Há 74 mil anos, a Humanidade sobreviveu à super erupção que provocou um “inverno vulcânico”

Há 74 mil anos, uma super-erupção vulcânica provocou um “inverno vulcânico” que durou uma década, resultando num evento de arrefecimento de milénios em todo o planeta que destruiu espécies de humanos e mamíferos primitivos. Pelo menos, era o que se pensava.

Agora, novas evidências, publicadas este mês na revista científica Nature Communications, sugerem que, embora a erupção do vulcão Toba tenha sido um dos maiores eventos a ocorrer nos últimos dois milhões de anos, pode não ter aniquilado os seres humanos primitivos e provou que a espécie é adaptável e engenhosa em tempos de catástrofe climática.

Teorias anteriores sugerem que a erupção vulcânica dizimou populações humanas primitivas, quase forçando a extinção de seres humanos. De acordo com a teoria, os poucos Homo sapiens que sobreviveram em África durante esse período desenvolveram estratégias sociais, simbólicas e económicas que lhes permitiram expandir-se para a Ásia 14 mil anos após a erupção.

O novo trabalho contradiz estas teorias, sugerindo que os humanos na Índia resistiram à erupção do vulcão, apesar de terem acabado por morrer mais tarde. “O registo arqueológico demonstra que, embora os humanos mostrem um nível notável de resiliência aos desafios, também é claro que as pessoas nem sempre sempre prosperam a longo prazo”, disse Michael Petraglia, do Instituto Max Planck, em comunicado citado pelo EurekAlert.

Os arqueólogos do local de Dhaba, no centro da Índia, dataram 13 amostras de sedimentos que abrangem um registo estratigráfico de 80 mil anos do local de Dhaba, no norte do vale central de Son Son, e encontraram uma rica coleção de artefactos ao longo de um período de 55 mil anos em torno da erupção vulcânica.

As ferramentas de pedra descobertas perto da erupção de Toba representam as da Idade da Pedra Africana e alguns dos artefactos mais antigos da Austrália, o que sugere fortes evidências de que as populações que usaram ferramentas do Paleolítico Médio estavam presentes na Índia antes e depois da erupção, preenchendo uma “grande ordem cronológica lacuna ”nos registos humanos.

“As populações de Dhaba usavam ferramentas de pedra semelhantes aos kits de ferramentas usados ​​pelo Homo sapiens na África ao mesmo tempo. O facto de esses kits de ferramentas não desaparecerem na época da super-erupção de Toba ou mudarem drasticamente indica que as populações humanas sobreviveram à catástrofe e continuaram a criar ferramentas para modificar os seus ambientes”, disse o principal autor do estudo, Chris Clarkson, da Universidade de Queensland.

As análises de sedimentos também sugerem que o evento de arrefecimento da Terra após a erupção pode ter sido menos extremo do que se pensava anteriormente e pode não ter causado o período glacial que se seguiu.

Assim, o trabalho apoia a hipótese de que as populações humanas estavam presentes na Índia há 80 mil anos e sobreviveram a uma das maiores erupções vulcânicas dos últimos dois milhões de anos.

A Índia é uma “cruzada geográfica crítica” para entender como o Homo sapiens se dispersou da África para a Ásia. Evidências fósseis do estudo sugerem que os humanos migraram da África e expandiram-se pela Eurásia, cruzando com humanos antigos, como os neandertais, antes do final do evento de arremetimento há 60 mil anos.

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Coloridos e selados. Descobertos no Egito sarcófagos com mais de 2.500 anos

As autoridades egípcias anunciaram esta segunda-feira a descoberta de uma coleção de sarcófagos datados de há mais de 2.500 anos, na zona arqueológica de Sakkara, a sul da cidade do Cairo. Em comunicado, citado pela agência …

Nokia vai criar para a NASA a primeira rede móvel operacional na Lua

O grupo finlandês Nokia vai fabricar para a NASA aquela que será a primeira rede móvel móvel na Lua, como parte de um projeto de base humana permanente da agência espacial norte-americana, foi esta segunda-feira …

Sarkozy acusado de "associação criminosa". Investigação sobre ligações à Líbia continua

Nicolas Sarkozy, o antigo Presidente francês, está a ser acusado de "associação criminosa" como parte de uma investigação sobre o financiamento da sua campanha presidencial de 2007, particularmente acerca dos seus alegados vínculos com o …

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em três milénios

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em quase três milénios, aponta uma nova investigação da Universidade de Massachusetts em Amherst, nos Estados Unidos, e da Universidade de Quebec, no Canadá. As …

NASA apresenta rover "transformer" que vai explorar os penhascos íngremes de Marte

A NASA acaba de apresentar um rover de quatro rodas, denominado DuAxel, que se pode dividir em dois rovers de duas rodas separados. O robô foi projetado para, um dia, explorar alguns dos terrenos mais …

Veneno de vespa pode ter muito "potencial" na composição de antibióticos

Com o passar dos anos, a população começa a ficar mais resistente a certos medicamentos e estes deixam de fazer efeito. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu novas moléculas anti-microbianas a partir do veneno de …

"Ou és infetado ou morres de fome". Trabalhadores da Amazon nas Filipinas denunciam condições precárias

Trabalhadores contratados pela empresa de segurança Ring da Amazon que trabalham em call centers nas Filipinas denunciam condições de trabalho que dizem ser precárias, mostrando-se ainda mais preocupados com a situação por causa da pandemia …

"Momento muito duro". André Almeida sofreu rotura de ligamentos e arrisca paragem longa

O futebolista internacional português André Almeida sofreu uma entorse do joelho direito, que resultou numa “rotura do ligamento cruzado anterior e do ligamento lateral interno”, informou esta segunda-feira o Benfica. O lateral dos encarnados saiu aos …

Apoio à retoma. Empresas com perdas de 25% podem reduzir horário até 33% já esta terça-feira

Empregadores com quebra de faturação igual ou superior a 25% vão poder reduzir até 33% o horário dos trabalhadores, entre outubro e dezembro, segundo a alteração ao regime de retoma progressiva de empresas em crise. O …

Chega quer tornar voto obrigatório e sanções para quem não cumprir

O deputado único do Chega entregou uma nova proposta no âmbito do projeto de revisão constitucional do partido para tornar o voto obrigatório para todos os cidadãos que o possam exercer e sanções para quem …