordo com o jornal, Juan Carlos ainda não tinha abdicado no ano em que é suspeito de ter cometido os referidos crimes, usufruindo assim da prerrogativa constitucional que o iliba de qualquer responsabilidade penal.

Segundo um acordo privado de março de 2011, enviado pelas autoridades suíças ao Ministério Público, Juan Carlos estaria envolvido na gestão de uma offshore, ocultando 64,8 milhões de euros, que terá desviado para o rei da Arábia Saudita. Terá ainda cobrado comissões pela construção da linha ferroviária da AVE entre as cidades de Medina e Meca.

Em agosto, esteve em parte incerta até que a Casa Real espanhola indicou que estava nos Emirados Árabes Unidos. O Palácio da Zarzuela emitiu um comunicado, referindo que apoiava a decisão de Juan Carlos de abandonar Espanha para fixar residência noutro país.

  ZAP //

1 Comment

  1. Lindo…
    Este parasita, além de viver “à grande” à custa dos espanhóis (e da conduta vergonhosa ao longo da vida), ainda consegui fazer a proeza de se meter em negociatas para receber comissões!…
    O pior é que depois de tudo isso, não vai ser acusado e ainda fugiu para os Emirados com viagem, segurança, etc, etc, tudo pago pelo povo que roubou!!
    E ainda há tontinhos a defender a monarquia – alguns carneiros até andaram a espalhar por aí que era mais barata do que a república…

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.