Ingleses medievais mutilavam cadáveres com medo que se tornassem zombies

Uma investigação realizada arqueólogos britânicos revelou que, na Idade Média, os habitantes de Yorkshire, em Inglaterra, cortavam, esmagavam e queimavam os esqueletos dos mortos para garantir que não ressuscitavam.

“A hipótese de que os restos dos habitantes de Wharram Percy foram desmembrados e queimados para impedir a sua transformação em zombies, corresponde da melhor forma ao que descobrimos e sabemos sobre este local”, afirmou Simon Mays, do Instituto de Southampton, no Reino Unido, citado pela JAS: Reports.

“Se tivermos razão, teremos a primeira prova arqueológica de que a história medieval britânica teve um lado tenebroso e que a mentalidade das pessoas naquela época era completamente diferente”, acrescentou.

A equipe, chefiada pelo arqueólogo Alistair Pike da Universidade de Southampton, fez esta descoberta admirável ao realizar escavações no território da aldeia abandonada de Wharram Percy, situada no norte da Inglaterra, no condado de Yorkshire.

Em meados da década de 60, os cientistas que estavam a investigar Wharram Percy encontraram um cemitério de ossos humanos que tinham indícios de danificações, cortes e queimaduras.

Ao analisarem as várias descobertas nesse local, Pike e os seus colegas deram uma atenção especial a estes ossos, que lhes fizeram lembrar o “produto final” de um procedimento peculiar frequentemente descrito nas histórias medievais da época em que a aldeia ainda existia.

De acordo com o estudo, trata-se de um ritual específico que impede a transformação dos mortos em “zombies“. Nas histórias antigas, as pessoas defendiam-se dessa “magia negra” cortando e queimando os esqueletos dos mortos para garantir que não voltavam.

A Idade Média, segundo os arqueólogos, foi uma época dura em que as pessoas enfrentavam fome e eram obrigadas a praticar canibalismo por não haver outras fontes de alimentos.

No caso dos esqueletos encontrados em Wharram Percy, essa situação é pouco provável, já que os ossos tinham uma medula óssea que os canibais provavelmente teriam comido. O assassinato dos forasteiros também parece uma teoria pouco convincente porque todos os ossos pertenceram a habitantes da aldeia.

Deste modo, Pike e os seus colegas afirmam que a hipótese extravagante sobre a luta dos residentes da aldeia contra a invasão potencial dos “zombies” é a mais provável.

Os cientistas ainda não sabem porque é que os cidadãos de Wharram Percy mutilavam os restos mortais dos seus conterrâneos, mas supõem que esse procedimento possa estar relacionado com atividades da igreja local.

Avatar ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Igreja cipriota pede que a música "demoníaca" da Eurovisão seja cancelada. Governo rejeita

El Diablo foi a canção escolhida para representar o Chipre no festival da Eurovisão, que terá lugar em Roterdão, em maio. A música cipriota da Eurovisão está a causar polémica. A Igreja Ortodoxa do Chipre pediu, …

Cientistas propõem que indústria da moda pague "royalties" pelo padrão leopardo

Cientistas de Oxford, no Reino Unido, propõem que a indústria da moda comece a pagar royalties pelo uso do padrão que imita a pele de leopardo, para tentar ajudar a reverter o declínio deste felino. "O …

André Ventura foi reeleito presidente do Chega com 97,3% (e deixou recados ao PSD)

André Ventura foi reeleito este sábado, com 97,3% dos votos nas eleições internas para a presidência do Chega. O presidente demissionário do Chega foi reeleito este sábado com 97,3% dos votos, percentagem que considerou legitimá-lo para …

Uma das maiores camas do céu. JetBlue revela a nova classe executiva do Airbus A321neo

Uma das maiores camas no céu deverá estrear dentro de alguns meses, quando a JetBlue começar a voar com os seus A321neo de Boston e Nova Iorque a Londres. No dia 26 de fevereiro, a norte-americana …

Putin diz que Internet pode destruir a sociedade se não for regida pela moral

 Internet pode destruir a sociedade a partir se não não for regida por valores e leis da moral, considerou Vladimir Putin. O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, advertiu que a Internet pode destruir a sociedade a …

China torna-se o primeiro país do mundo a ter mais de mil multimilionários

A China tornou-se o primeiro país do mundo a ultrapassar a marca dos mil multimilionários, tendo neste momento um total de 1058 pessoas que têm a sorte de poder fazer parte desse grupo restrito. De acordo …

Gil Vicente 0-2 Porto | Vida fácil para o “dragão” em Barcelos

O FC Porto venceu o Gil Vicente em Barcelos, por 2-0. Pepe e Corona saíram ao intervalo com problemas físicos. O Porto foi a Barcelos conquistar três pontos de forma tranquila, perante um Gil Vicente que …

Na Índia, o comércio ilegal de burros está a crescer. A sua carne é considerada afrodisíaca

Viagra? Não, a população do estado de Andhra Pradesh, na Índia, tem um novo método para aumentar o desejo sexual: carne de burro. Esta crença está a fazer com que o comércio ilegal de carne …

Com as fronteiras fechadas, companhia aérea australiana lança "voos mistério"

A companhia aérea australiana Qantas anunciou “voos mistério”, nos quais os passageiros não fazem ideia para onde vão, numa tentativa de atrair mais clientes. As fronteiras internacionais da Austrália estão atualmente fechadas e parece improvável que …

Açores e Madeira acusam DGS de não usar dados verdadeiros nos boletins

A Direção Regional da Saúde (DRS) da Madeira garantiu que os números reportados no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) esta sexta-feira não correspondem à realidade. A DRS dos Açores também assume a existência …